BAHIA, GERAL

Secretário Jerônimo Rodrigues critica projeto que obriga retorno das aulas presenciais no auge da pandemia

O secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, criticou o Projeto de Lei n° 5.595/2020, em tramitação na Câmara dos Deputados, que quer obrigar as aulas presenciais em todo o país, em plena pandemia do novo Coronavírus, sem as condições epidemiológicas adequadas e sem a vacinação em massa.  “Todos somos a favor das aulas presenciais, mas a luta, agora, deve ser para que o governo federal acelere a vacinação. Não é a hora de um mero arranjo formal para tentar assegurar um retorno das aulas presenciais em um momento totalmente  inadequado. Esta medida também é arbitrária e irresponsável. Fere a autonomia dos estados e dos municípios, que serão obrigados a ofertar aulas presenciais, sem considerar a situação da pandemia em cada local. O país vive o pior momento desta crise sanitária, com mais de 358 mil mortos. Infelizmente, o Brasil se tornou uma ameaça sanitária global pela falta de gestão federal da pandemia. Agora querem ampliar os riscos à vida dos professores, servidores, estudantes e seus familiares. Isto é inaceitável”, afirmou Jerônimo Rodrigues.

O secretário disse que a maioria dos estados optou pela oferta do ensino remoto e ressaltou que, na Bahia, a volta às aulas presenciais está condicionada às diretrizes das autoridades de Saúde. “A prioridade do Governo da Bahia é salvaguardar a vida das pessoas. É preciso aguardar as condições epidemiológicas favoráveis. Tanto que o nosso planejamento prevê as atividades híbridas até chegar totalmente no presencial, mas somente quando isso for mais seguro”, ressaltou.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, TOCANTINS

Educação apresenta calendário e planejamento para ano letivo de 2021 no Tocantins

O Governo do Tocantins apresentou, na tarde desta terça-feira, 13, o calendário e o planejamento para o início do ano letivo de 2021 na rede pública estadual. Em coletiva de imprensa on-line, a gestora da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), professora Adriana Aguiar, fez o anúncio sobre o início das aulas, previsto para o dia 3 de maio.

Elaborado em um formato adaptável e adequado para o momento da pandemia de Covid-19, o ano letivo terá início na modalidade não presencial, com atividades nos formatos digital e impresso, além dos roteiros de estudos que serão retirados pelos estudantes/responsáveis, nas suas respectivas unidades de ensino ou na rota do transporte escolar, para quem reside no campo.

A secretária Adriana Aguiar pontuou que o calendário foi organizado, pautado nas mudanças ocorridas e nas realidades das unidades escolares do Tocantins.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Escolas da rede estadual de Santa Catarina promovem iniciativas de conscientização sobre a Covid-19

Passado quase dois meses da retomada das aulas presenciais na rede estadual de educação, as escolas reforçam seu propósito de serem espaços de transformação social. Nesta matéria trouxemos três exemplos de conscientização sobre a Covid-19 desenvolvidos em unidades no Norte, Oeste, Sul e Litoral do Estado para acolher e orientar os estudantes que retomaram o ano letivo de 2021 na modalidade presencial ou mista.

A direção da EEB Professor José Brasilício, em Biguaçu, preparou uma apresentação diferente aos 650 alunos do 1º ao 9º ano. Duas professoras fizeram uma divertida encenação: Marivone Elvira da Rocha se caracterizou de Coronavírus e Dagmar Pereira vestiu uma “fantasia” de álcool em gel, e assim, passaram de sala em sala para reforçar a importância da prevenção ao Coronavírus. Foram feitas 24 apresentações ao longo dos primeiros dias, já que as 12 turmas da escola estão na modalidade mista e foram divididas em grupo A e grupo B, em função da pandemia. O vídeo pode ser acessado aqui.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Escolas da Bahia engajam famílias para apoio às atividades do ensino remoto

O contato com as famílias dos estudantes tem sido uma estratégia adotada pelas escolas estaduais nesta primeira fase, do ano letivo, com ensino 100 % remoto, na rede estadual de ensino. O objetivo é contar com o apoio e o engajamento das mães, dos pais e responsáveis para que os estudantes realizem suas atividades e mantenham a rotina dos estudos em casa.

No Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e Negócios do Centro Baiano Professora Felicidade de Jesus Magalhães, no município de Jacobina, a comunidade escolar realizou um processo de escuta das famílias e os resultados são positivos.  “Nossos estudantes estão muitos interessados e contam com o apoio de seus familiares. Eles veem este momento como uma oportunidade para a conclusão dos estudos e de começarem a aproveitar as oportunidades do mundo do trabalho. As primeiras semanas foram de adaptação ao novo formato e também foi uma oportunidade incrível para o desenvolvimento de novas aprendizagens”, avaliou o diretor da unidade, Gildeon Alves dos Santos.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Governo de Sergipe distribui kit de merenda a mais de 150 mil alunos

As escolas estaduais de Sergipe têm reforçado a distribuição dos kits de merenda escolar aos alunos matriculados no ano letivo de 2021, como vem ocorrendo no Colégio Estadual General Siqueira, situado no bairro Siqueira Campos, em Aracaju, cuja comunidade chegou cedo para retirada dos alimentos nesta sexta-feira, 9. Ao todo, a equipe diretiva montou 1.064 kits contendo 20 itens, entre estes, duas proteínas. Paralelo a isso, a unidade realiza também a entrega dos kits escolares de uso contínuo e os livros didáticos.

O kit contém gêneros como feijão, arroz, suco, extrato de tomate e frango. De acordo com a gestora, professora Patrícia de Aragão, os pais e mães estão muito felizes porque é um alimento que chega em uma boa hora, ainda mais, segundo ela, em um momento que não está sendo fácil por conta da pandemia. “O sucesso da entrega do primeiro dia deu-se graças ao empenho de todos os funcionários da escola e do auxílio inestimável do Corpo de Bombeiros Civil. A equipe diretiva ficou muito feliz com o êxito da entrega”, declarou.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, TOCANTINS

Secretário Nacional do Conselho de Juventude destaca mobilização do Tocantins na pesquisa ‘Juventudes e a Pandemia do Coronavírus’

O secretário geral do Conselho Nacional de Juventude, Gustavo Gama, foi recebido nesta quinta-feira, 8, pela secretária de estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar. No encontro foram abordados assuntos de interesse do publico jovem do Tocantins, dentre eles a 2ª edição da pesquisa ‘Juventudes e a Pandemia do Coronavírus’, que é apoiada pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

Durante o encontro, Gustavo enalteceu a mobilização promovida pela Seduc que tem culminado na massiva participação dos jovens tocantinenses. “O Tocantins tem tido um resultado impressionante. O conselho tem os dados nacionais e temos até agora cerca de 8 mil jovens como respondentes da pesquisa, o que corresponde a 2% da população jovem do Estado, que é de cerca de 400 mil jovens. Esse é um excelente resultado proporcional em relação a outros estados”, frisou.

De acordo com os dados sobre a participação dos jovens, o Tocantins conta com 7.248 respostas ao questionário, representando 1,82% da população jovem do Estado. Em um comparativo, o estado de São Paulo, o mais populoso do País, foram mais de 10,7 milhões de respostas, o que representa 0,0075% dos jovens paulistas.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Bahia dialoga com prefeituras sobre planejamento das aulas do ano letivo 2020/2021

As secretarias estaduais da Educação (SEC), da Saúde (SESAB) e de Relações Institucionais (SERIN) realizaram, nesta terça-feira (6), uma reunião com representantes de 31 municípios integrantes do Consórcio Público Interfederativo de Saúde que estão localizados nas regiões dos Núcleos Territoriais de Educação de Vitória da Conquista (NTE 20) e Itapetinga (NTE 08). Na oportunidade, foi discutida a situação da pandemia nas regiões e apresentadas ações desenvolvidas para o início do ano letivo 2020/2021 na rede estadual de ensino, que tem no planejamento três fases: remota, híbrida e presencial, esta última quando as condições de segurança e saúde permitirem.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do regime de colaboração entre Estado e municípios. “Desde o começo de 2020 já temos um forte diálogo com a UNDIME (União dos Dirigentes Municipais de Educação) e a UNCME (União dos Conselhos Municipais de Educação), que gerou diversas iniciativas para darmos conta deste momento de pandemia. Temos um trabalho desenvolvido pela SEC dentro das áreas pedagógicas, de gestão, de infraestrutura e tecnológica, que podem ser aproveitadas pelos municípios em parceria com a gente”.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARANÁ

Investimento em ensino e cursos remotos ultrapassam os R$15 milhões no Paraná

Há um ano a Rede Estadual de Ensino se preparava para migrar as tradicionais aulas nas escolas para o ambiente remoto em virtude da pandemia. Em apenas duas semanas de atividades paralisadas, surgiu o Aula Paraná e a maioria dos estudantes foi à frente de televisões, computadores e celulares, em uma mudança brusca, que exigiu muito de professores e estudantes. Aos poucos, contudo, a adaptação aconteceu e o próprio ensino à distância evoluiu, com a inclusão de novos formatos de aula, como via Google Meet, principal ferramenta atualmente.

Além do esforço de todos os profissionais da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) para seguir com o processo de aprendizagem, foram necessários muitos investimentos. Somente em 2020, foram quase R$ 10 milhões para ter toda a estrutura necessária, como produção e edição das aulas gravadas, transmissão em três canais na TV aberta, aplicativo para smartphone e parceria com as quatro maiores operadoras de telefonia para acesso gratuito do app via 3G e 4G. Para esse ano, até o momento, a Seed-PR tem contratos vigentes de cerca de R$ 3 milhões para a manutenção desse sistema multiplataforma.

LEIA MAIS

Padrão
ESPÍRITO SANTO, GERAL

Projeto de estudantes da Rede Estadual do Espírito Santo sobre o combate e prevenção à Covid-19 recebe premiações em feira nacional

Com o projeto Painel Inteligente, estudantes de Robótica Educativa do Núcleo de Atividades para Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) conquistaram três premiações na 19ª Feira Brasileira de Engenharia (Febrace), sendo elas: o Prêmio da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência (ABRIC), o Prêmio Destaque Unidades Federação do Espírito Santo e também o 4º lugar nacional na área de Ciências da Saúde.

Os estudantes Ana Luisa Marinato Aguiar Alves e João Arthur Andreatta Subtil, sob a orientação do professor Aluisio Rabello de Oliveira Neto, criaram um protótipo com o objetivo de contribuir com os cuidados e a prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19) nas escolas. O chamado Painel Inteligente afere a temperatura e taxa de oxigênio.

“O protótipo é capaz de falar: ‘Sua temperatura está ok’ ou ‘Cuidado, sua temperatura está acima de 37,5 C’, de forma rápida, e ainda fazer aferição da taxa de oxigênio no sangue, por meio do oxímetro, e no final de todo o processo, ainda higieniza sua mão”, explicou o professor Aluisio Rabello de Oliveira Neto.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Educação de Sergipe lança segunda edição da Revista Educa com relatos de boas práticas escolares em tempo de pandemia

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) lançou nesta quinta-feira, 1º de abril, a segunda edição da Revista Educa.  O periódico é impresso e foi produzido pela equipe da Assessoria de Comunicação da Seduc, composta por jornalistas, repórteres fotográficos, designer, publicitários, social media, revisor textual e estagiários.

Nessa edição, a revista contém reportagens especiais sobre boas práticas desenvolvidas pelas escolas da rede estadual de ensino no período da pandemia do coronavírus. Essas práticas exitosas foram destaque no Prêmio Gestão Escolar 2020. O periódico é aberto por um artigo de autoria do secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, com o título “O ano que não acabou”. Em seu artigo, o secretário ressalta que o setor educacional foi mais prejudicado, mas que a rede estadual de ensino de Sergipe não capitulou à inércia. 

LEIA MAIS

Padrão