GERAL, TOCANTINS

Estudantes da rede estadual do Tocantins conquistam vagas em instituições de ensino superior

A equipe do Colégio Estadual São José comemora o número de estudantes que foram aprovados em cursos superiores em faculdades públicas e particulares. Entre os aprovados há casos como o de Gabryel Gomes Nolêto, que conseguiu classificação para cinco cursos superiores no Tocantins.

Gabryel tem 19 anos e passou em Engenharia Agronômica pelo Instituto Federal de Educação do Tocantins (IFTO); em Enfermagem pela Universidade Paulista (Unip). Ele também foi classificado para o curso de Medicina no Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (Itpac) e ficou na suplência nos cursos de Medicina ofertados pela Universidade de Gurupi (Unirg) e pela Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Já Thiago Souza Marques, 18 anos, foi aprovado no curso de Geografia, pela UFT, campus de Porto Nacional; Victor Frota Pinho Tavares, 18 anos, foi selecionado para o curso de Direito ofertado pela Universidade Luterana de Palmas (Ulbra) e José Raimundo Assunção Caminha foi aprovado em Engenharia Civil, pelo IFTO.

Projeto de vida

Esses alunos destacam a Escola Jovem em Ação, programa do qual o Colégio São José faz parte, que tem como um dos eixos norteadores o projeto de vida, no qual o jovem planeja os seus sonhos e define os caminhos a seguir.

O estudante Gabryel é um dos defensores do projeto de vida. “A ajuda foi surreal, possibilitando vários alunos a seguir com os objetivos. Principalmente quando temos bons professores e gestores na instituição de ensino”, ressaltou.

Thiago destacou o que mais aprendeu. “Na 2ª série, estudei muito sobre resiliência, em que não podemos desistir dos nossos sonhos. A professora Normacelia deu excelentes instruções com relação ao projeto de vida e também me apoiou muito na escolha do meu curso”, afirmou.

Para o aluno Victor, a escola Jovem em Ação o ajudou muito a definir objetivos e metas para a própria vida.

Os desafios da pandemia

Victor Frota disse que no início a pandemia dificultou muito os estudos, mas ele aprendeu a buscar alternativas. “Com o passar do tempo fui testando táticas, como fazer resumos semanais das matérias, ver filmes, séries e documentários sobre os assuntos que estava estudando. E sempre mantendo contato com os professores e coordenadores do colégio”, esclareceu.

LEIA MAIS

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s