BAHIA, GERAL

Projeto de videoaulas contribui para o aprendizado de estudantes da Educação Profissional da Bahia

Os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Médio Sudoeste da Bahia, localizado em Itororó, estão ampliando os seus conhecimentos através do projeto de videoaulas desenvolvido pelos professores da unidade escolar. Nas aulas, que acontecem diariamente, sempre a partir das 18h30, são transmitidas ao vivo, por meio da plataforma Google Meet, são abordados diversos conteúdos relacionados às temáticas trabalhadas nos cursos presentes em cinco eixos pedagógicos. Os links das videoaulas são compartilhados nos grupos de WhatsApp de cada eixo e os estudantes acompanham através de computadores, notebooks, celulares ou tablets.

Segundo o professor Allan Sousa, que idealizou o projeto, juntamente com a professora Carolina Viana, as videoaulas foram iniciadas no início do mês de junho, de forma experimental, com os estudantes do anexo do CETEP,  de Nova Canaã e, agora, a iniciativa é estendida para todos os estudantes da unidade de ensino. Cada eixo tem o seu dia específico para a participação no projeto. Além disso, o CETEP firmou uma parceria com o Instituto Instituto de Alta Performance Integrado e Sistêmico (IAPIS), com o qual estão sendo realizadas  várias palestras com o tema “Como gerir emoções”, ministradas pela especialista em inteligência emocional, Tatiane Paes. Ao final do ciclo de palestras, os estudantes receberão certificados do instituto.

“As videoaulas consistem em uma ferramenta pedagógica, totalmente gratuita e participativa. Além das videoaulas ministradas pelos professores, contamos com a participação de diversos convidados palestrantes. O projeto se mostrou um sucesso e de suma importância para a comunidade escolar como um todo, pois temos a oportunidade de discutir assuntos relevantes com os estudantes e professores, além de promover uma maior integração entre os diversos segmentos da escola, com estudantes de cidades e cursos variados, que fazem parte da realidade de nossa instituição de ensino de caráter territorial”, explicou o professor Allan Sousa.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Educação da Bahia e APLB Sindicato dialogam sobre protocolos de volta às aulas

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu, nesta terça-feira (30), uma reunião virtual com dirigentes da SEC e representantes da APLB Sindicato, para dialogar sobre protocolos que podem ser implantados no retornos às aulas. As propostas estão voltadas para as áreas pedagógicas e de infraestrutura das escolas e, principalmente, para a garantia da saúde dos estudantes, professores e funcionários no acesso presencial às unidades escolares.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, reforçou que não há uma data definida para o retorno às aulas, mas que a SEC busca o diálogo frequente com os segmentos da Educação. “Temos que sempre realizar este exercício de avaliar os diversos cenários e propor alternativas que possam contribuir para a construção destas propostas. Por isso, o diálogo com a APLB, conselhos e fóruns de Educação, sindicatos, movimentos estudantis, secretários estaduais e universidades ajudam na construção coletiva”, explicou.

O secretário Jerônimo Rodrigues ainda destacou as ações que vêm sendo realizadas. “Estamos no trabalho de execução dos protocolos de infraestrutura, com a recuperação e implantação de vasos sanitários e lavatórios, e com as primeiras testagens para o Coronavírus em escolas de Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca, para avaliar a situação da comunidade escola.  Uma proposta pedagógica também está sendo desenvolvida e que queremos compartilhar nesta discussão com as entidades. Não podemos ficar parados, porque, em algum momento, vamos voltar”, afirmou.

O presidente da APLB, Rui Oliveira, falou sobre este diálogo com a SEC. “É louvável o trabalho que o governador está fazendo no combate ao Coronavírus. Por isso, precisamos ter este diálogo com a SEC para que o retorno às aulas seja feito da maneira correta, sempre priorizando a vida”, disse.

Padrão
BAHIA, GERAL

Escolas estaduais no Sul da Bahia atendem estudantes da Educação Inclusiva na testagem da COVID-19

Os estudantes da Educação Inclusiva da Bahia receberam um atendimento especial para a testagem do Coronavírus nas escolas estaduais em Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca. A aplicação, que começou na quinta-feira da semana passada, objetiva ampliar a prevenção e o combate ao vírus, além de proporcionar as primeiras avaliações para a garantia da integridade da comunidade escolar no processo de retorno às aulas. Acompanhados dos pais, os estudantes com deficiência foram assistidos por profissionais da Educação e da Saúde. 

Em Ipiaú, o Centro de Apoio Pedagógico (CAP) concentrou este  atendimento. “A unidade foi direcionada para todos os estudantes da Educação Especial no município. Houve uma ampla mobilização para que todos pudessem participar das testagens, seguindo todos os protocolos de saúde, com os quais tentamos conscientizar a importância da realização dos testes”, ressaltou a assessora pedagógica do Núcleo Territorial Médio Rio de Contas (NTE 22), Erlândia Santos.

Segundo o estudante do CAP, Edilson Alves, 55, que tem deficiência visual, foi uma grande oportunidade realizar o teste na unidade escolar. “Com a pandemia, ficamos um pouco aflitos sobre o que pode acontecer, por isso é importante  a escola nos oferecer esta aplicação do teste para o Coronavírus. Assim, ficamos mais tranquilos, até porque temos estudantes de diversas idades no CAP. Espero que este trabalho das secretarias da Educação e da Saúde consiga proporcionar logo a volta às aulas”, disse.   

Em Uruçuca, a diretora Ieda Almeida, do Colégio Estadual Carneiro Ribeiro, ressaltou que, além do atendimento já realizado, a escola continuará fazendo uma busca para atender aos estudantes com deficiência. “Mesmo com a mobilização junto aos pais, acontece dos estudantes não virem por diversos fatores. Por isso, após o fim da programação nas escolas, iremos planejar a busca desse público que se encontra, também, na zona rural ou em locais mais distantes do centro”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Secretários estaduais de Educação do Nordeste discutem protocolos para a volta às aulas

Os secretários estaduais de Educação de todos os estados do Nordeste (Bahia, Sergipe,  Alagoas,  Pernambuco, Paraíba,  Rio Grande do Norte, Ceará,  Maranhão e Piauí) realizaram, nesta segunda-feira (29), um encontro virtual para discutir estratégias desenvolvidas pelos nove estados da região para promover a volta às aulas.

Cada Estado prepara seus protocolos, que envolvem desde o pedagógico à infraestrutura, e a troca de informações tem como o objetivo fortalecer o planejamento de acordo com as características e especificidades de cada um. 

O secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do diálogo no enfrentamento da pandemia na Educação. “Este momento para a gente é fundamental para que possamos discutir propostas e ouvir ideias que nos ajudem no planejamento de volta às aulas. Sabemos que temos que dar o passo correto no retorno do ano letivo e este intercâmbio de experiências fortalece o trabalho”, disse.

O secretário Jerônimo destacou algumas ações que já estão sendo desenvolvidas na Bahia.”Estamos realizando  a testagem da COVID-19 em escolas de três municípios, que nos ajudarão na tomada de decisões. Além disso,  já estamos reestruturando a rede física para a ampliação dos espaços e condições para a higienização, além do planejamento para a entrega de máscaras, álcool em gel e sabão. E, na área pedagógica, estamos estudando a melhor forma dos estudantes ocuparem as escolas sem riscos  e respeitando os protocolos de saúde”, explicou. 

Na mediação do encontro, o secretário da Educação do Pernambuco e vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), Fred Amancio, ressaltou o caráter colaborativo da reunião. “A ideia foi ouvirmos o que os estados estão discutindo, dentro do seu planejamento, e, assim, conhecermos as propostas e entendermos o panorama que vem ocorrendo nos estados. Acredito que o encontro tenha sido bastante positivo para todos”, avaliou.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Educação da Bahia promove o lançamento estadual do Prêmio Gestão Escolar 2020

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) realizou, nesta sexta-feira (26), o lançamento estadual do Prêmio Gestão Escolar 2020, que visa reconhecer práticas exitosas das escolas. O evento, realizado virtualmente por meio de transmissão no YouTube e na Web TV UNDIME (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), contou com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e do presidente da UNDIME/Bahia, Raimundo Pereira, que falaram sobre a relevância do prêmio para a valorização e o reconhecimento da gestão escolar em tempos de pandemia. 

Poderão se inscrever para o Prêmio Gestão Escolar 2020 gestores e professores de escolas regulares da Educação Básica pública de qualquer etapa: Educação Infantil, Ensino Fundamental ou Ensino Médio. Para participar, a equipe escolar – composta por um gestor, um coordenador e quatro professores (de preferência, um por área, quando for o caso) – deve preencher o cadastro da escola no site: (www.premiogestaoescolar.com.br). 

O secretário Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do prêmio. “Este prêmio vem estimular, valorizar e divulgar as boas práticas que existem em cada canto da Bahia, seja na área urbana ou nas escolas do campo. Nós queremos estimular a cultura de boas práticas na gestão de nossas escolas. Tanto faz que elas partam da iniciativa de um gestor ou professor. Mas, o importante é que a escola absorva, administre e relate esta experiência para que a Bahia, o Brasil e o mundo conheçam”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Professor da Bahia promove encontro virtual sobre racismo e intolerância religiosa

Os estudantes do 8º ano do Colégio Estadual Edith Machado Boaventura (CEEMB), localizado em Feira de Santana, participaram do II Encontro Intercultural do CEEMB, realizado na sexta-feira (26), por meio de uma videoconferência transmitida pela Plataforma Zoom,  com a abordagem de temas atuais, como pandemia, racismo e intolerância religiosa, e a presença de três educadoras norte-americanas (com ascendências japonesa, mexicana e africana) e uma britânica (ascendência árabe), sob a mediação do professor de Língua Inglesa da unidade escolar, João Luiz Costa. Posteriormente, o encontro será disponibilizado no Youtube, com divulgação do link no Instagram @linguainglesaceemb.

O professor João Luiz Costa – John, como é chamado pelos estudantes – explicou que o objetivo do encontro foi promover o desenvolvimento da competência intercultural. “O desenvolvimento dessas habilidades é extremamente necessário para o contexto de mundo globalizado em que vivemos. Precisamos aprender a interagir com pessoas de outras culturas e países, que possuem outros valores, crenças e experiências. O respeito e a tolerância à cultura do próximo ajudarão a construirmos um mundo melhor”, disse o educador, ressaltando que esta foi a primeira sessão do II Encontro Intercultural do CEEMB e que, ao longo do mês de julho, acontecerão outras sessões com convidados de países como Índia, Guyana, Canadá, Austrália, Inglaterra, Tailândia e Holanda.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Testagem para o Coronavírus alcança estudantes da zona rural de três municípios da Bahia

A aplicação de testes rápidos para o novo Coronavírus em estudantes, professores e funcionários da rede estadual de ensino de Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca chegou às localidades mais longínquas desses municípios baianos. Neste sábado (27), a testagem abrangeu os estudantes que moram na zona rural, que foram buscados por equipes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) em suas residências até os colégios da sede para serem testados. Equipes também irão se deslocar para a busca ativa na zona rural.

Pioneira na Bahia, com previsão de atender a 4.600 pessoas, a ação visa ampliar a prevenção e o combate ao vírus, além de proporcionar as primeiras avaliações para a garantia da integridade da comunidade escolar no processo de retorno às aulas. As testagens estão sendo realizadas pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (SESAB) e as secretarias municipais de Saúde e Educação, com envolvimento dos NTE e gestores escolares, além do apoio da Polícia Militar.   

A diretora do NTE 5 (Itabuna), Rosilene Vila Nova, que acompanhou os testes no Colégio Polivalente de Itajuípe em estudantes trazidos de diversos distritos da região, falou sobre a importância da ampliação da ação a esse público. “A testagem, neste sábado, está sendo marcada por alcançar os estudantes residentes na zona rural e que, neste momento de isolamento, têm mais dificuldades de chegar à sede do município. Muitas dessas famílias não seriam assistidas na atenção à saúde, se não fosse a iniciativa da SEC. Testar é importante especialmente para aqueles que possam estar infectados, sem sintomas, saberem que o isolamento será necessário para assegurar a saúde de toda a comunidade local. Como disseram o governador Rui Costa e o secretário (da Educação) Jerônimo Rodrigues, estamos, desde o início, cuidando das pessoas e esta ação é grandiosa neste sentido”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Educação e UESC alinham pesquisa sobre a Covid-19 a partir dos testes nas escolas do Sul da Bahia

As testagens para o Coronavírus, realizadas nas escolas estaduais nos municípios baianos de Itajuípe, Uruçuca e Ipiaú, serão utilizadas em pesquisas da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Itabuna. A iniciativa foi solicitada pela Secretaria da Educação do Estado à universidade, com o objetivo de contribuir no combate e na prevenção à pandemia. A pesquisa será realizada a partir da coleta de dados que vai estabelecer um parâmetro amostral do padrão imunológico dos estudantes, professores e funcionários testados nas unidades escolares.

“Esta é mais uma agenda que integra a Educação Básica e o Ensino Superior e que trás a pesquisa científica sobre a COVID-19 para dentro das nossas escolas. A UESC tem seu protagonismo na produção acadêmica e trará mais esta valiosa contribuição para nos ajudar na tomada de decisões, neste momento de pandemia, em que voltamos as atenções para o cuidado com a saúde dos estudantes, professores e funcionários das nossas escolas”,  afirmou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

A professora e coordenadora do Colegiado de Biomedicina da UESC, Carla Cristina Romano, explicou como será feito o trabalho. “É muito importante esta participação da academia neste momento. Com a coleta de dados, a universidade vai poder interpretar, analisar e pesquisar as informações que serão voltadas ao fator demográfico, como idade, sexo e localidade em que reside, e a fatores pós-testagem como, em caso de positivo, saber com quem essa pessoa mora, por exemplo. A ideia é proporcionar um monitoramento que ajude o Governo do Estado na criação de políticas públicas de combate ao Coronavírus”, afirmou.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Estudante da Bahia cria jogo digital sobre o Coronavírus

O Centro Juvenil de Ciências e Cultura (CJCC) de Salvador, com sede no Colégio Central da Bahia, no bairro de Nazaré, está desenvolvendo uma série de atividades remotas com os estudantes e uma delas é a Oficina de Biotecnologia, chamada Biotec. Nesse curso prático do CJCC, o estudante Anderson Conceição, 17, criou pela plataforma Scratch (destinada à criação de jogos digitais) o Coronagame, um jogo sobre o novo Coronavírus. Didático e divertido, o entretenimento dissemina o conhecimento e os participantes “aprendem brincando” sobre o tema. Nesta sexta-feira (26), às 15h, o estudante fará uma live para apresentar o jogo.

Trata-se de um jogo de perguntas e respostas, dividido em três fases e, a cada pergunta respondida corretamente, o jogador vai fortalecendo seu sistema imunológico contra a COVID-19. Quando ele erra, recebe avisos de que corre risco de ser contaminado.

>> Clique aqui para acessar o jogo

O estudante Anderson Conceição, 17, 3º ano do Colégio Estadual da Bahia, falou sobre o objetivo e a importância do jogo que idealizou. “Quando o Coronavírus chegou à Bahia, aumentou a necessidade de desenvolver uma ferramenta lúdica e pedagógica para que os estudantes, familiares e a sociedade em geral adquirissem conhecimento sobre o assunto e, assim, pudessem adotar todas as medidas preventivas necessárias. Eu me sinto muito agradecido por ter desenvolvido o meu segundo projeto no CJCC com a orientação da professora Aidil, que mesmo à distância, por causa do isolamento social, me orientou da melhor forma possível”, revela 

A professora do Núcleo de Ciências da Natureza do CJCC Salvador e orientadora da oficina Biotec, Aidil Garcez, conta que ao terem sido surpreendidos no início do ano letivo com a pandemia do Coronavírus no Brasil, ela e seus alunos começaram a dialogar sobre o tema. “Fizemos uma ação informativa no CJCC, ainda presencial, e, logo após essa atividade, Anderson teve a ideia de construir um jogo digital com esta temática. Então, começamos a discutir como seria a estrutura do jogo, mas, em seguida, veio a suspensão das aulas e, com ela, o desafio de desenvolver o projeto remotamente. Por mais que as novas tecnologias estejam inseridas nas nossas práticas pedagógicas, nunca tinha orientado um projeto à distância. Mas a ideia era boa que não queríamos abandoná-la. Para desenvolvermos o jogo, a tecnologia foi imprescindível para o processo de construção e orientação”, contou a educadora.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Concurso cultural on-line mobiliza estudantes da Educação Profissional no interior da Bahia

Um concurso virtual de produções textual, musical, audiovisual e visual está mobilizando os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Rio Corrente, no município de Santa Maria da Vitória. Idealizado por gestores, coordenadores pedagógicos e professores da unidade escolar, o projeto – que tem como tema “Impactados: registros do nosso novo mundo” – visa estimular e valorizar a expressividade estudantil de suas vivências e sentimentos construídos durante o período da pandemia do novo Coronavírus, motivo da suspensão das aulas nas redes de ensino. O concurso, conforme os envolvidos, vem contribuindo para reforçar o vínculo entre a escola e os estudantes neste período de isolamento social. 

A proposta de criar o “Concurso Virtual CETEP Cultural”, aliando a atividade às demais ações e projetos educativos, busca possibilitar a continuidade dos convívios pedagógico e afetivo entre educadores e estudantes, como explica a coordenadora pedagógica Hélida Barros. “Acreditamos que as suspensões da rotina escolar, dos encontros com os colegas, do convívio com os professores e funcionários, das atividades pedagógicas, da alimentação, dentre outros, provocariam medo e incertezas em nossos estudantes. Sentimos a necessidade de reinventar, para este momento, outras ações já valorizadas no espaço escolar. Tomamos como referência os projetos artísticos e culturais já desenvolvidos, sendo que, desta vez, o objetivo é que eles expressassem os sentimentos desencadeados pelo contexto da pandemia”, conta a educadora.

A estudante Noadia Kelly Souza Santos, 20, do curso técnico de Administração, fala sobre a iniciativa do projeto e a sua participação. “Este concurso é uma ótima forma de incentivar a nossa criatividade e a produção artística, assim como ajuda a passar o tempo fazendo algo produtivo e divertido. Eu vou apresentar um curta de animação, que faz uma reflexão sobre o momento atual e que mostra um pouco dos meus sentimentos em relação a esse inesperado momento de pandemia que estamos vivendo, com isolamento social, que nos faz repensar sobre o que realmente importa para as nossas vidas e sobre a valorização das pessoas que amamos”.

LEIA MAIS

Padrão