BAHIA, GERAL

Estudantes da Bahia resgatam memórias da escola em evento cultural on-line

Com muita música e animação, os estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, localizado no município de Bom Jesus da Lapa, resgataram as memórias da escola durante o evento Tenda Cultural II On-line, realizado nesta sexta-feira (10), nas redes sociais da unidade escolar: Instagram (@modelolapa), Facebook (colegiomodelobomjesusdalapa) e YouTube (https://youtu.be/2l-H-DYy50I). A segunda edição do evento foi transmitida diretamente do auditório da escola e contou com a exibição de fotos e vídeos sobre os projetos estruturantes desenvolvidos, além de depoimentos dos estudantes, professores e funcionários sobre o sentimento de pertencimento à unidade escolar.

A programação também incluiu apresentações musicais de estudantes e ex-estudantes do curso técnico em Instrumento Musical ofertado pela escola; performances de dança e de teatro contextualizadas com a temática do Rio São Francisco; e apresentação do grupo Capoeira Ginga Bahia, padrinhos da Escola Cultural, que funciona na unidade. Além disso, foram  apresentados o projeto “A sombra do Ipê” e o contexto histórico-cultural do evento, bem como um vídeo sobre a memória da escola.

Durante o evento, o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, enviou uma mensagem para a comunidade escolar. “Este é um momento de reconhecer a capacidade de produzir arte, cultura, música e teatro e este colégio dá um bom exemplo para Bom Jesus da Lapa, para o Território Velho Chico, para a Bahia e para o Brasil. Reconhecemos a importância neste momento de estarmos juntos: escolas, estudantes, professores e comunidade. Este vínculo nós não podemos perder. Esta história que vocês construíram juntos com a Romaria e todos os munícipes tem muito a ver com a nossa história cultural e herança de cada canto”, parabenizou.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Professores da Bahia incentivam leitura de clássicos da Literatura essenciais para o ENEM

Em tempos de pandemia do novo Coronavírus, que induziu o isolamento social por conta do seu alto contágio, professores e gestores da rede estadual vêm criando, voluntariamente, desde quando as aulas tiveram que ser suspensas, em março, alternativas pedagógicas para incentivar os estudantes à leitura, visando mantê-los ativos no seu processo de aprendizagem. Por meio das redes sociais (Instagram e Facebook) e do Google Classroom, os educadores dialogam sobre leituras essenciais e dão dicas de livros, incluindo os exigidos nas provas do Exame do Ensino Médio (ENEM). 

Com a impossibilidade de realizar, este ano, a tradicional Festa Literária do Colégio Estadual Rotary, gestores e professores da unidade escolar, situada no bairro de Itapuã, em Salvador, optaram pela produção do e-book “Poesias em tempos de pandemia”. “A ideia do e-book surge como uma oportunidade para refletirmos sobre este momento histórico tão difícil em todo o mundo, com questões sociais que, abruptamente, emergiram em nossa sociedade, e abrirmos um espaço para os estudantes exporem suas emoções através da arte poética”, ressaltou o diretor Erweuter Volkart. No final de março, recorda o gestor, foi criada a ação virtual “Espalhe poesia e não pandemia”, por meio da qual os estudantes recebiam dicas de leituras e produziam textos a partir desses focos de inspiração. 

Dentre as dicas de leitura destacam-se “A revolução dos bichos”, de George Orwell, escrito durante a II Guerra Mundial, que retrata um movimento de revolta dos animais de uma fazenda contra seus donos e ao próprio sistema no qual estão inseridos. “A obra é uma crítica ferrenha aos governos extremistas e às formas de dominação e poder que atingiram a sociedade daquela época, mas que ainda continuam muito atuais”, comparou Erweuter. O educador cita, também, “Mulheres que correm com lobos”, de Clarissa Pinkolas Estés, “que convida o leitor a refletir, de maneira suave e bastante lúdica, sobre como os arquétipos femininos, formados a partir de lendas e da imposição de uma sociedade patriarcal, ocupam lugares de relevância no nosso cotidiano, ainda que não demos conta disso”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Live discute sobre história de mulheres negras para sala de aula

Com o questionamento sobre a ausência do estudo da história da mulher negra nas salas de aula, aconteceu nesta quinta-feira (9), a 18ª live realizada pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), junto com Instituto Anísio Teixeira (IAT), no canal do IAT no Youtube.

O bate-papo contou com a presença da professora e doutora, Cristiane Batista, que trouxe questões sobre a ausência da história povo negro em materiais didáticos e programas educacionais, a necessidade de trabalhar teóricas negras para quebrar paradigmas e as mudanças que precisam ser feitas na educação. “Falar sobre essas questões em sala traz uma nova visão para os alunos.  É importante mostrar na história que as mulheres negras não eram burras, nem estavam somente na senzala, no leito sendo ama de leite ou cozinheira, e sim, que na verdadeira história, eles vão encontrar mulheres empoderadas e poderosas, aí eles terão orgulho e autoestima de pertencer a essa linhagem”, pontuou Cristiane. 

Graduada em História pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Doutora em Estudos Étnicos e Africanos pelo CEAO\UFBA,  Cristiane é autora do projeto de pesquisa de Dedicação Exclusiva que tem como produto final a elaboração didática de Histórias de Africanas para contar na sala de aula, que estarão num livro voltado para a Educação Básica, além de criadora do Canal no Youtube “Mulheres negras para sala de aula”. 

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Educação da Bahia dialoga com estudantes sobre políticas para a juventude

Em live promovida, nesta sexta-feira (10), pela União dos Estudantes da Bahia (UEB), o secretário da Educação do Estado (SEC), Jerônimo Rodrigues, conversou com a presidente da entidade estudantil, Layane Clara, sobre políticas para a juventude e temas voltados à Educação Básica e ao Ensino Superior, durante a pandemia. No bate-papo, foram abordados, entre outros assuntos, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o uso de tecnologias no ensino remoto, os auxílios estudantis e o retorno às aulas.

“Com a definição das datas do ENEM, a secretaria já está se mobilizando com o objetivo de apresentar novas propostas para que preparem os estudantes para as provas, reforçando os projetos que já temos como o Universidade para Todos”, afirmou Jerônimo Rodrigues, que, nesta perspectiva, completou: “Todas as ações de ensino e aprendizagem estão sendo dialogadas com os diversos segmentos da Educação. Temos consciência de que as tecnologias podem ajudar no distanciamento, mas sabemos do limite do acesso dos estudantes da Educação Básica e do Ensino Superior a esses recursos”, afirmou.

Segundo o secretário Jerônimo Rodrigues, a SEC vem realizando uma série de iniciativas para buscar amenizar as dificuldades promovidas pela  pandemia. “Estamos fazendo uma formação on-line com dez mil professores das redes estadual e municipais, tratando da atual realidade no ensino remoto. Disponibilizamos o vale-alimentação, além de mantermos os pagamentos do programa Mais Futuro, o auxílio de permanência do universitário. Estamos em diálogo frequente com a Educação Indígena, a Quilombola, e do Campo, porque sabemos que há uma dificuldade ainda maior para eles”, contou.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Professoras da Bahia são finalistas da 23ª edição do Prêmio Educador Nota 10

As professoras da rede estadual de ensino, Maria Isabel Gonçalves, do Colégio Estadual Rui Barbosa, localizado no município de Boninal; Keiliane de Oliveira, do Colégio Estadual Quilombola de São Tomé, de Campo Formoso; e Patrícia Paiva Rocha, do Colégio Estadual Abdias Menezes, de Vitória da Conquista, estão entre os 50 educadores finalistas da 23ª edição do Prêmio Educador Nota 10. Considerado o maior e mais importante da Educação Básica brasileira, o prêmio reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e, também, coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país.

A educadora Maria Isabel Gonçalves, que leciona Filosofia, foi indicada com o projeto “As filosofias de minha avó: poetizando memórias para afirmar direitos”. “O legado de minha bisavó Iaiá Lia, rezadeira da Umburana, que acolhia toda as comunidades quilombolas do entorno em Santo Reis, foi o que me fez adentrar na procura por uma filosofia decolonial, as filosofias de minha avó, propondo caminhos para redescobrir também as filosofias das avós de meus jovens alunos, as iaiás e seus saberes cheios de encantamentos. Este reconhecimento é para elas, pois as suas memórias são um legado para refazer o caminho de volta ao Ubuntu. Ao me inscrever no projeto, sonhei alto em poder divulgar ao Brasil este chamado às memórias e todas as suas possibilidades para a aprendizagem”, afirmou.

Para a professora Patrícia Paiva Rocha, que ensina Educação Física, estar entre os finalistas de todo o Brasil é emocionante. Ela foi indicada com o projeto “Conquista frisbee: discos que voam nos céus da Bahia”. Esse projeto traduz o desejo de construir uma escola pública que seja um espaço de oportunidades, que contribua no processo de formação de cada pessoa que pisa o seu chão e compartilha conosco sua própria história. Ser reconhecida pelo trabalho de toda a vida me inspira a continuar caminhando”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Estudantes da Bahia produzem livro digital sobre a pandemia nas distintas linguagens artísticas

Com a participação dos monitores de Língua Portuguesa do programa Mais Estudo, o Colégio Estadual do Iguape, em Ilhéus,, na Bahia disponibilizou o livro digital “A arte em tempos de pandemia”, que compila as atividades remotas desenvolvidas pelos estudantes nas disciplinas de Português, Artes, Diversificada e História. A publicação tem o objetivo de registrar um momento histórico, inspirado na situação de pandemia que a sociedade está vivendo, por meio de expressões artísticas como poemas, desenhos, esculturas, fotografias, colagens , pinturas e charges, entre outras.

A professora de Língua Portuguesa, Vívian Feitosa, explicou como surgiu a proposta do livro. “Os educadores produziram rotinas de atividades monitoradas, que têm o objetivo de fortalecer o elo entre a escola e o estudante, para que se sintam acolhidos, estimulados com os estudos e criem expectativa de forma positiva para o retorno às aulas. Deste trabalho, resultou um rico material multidisciplinar. Daí, surgiu a ideia, capitaneada pelo diretor da unidade escolar, Alessandro Marques, de fazer a junção das duas atividades, aproveitando o material produzido pelos estudantes e os conhecimentos adquiridos pelos monitores do programa Mais Estudo para realizar a publicação”, disse.

Acesse o livro digital

A estudante Ysis Souza, monitora do Mais Estudo, falou da experiência de trabalhar na produção do material literário. “A oportunidade de criar um livro de poemas foi muito boa e interessante. Apesar de ser a primeira vez, não tive muita dificuldade, por já lidar com os aplicativos digitais. O livro foi criado por mim, em conjunto com os outros monitores e a professora Vívian. Cada um fez a sua parte, tudo on-line, através do grupo do WhatsApp, colaborando para a elaboração e construção da obra, sempre com o auxílio da professora”, detalhou.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Especialistas dialogam em live sobre formação profissional nos presídios da Bahia

Especialistas e gestores da área da Educação participaram de uma live sobre o tema “Breve diálogo sobre formação profissional nos presídios da Bahia”, promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) e transmitida no canal Educação Bahia, no YouTube, nessa terça-feira (7). O encontro virtual teve o objetivo de abordar a questão da educação para as pessoas privadas de liberdade e a importância da Educação Profissional no processo de ressocialização. 

O bate-papo foi mediado pelo superintendente de Educação Profissional e Tecnológica da SEC, Ezequiel Westphal, que destacou a importância das discussões. “A live inaugurou um ciclo de sessões temáticas da superintendência e da SEC, intitulado ‘Educação Profissional em debate: novos desafios e perspectivas’, que vai tratar com regularidade temas importantes da área, com discussão e relatos de experiências significativas das nossas unidades escolares, compartilhando momentos com diferentes atores, docentes e pesquisadores da Bahia e de outros estados”.

Segundo o superintendente de Ressocialização Sustentável da Secretaria de Administração Penitenciaria e Ressocialização (SEAP), Luís Antônio Fonseca, o processo de ressocialização é fundamental. “É possível ter um olhar diferenciando na prisão e estudar cada situação das pessoas privadas de liberdade, pois, desde o nascimento da prisão, está claro que a política de encarceramento, de mais muros e grades, não vem dando certo. Creio que o que dá certo é o processo do diálogo e da assistência. É investimento nos psicólogos, assistentes sociais e técnicos, ou seja, em toda uma rede”. 

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Secretarias da Educação da Bahia e de Salvador dialogam sobre protocolos de retorno às aulas

As Secretarias da Educação do Estado da Bahia (SEC) e do município de Salvador realizaram, nesta terça-feira (7), uma reunião virtual para discutir protocolos que possam ser implantados no retorno às aulas, na capital baiana. O objetivo foi dialogar sobre a construção de um planejamento que possa promover o acesso às escolas, por meio de iniciativas que envolvam os planos pedagógico e de infraestrutura das unidades escolares, além das orientações para o cuidado individual dos estudantes, professores e funcionários.

Na oportunidade, a SEC apresentou uma série de protocolos que está sendo produzida pela equipe técnica, como regras de higienização e cuidados individuais; de prevenção e distanciamento; de acesso à unidade escolar e às salas de aula; de higienização de banheiros e limpeza geral; e de uso da cozinha e refeitórios; além do transporte. Ainda foram abordados os aspectos pedagógicos, que devem contar com uma ampla mobilização da comunidade escolar nas primeiras semanas de aula.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou da importância do encontro para o planejamento do retorno às aulas. “Estamos realizando, constantemente, este exercício de dialogar com os municípios para que possamos construir, com responsabilidade, os protocolos de retomada. A capital baiana possui 30% da rede estadual, por isso é importante estarmos alinhados neste trabalho.” 

O secretário municipal de Salvador, Bruno Barral, ressaltou ser fundamental o diálogo com o Estado. “É importante que tenhamos este alinhamento, principalmente para os estudantes que farão a transição nos próximos anos da rede municipal para a estadual. As propostas apresentadas se alinham muito com as nossas, apesar das peculiaridades da Educação Infantil. Mas, com certeza, será uma boa construção, principalmente no que está relacionado às séries do Fundamental II e à infraestrutura”, disse.

Padrão
BAHIA, GERAL

“Precisamos pensar numa nova forma de comunicação didática nas escolas”, diz Bernardete Gatti

Mais de 2 mil educadores(as) acompanharam, nesta terça-feira (7), o Encontro Formativo promovido pela Secretaria da Educação (SEC), por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT), que trouxe a educadora Bernardete Gatti como palestrante. Para o público que acompanhou a live, Bernardete pontuou aspectos como avaliação e formação de professores, além de deixar clara a importância de estabelecer novas formas de comunicação didática nas escolas. A atividade foi realizada no canal do IAT no Youtube e está disponível no link https://bit.ly/livebernadetegatti.

A formação dos estudantes deve considerar contextos diversificados e específicos, além dos seus aspectos cognitivos, sociais e emocionais. Por isso, precisamos pensar numa nova forma de comunicação didática em consonância com os novos meios tecnológicos.  A formação continuada deve ser situada, focada e que seja alimentada por uma perspectiva clara de como queremos formar nossas crianças, jovens, adolescentes, como pessoas que serão cidadãos participantes da construção da nossa sociedade”, afirmou a educadora durante a transmissão.

Gatti ainda pontuou que a Formação Continuada se faz importante num cenário em que as mudanças sócio-culturais acontecem muito rapidamente. “Seja num processo social histórico que corre, como nos dias de hoje e que mudam a partir da ciência, da tecnologia e das comunicações, ou porque nós temos impactos como a pandemia, mudanças nos conhecimentos, nas novas formas pedagógicas e formas de problematizar. Tudo isso contribui de forma positiva quando é tratado continuamente na vida profissional dos educadores”, completou.

Padrão
BAHIA, GERAL

Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor promove lives sobre autoacolhimento

O Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, da Secretaria da Educação do Estado (SEC), está promovendo uma série de atividades virtuais voltadas para os educadores e estudantes, neste período de pandemia do novo Coronavírus. Entre as ações estão as lives, a exemplo da realizada nesta terça-feira (7), sobre diferentes temas, como “Autoacolhimento em tempos de recolhimento”, com a participação de servidores e colaboradores do Núcleo Territorial de Educação de Ipirá (NTE 15).

A superintendente de Recursos Humanos da Educação, Maria do Rosário Muricy, ressaltou a importância da iniciativa. “A SEC vem fortalecendo as ações do Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, diante desta demanda mundial de saúde, trazendo a importância de cuidarmos da nossa rede e de dar continuidade às atividades preventivas que já aconteciam nas escolas, de forma presencial. Estamos nos adaptando a este novo momento e reforço a importância do acolhimento psicológico individualizado e a continuação das ações em grupo do programa nas unidades escolares, trabalhando as questões socioafetivas e estabelecendo contato, mesmo que virtual, com amigos e colegas. Esta é uma das atividades que estão no nosso planejamento para ser realizada com os professores e servidores de todos os NTEs, com estratégias de vida para seguirmos produzindo planos de forma adaptada às condições associadas à pandemia”. 

LEIA MAIS

Padrão