GERAL, GOIÁS

Aulas remotas serão mantidas nas escolas da rede pública estadual de Goiás

Mesmo diante da publicação de um novo decreto do Estado, que autoriza a realização de aulas presenciais respeitando a orientação Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública para Enfrentamento ao Coronavírus (COE), as unidades escolares da rede estadual de educação vão manter o Regime Especial de Aulas Não Presenciais (Reanp). O sistema, implementado em 2020, foi muito elogiado.

Mesmo em Reanp, as escolas estaduais permanecerão com 30% do quadro administrativo nas unidades em sistema de revezamento. A intenção é garantir atendimento à comunidade escolar e possibilitar a entrega dos kits de alimentação.

Os profissionais com 60 anos ou mais, com imunodeficiências ou com doenças preexistentes crônicas ou graves, gestantes ou lactantes com filhos de até 12 meses, deverão ser mantidos em regime de teletrabalho.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás inicia nova entrega de kits de alimentação

A segurança alimentar dos estudantes goianos é uma das principais preocupações do Governo de Goiás nesse período de pandemia. Por isso, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) inicia, nesta quinta-feira (25/03), a segunda entrega de kits de alimentação do ano letivo de 2021, dessa vez referente ao mês de março. Todos os estudantes da rede pública estadual de ensino vão receber os kits, que serão distribuídos pelas unidades escolares. 

Com a suspensão das aulas presenciais devido a Covid-19, a merenda escolar foi substituída pela entrega de alimentos aos alunos. Os kits são compostos por 2kg de arroz (tipo 1), 1 kg de feijão (tipo 1), 1 molho de tomate de 340 g, 1 kg de macarrão e 3 kg de frutas, verduras e legumes variados. 

Todos os itens dos kits de alimentação são adquiridos pelas escolas, de forma descentralizada, por meio de licitação ou chamada pública. Os recursos usados para a compra foram destinados pelo Governo de Goiás, por meio do Fundo Protege, e somam aproximadamente R$ 15 milhões somente neste mês.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Programa de ensino por mediação tecnológica do Governo de Goiás atende 4 mil alunos da rede estadual

Lançado no início de 2020, o programa da rede pública estadual de ensino GoiásTec oferta Ensino Médio por mediação tecnológica para estudantes de regiões de difícil acesso. Hoje, a ação beneficia 4.143 estudantes, de 86 municípios, que antes enfrentariam falta de professores e dificuldade de cursar um Ensino Médio de qualidade.

O programa da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) consiste na transmissão de aulas ao vivo, via satélite, para estudantes residentes na zona rural, em distritos e regiões de difícil acesso ou que tenham falta de professores habilitados em áreas específicas do conhecimento.

Nessa modalidade de ensino, o aluno continua indo à escola, mas as aulas são interativas por meio de transmissão via satélite. Os alunos são monitorados por um professor mediador, que fica na sala de aula para auxiliar os educandos e garantir a comunicação deles, via chat, com o professor do estúdio de gravação.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Programa do Governo de Goiás equipa escolas para aulas não presenciais

As aulas remotas e o atendimento on-line de estudantes tornaram essencial a disposição de equipamentos tecnológicos nas escolas. Na rede pública estadual de ensino de Goiás, as unidades escolares puderam utilizar recursos do programa Equipar para adquirir computadores, televisões e outros equipamentos de suporte às aulas remotas.

Entre outubro e dezembro de 2020, o Governo de Goiás repassou R$ 157,5 mil para cada escola comprar equipamentos, de forma direta e descentralizada, e contratar serviços de manutenção, higienização e desinsetização. O objetivo é acelerar o processo de aquisição e atender necessidades específicas de cada unidade.

O Colégio Estadual Pedro Ludovico Teixeira, de São João D’Aliança, por exemplo, deu um verdadeiro “up” na sua estrutura, para melhorar as condições de trabalho dos professores e garantir ensino de qualidade aos alunos.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Alunos de Goiás retornam às salas de aula seguindo as orientações do Protocolo de Biossegurança

Desde segunda-feira (25/01), 8% das 1.010 unidades escolares retomaram suas atividades presenciais. Nas demais escolas, professores e alunos já estão participando do Regime Especial de Aulas Não Presenciais (Reanp) desde a última quinta-feira, dia 21.

“Os estudantes que estão voltando são aqueles que não tiveram acesso à internet em 2020 e, nesse momento, precisam de um atendimento mais próximo”, esclarece a superintendente de Organização e Atendimento Educacional da Seduc Goiás, Patrícia Morais Coutinho.

Ela destaca que o retorno das aulas presenciais será gradativo e terá como base os resultados atualizados do estudo epidemiológico de cada município, que monitora os casos oficiais de Covid-19 registrados pelas Secretarias de Saúde. Esse levantamento será realizado pelas Coordenações Regionais de Educação (CREs) e pelas equipes escolares.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás quer financiar acesso à Internet para estudantes e professores da rede estadual

O Governo de Goiás publicou nesta quarta-feira (2/12) um chamamento público para credenciamento de operadoras de acesso a Internet móvel. O objetivo é financiar o acesso de estudantes e professores da rede estadual de ensino a conteúdos pedagógicos online.

Como explicou o superintendente de Tecnologia da Secretaria de Estado de Educação de Goiás (Seduc), Pedro Figueiredo, o chamamento tem o objetivo de contratar todas as operadoras de telefonia de Goiás – Vivo, Tim, Oi, Claro e Algar – para fornecerem dados móveis aos estudantes e professores da rede estadual no acesso ao aplicativo NetEscola, da Seduc.

No aplicativo, a Seduc publica conteúdos didáticos, atividades e videoaulas produzidos pelos professores da rede estadual de ensino, além de links para sites noticiosos e educativos.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás realiza ação conjunta em combate à evasão escolar

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), realiza a partir desta semana uma ação inédita para o combate da evasão escolar. Com a participação conjunta das Gerências de Tutoria Educacional e de Orientação, Articulação das Coordenações Regionais e Alimentação Escolar, as equipes irão entrar em contato com os pais e responsáveis de estudantes ausentes e conscientizarão sobre a necessidade de manter as atividades durante o regime de aulas não presenciais.

“A intenção é entender o porquê aquele estudante está faltando e quais são as suas necessidades neste período”, explica a superintendente de Organização e Atendimento Educacional, Patrícia Coutinho. Para isso, os tutores educacionais e as nutricionistas da Seduc atuarão in loco, realizando a busca ativa aos estudantes durante a entrega dos kits de alimentos nas escolas de rede estadual de Educação.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás projeta volta às aulas somente em 2021

Nove governadores participam de live promovida pelo Programa de Alfabetização em Regime de Colaboração, Fundação Lemann e Instituto Natura. Goiás apresenta experiência com plataformas virtuais para manter qualidade do ensino a distância durante pandemia de Covid-19

O governador Ronaldo Caiado afirmou, na quinta-feira (20/08), que a volta às aulas presenciais com segurança deve ocorrer somente em 2021 e que, para garantir a qualidade de ensino-aprendizagem dos estudantes goianos, o Governo de Goiás lançou mão de várias ferramentas tendo em vista manter o ano letivo de 2020 com o ensino a distância. “Estou muito otimista que vamos começar a produzir vacinas com um selo de garantia capaz de trazer imunidade suficiente para voltarmos o ano que vem às nossas atividades escolares”, ressaltou.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Conselho Estadual de Educação do Goiás autoriza permanência de aulas não presenciais até o mês de dezembro

Em resolução publicada nesta segunda-feira (10/8), o Conselho Estadual de Educação de Goiás (CEE) autorizou a manutenção do Regime Especial de Aulas Não Presenciais (REANP) nas instituições de Educação Básica até o dia 19 de dezembro.

No documento, a entidade também estabeleceu normas para a realização de avaliações e para a integralização da carga horária. A nova resolução foi publicada uma semana após a retomada das aulas não presenciais na rede estadual de ensino, realizada no último dia 3.

No primeiro semestre deste ano, 1.017 escolas da rede estadual adotaram o regime de aulas não presenciais, de modo a garantir a continuidade do ano letivo durante a pandemia da Covid-19.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Goiás amplia aulas não presenciais com uso da Rádio Escola no socioeducativo

Em webconferência realizada nesta sexta-feira, 22, a secretária Fátima Gavioli fez a abertura da reunião para cerca de 720 pessoas online, entre coordenações regionais e unidades escolares, que puderam conferir as estratégias da superintendência de Modalidades e Temáticas Especiais, para o ensino direcionado aos socioeducandos e na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O gerente de Programas e Projetos Intersetoriais e Socioeducação da Seduc, Marcos Pedro da Silva, explicou aos coordenadores regionais e unidades escolares presentes na reunião online, que devido à impossibilidade dos jovens privados de liberdade em terem acesso à videoaulas, a rádio escola é uma alternativa para uma melhor assimilação aos conteúdos das aulas e atividades pedagógicas por esses jovens.

“A gente acredita que o áudio auxilia no desenvolvimento cognitivo dos alunos. A tecnologia indireta garantirá o processo de ensino-aprendizagem mesmo em período de pandemia”, ressaltou Marcos Pedro.

A gerência de Socioeducação fará o acompanhamento dos planos de aulas, conteúdos e das tarefas elaboradas pelos professores de cada componente curricular. Além de instruir, tirar possíveis dúvidas e avaliar o andamento do projeto. Esses documentos serão disponibilizados em Google Drive e de dispositivo móvel para a equipe multiprofissional das unidades socioeducativas, geridas pela Secretaria de Desenvolvimento Social, que parceira da Seduc no projeto na área de socioeducação.

LEIA MAIS

Padrão