AMAPÁ, GERAL

Governo do Amapá retoma distribuição do Kit Merenda em Casa

O Governo do Amapá retoma a distribuição do Kit Merenda em Casa a partir dessa segunda-feira, 19. Serão 115 mil famílias  beneficiadas pelo programa que destina cestas de alimentos para estudantes da rede estadual. A inciativa faz parte do pacote econômico e social que o Governo do Amapá estabeleceu para auxiliar a população a passar por este momento de crise causada pela pandemia de covid-19.

Distribuído desde abril de 2020, o kit é composto por 11 itens de alimentos que compõem a merenda escolar. A ideia é continuar oferecendo alimentação balanceada aos estudantes durante o período de isolamento social devido à pandemia da covid-19. Para viabilizar o programa, o Governo do Amapá investiu R$ 7,2 milhões na aquisição de 920 toneladas de alimentos que compõem as cestas entregues em abril de 2021.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Aulas presenciais na rede pública e privada do Amapá retornam somente em 2021

O retorno das aulas presenciais na rede pública e particular de ensino amapaense só irá acontecer em 2021. A decisão, ratificada pelo Decreto Estadual nº 3950, de 19 de novembro, segue a recomendação feita pelo Comitê Estratégico para Retomada das Atividades Educacionais Presenciais.

Durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 23, a Secretária de Educação, Goreth Sousa, reforçou que os estudantes devem continuar recebendo aulas remotas pela Seed.

“A secretaria de Educação está toda organizada para continuar garantindo o ensino remoto aos estudantes através do Portal Aprendizagem em Casa, TV Assembleia, por exemplo, e enviando material impresso para os que não contam com acesso às ferramentas tecnológicas, fazendo com que todos possam concluir os estudos até o final do ano”, destacou Goreth Sousa.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Kit Merenda em Casa soma R$47 milhões investidos no auxílio ao estudante da rede estadual do Amapá

O Governo do Amapá iniciou, nesta segunda-feira, 23, a sétima etapa de distribuição do Kit Merenda em Casa – uma cesta de 11 alimentos que fazem parte da merenda escolar – que atende todos os mais de 120 mil alunos da rede pública estadual, como forma a continuar mantendo a alimentação escolar mesmo durante a suspensão das aulas.

Para esta etapa o investimento do Governo do Estado é de R$ 7,2 milhões na aquisição dos alimentos. Contabilizando todas as entregas já realizadas até agora, o total investido de recurso proveniente do Tesouro Estadual é superior a R$ 47 milhões.

Para a dona de casa Rosilene Furtado, de 40 anos, mãe de onze filhos, três deles estudantes da escola estadual Rivanda Nazaré, localizada na zona norte de Macapá, os alimentos os têm ajudado nesse momento difícil que o estado passa.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Professora do Amapá conta experiência de utilizar ferramentas digitais para ministrar aula na pandemia

Por conta do cenário de pandemia, a educação enfrenta grandes desafios. Não se sabe ainda quando as aulas presenciais poderão retornar, mas quando acontecer, mudanças na infraestrutura das escolas e nos recursos humanos poderão ser exigidas.

Para os professores, em particular, o momento está exigindo força e determinação para continuarem ensinando. Segundo conta a professora Maria Goreth Moraes, que leciona a disciplina de língua portuguesa na Escola Estadual Antônio Lima Neto, zona norte de Macapá, a sua metodologia de aula, antes da pandemia, teve de ser mudada por completo.

“Antes da pandemia, eu planejava a aula em casa e vinha para sala de aula lecionar. Com a pandemia, tive que estudar, pesquisar, procurar saber e aprender novas técnicas de ministrar minha aula”, contou.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Secretaria de Educação do Amapá retomou atendimento presencial nesta segunda-feira (24)

Nesta segunda-feira, 24, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) deu início à primeira etapa da retomada de suas atividades administrativas presenciais. Os quatro setoriais são Superfácil EducaçãoAtendimento Especializado e Núcleo de atendimento à Saúde do Educando, ambos do Centro de Valorização da Educação (CVEduc), além do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (Neja)

“É uma primeira etapa seguindo o decreto de retomada das atividades públicas e vai pegar primeiro setores-chave da Seed que fazem o atendimento ao usuário. Temos um comitê de retomada que realizou pesquisas internas com os servidores para saber quem está apto ou não para retornar. Com isso, garantimos todos os EPI’s e estrutura física que comporte esse retorno”, disse Dannielson Thoptsom, secretário adjunto da Seed

Os portões da secretaria abriram para atendimento somente na entrada pela avenida Procópio Rola. Para Rosa Maria Machado, recepcionista do Superfácil Educação, mesmo que feliz com a retomada, o momento exige todo cuidado e atenção.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Rede estadual de ensino do Amapá retoma aulas não presenciais

As escolas estaduais do Amapá retornam às aulas não presenciais, ou seja, de forma remota, nesta segunda-feira (10). A secretaria de Estado da Educação (Seed) organizou um plano estratégico que inclui atividades on-line, por meio do Portal Aprendizagem em Casa, videoaulas, livro didático, atividades impressas e transmissão das aulas através da TV Assembleia.

Desde o início e sem a estimativa de quando a pandemia irá acabar, o Amapá passou a analisar possibilidades de retomar as aulas sem comprometer a saúde de seus estudantes e educadores.

No período de 3 a 7 de agosto foi realizada a semana pedagógica da rede estadual. Gestores, coordenadores pedagógicos e professores participaram da formação e realizaram o planejamento para viabilizar o atendimento aos estudantes de forma não presencial. Cada escola define seu plano de ação com base nas diretrizes estabelecidas pela secretaria de Estado da Educação.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Profissionais da educação do Amapá participarão de imersão e apoio psicológico on-line

Diretores, diretores-adjuntos, secretários e coordenadores pedagógicos das escolas públicas estaduais irão participar nos dias 3 e 4 de agosto de uma imersão promovida pela Secretaria de Estado da Educação.

A iniciativa busca levar a equipe gestora à reflexão das ações estratégicas de aprendizagem nas unidades escolares no período de pandemia, além de orientar as possibilidades de atividades pedagógicas não presenciais que irão auxiliar cada escola à fortalecer a sua estratégia para a retomada das aulas não-presenciais.

As ações envolvendo as equipes gestoras de Macapá e Santana serão organizadas pelas coordenadorias de Educação Básica e Educação Profissional (Cebep) e de Desenvolvimento e Normatização das Políticas Educacionais (Codinope). Nos demais municípios e suas zonas rurais, as coordenadorias de Gestão e Apoio aos Municípios (Cogeami) e a de Educação Específica (Ceespe) farão o atendimento.

O cronograma com os horários da imersão será encaminhado para cada gestor por meio dos coordenadores.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Educação do Amapá e Ministério Público alinham ações de acolhimento a estudantes em vulnerabilidade social

Na manhã desta sexta-feira, 31, representantes da Secretaria de Educação (Seed) e do Ministério Público do Amapá (MP-AP) reuniram para debater e alinhar as metas, ações e objetivos para a atuação conjunta em projetos de assistência e acolhimento aos estudantes da rede estadual.

O encontro, que aconteceu no auditório do Ministério Público, contou com a participação da procuradora-geral, Ivana Cei, a promotora, Sílvia de Souza Canela, e a secretária de Educação, Goreth Souza.

A parceria entre os órgãos já existe e foi debatido como serão desenvolvidas as atividades do programa E-paz, que envolve as ações do projeto Escola Restaurativa – um projeto que trabalha proporcionando assistência às escolas através de práticas pedagógicas de acolhimento.

No município de Santana cerca de 30 escolas contam com esse apoio, que refletem resultados positivos como: melhorias no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb); diminuindo o número de casos de violência nas escolas; colaborando com melhorias no processo de ensino-aprendizado dos estudantes.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Professores do Amapá passam por formação online do programa Criança Alfabetizada

A alfabetização é o processo de aprendizagem em que se desenvolve a habilidade de ler e escrever. Atrelado a isso, está o letramento que auxilia no uso competente da leitura e da escrita nas práticas sociais.

Alfabetização e letramento foram o tema da primeira palestra da formação de educadores do Programa Criança Alfabetizada que acontece on-line.

Para o professor Luã Bueno, do 1º ano do ensino fundamental na Escola Municipal de Macapá Raimundo Guedes de Araújo, a formação online encurtou a distância entre os educadores e possibilitou a troca de ideias na prática docente.

“Vejo com grande relevância para nossa classe de alfabetizadores, pois através dessa qualificação é possível a troca experiências e, principalmente, o semear de novas ideias e propostas para a prática docente”, disse Luã Bueno.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação (Seed), que desenvolve o programa no Amapá em regime de colaboração com os 16 municípios, a ideia é dar ainda mais conhecimento acerca das metodologias ativas para a alfabetização e letramento, aos professores que lidam diretamente com estudantes do 1º e 2º ano do ensino fundamental.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Amapá mantém suspensão de aulas presenciais e serviços públicos não essenciais até 30 de junho

O Governo do Amapá prorrogou até o dia 30 de junho a suspensão das aulas presenciais nas escolas das redes estadual e privada, e também dos serviços públicos não essenciais. O Decreto nº 1790 foi assinado neste sábado, 30, pelo governador do Amapá, Waldez Góes, como medida de combate à Covid-19, em todo estado.

“Vamos manter suspensas as aulas e os serviços públicos não essenciais, como forma de resguardar a saúde dos nossos colaboradores, alunos e familiares, reforçando a necessidade de ficar em casa e evitar aglomerações, para prevenir o contágio da doença”, explicou Góes.

Mesmo com a suspensão das aulas presenciais, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) seguirá trabalhado com oferta de atividades pedagógicas através de plataformas digitais como a Sala Virtual do Sistema de Gestão da Educação (SigEduc), Escola Digital e o Ava/Seed, além do canal no YouTube com aulas gravadas e ao vivo. São algumas das ferramentas disponibilizadas para continuidade do ensino.

LEIA MAIS

Padrão