GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás retorna às aulas com 15 novos Centros de Ensino em Período Integral (Cepis)

O Governo de Goiás terá, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), 15 novos Centros de Ensino em Período Integral (Cepis), a partir do mês de agosto, atingindo a marca de 164 unidades com jornada escolar de nove horas diárias. Nessas escolas os alunos têm práticas de laboratório, disciplinas optativas, projetos científicos, três refeições por dia e outras atividades.

A ampliação do número de Cepis atende metas do Plano Nacional de Educação (PNE), e do Plano Estadual de Educação (PEE), que têm como objetivo a oferta de ensino em tempo integral em no mínimo 50% das escolas públicas, e que atenda pelo menos 25% dos alunos da Educação Básica pública, até 2024. “Isso é a chance que estamos dando para uma criança na escola pública ter qualidade de ensino. Temos que entender que estamos construindo o futuro dessas pessoas”, afirma o governador Ronaldo Caiado.

Com a expansão dos Cepis na rede estadual, os municípios de Águas Lindas, Goianira, Bonfinópolis, Aruanã e Jaraguá terão suas primeiras escolas deste modelo. Em Goiânia, cinco escolas regulares se transformarão em escolas de tempo integral, totalizando 34 Cepis na capital. Veja abaixo a lista completa dos novos Cepis da rede estadual de Goiás, por município:

Em Goiânia, Cepis Castro Alves, Coração de Jesus, Deputado José de Assis, Dom Fernando Gomes Santos II e Jayme Câmara. Em Aruanã, Dom Cândido Penso; Goianésia, São José; Morrinhos, Mariquita Costa; Uruaçu, Alfredo Nasser; Niquelândia, Paulo Francisco da Silva; Águas Lindas, Rocha Leal; Novo Gama, Antônia Chaves das Dores; Bonfinópolis, Presidente Castelo Branco; Morrinhos, Silvio Gomes de Melo Filho; e Goianira, Professora Lázara de Fátima e Flores Silva.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Escolas estaduais de Goiás realizam acolhida aos estudantes em retomada às aulas presenciais

Profissionais da Educação e estudantes da rede pública estadual de ensino de Goiás retornaram às salas de aula nesta segunda-feira (2/8). O retorno marca a retomada das atividades presenciais nas escolas estaduais em todo o estado, realizada conforme as deliberações do Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus.

Segundo o determinado pelas autoridades de saúde, a ocupação fica restrita a até 50% da capacidade das unidades escolares. Em razão disso, as aulas na rede estadual serão realizadas de forma híbrida, com revezamento quinzenal entre os alunos, priorizando o atendimento presencial de estudantes sem acesso à Internet, com dificuldades de aprendizagem e em vulnerabilidade social.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Nota técnica da Saúde amplia para 50% o número de alunos em regime presencial nas instituições de ensino de Goiás

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) divulgou nova nota técnica, nº 8/2021, que recomenda a ampliação de 30% para 50% do número de alunos em regime presencial nas instituições de ensino no Estado. Conforme o documento, do dia 14 de julho, a decisão abrange todos os níveis educacionais.

De acordo com a recomendação, para além do rigoroso cumprimento dos protocolos de biossegurança estabelecidos pelo Centro de Operações Estratégicas (COE) de Goiás, as instituições de ensino deverão assegurar o distanciamento de, no mínimo, 1 metro de raio entre os alunos e de 2 metros entre o professor e o aluno nas salas de aula.

A nota técnica estabelece, também, que a ampliação do número de estudantes nas atividades presenciais somente poderá ocorrer nas unidades de ensino que cumprirem o conjunto de medidas necessárias para a segurança em saúde estabelecidas para o enfrentamento da pandemia de Coronavírus. Esta ampliação poderá ser implementada de forma gradual, por deliberação de cada instituição.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Rede estadual de Goiás retomará as aulas presenciais no dia 2 de agosto em regime híbrido

O retorno será realizado com a ocupação de até 50% da capacidade da escola, conforme as deliberações do Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus.

Em sistema de revezamento de alunos, haverá aulas presenciais e não presenciais, de forma complementar, para alcançar todos os estudantes. A prioridade de retorno presencial é para os estudantes sem acesso à internet, com dificuldades de aprendizagem e em vulnerabilidade social.

Para regulamentar a volta às aulas presenciais na rede estadual, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançou, um julho de 2021, o Guia de Implementação do Protocolo de Biossegurança e Medidas Pedagógicas para Retorno às Atividades Presenciais, que dá orientações de higiene e segurança, organização física das escolas e atuação pedagógica no regime híbrido de ensino.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Investimento em infraestrutura e conectividade prepara instituições de ensino para retorno das aulas na rede estadual de Goiás

Para possibilitar o retorno às aulas presenciais em regime híbrido em agosto, o Governo de Goiás investiu R$ 186,2 milhões em infraestrutura escolar e conectividade, entre outubro de 2020 e maio deste ano.

O valor investido foi dividido em três programas – Reformar II, Equipar e Conectar. Eles foram destinados, respectivamente, para a reforma de unidades escolares, compra de equipamentos (aparelhos tecnológicos, utensílios de cozinha, móveis e outros itens) e contratação de Internet de alta velocidade.

Com o programa Conectar, lançado em maio deste ano, todas as escolas estaduais terão acesso à Internet de alta velocidade. Cada unidade escolar vai receber, mensalmente, recursos proporcionais ao número de estudantes matriculados.

Os valores variam entre R$233,00, para escolas com menos de 210 alunos, e R$300,00, para as escolas com mais de 1700 estudantes. Com essa verba, a escola deverá contratar um link de Internet com velocidade capaz de atender todos os seus alunos e professores.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Secretaria da Saúde de Goiás esclarece profissionais da Educação sobre o início da vacinação contra a Covid-19

O secretário da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, foi um dos convidados do Encontro de Coordenadores Regionais de Educação, Assessores Pedagógicos e Financeiros, realizado pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc),em Goiânia.

Acompanhado pela secretária da Educação, Fátima Gavioli, o titular da pasta da Saúde aproveitou a oportunidade para esclarecer os profissionais da Educação sobre o início da vacinação desses profissionais no Estado.

“Nós entendíamos e entendemos que o Plano Nacional de Imunização precisava ter alguns ajustes e, um deles, era acelerar a vacinação dos professores. Então, a partir de já, naqueles municípios que tem algumas doses e, a partir da próxima remessa, para os demais, tem garantido um quantitativo (de doses) para os que a gente chama de grupos específicos e nos quais estão os professores”, afirmou o secretário, relembrando o trabalho realizado ao longo da última semana em Brasília para garantir o envio dessas doses.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás anuncia imunização de professores contra Covid-19 até o fim do mês de maio

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta segunda-feira (26/4), que os professores serão a próxima categoria profissional a ser imunizada contra a Covid-19 em Goiás. “Antes do final do mês de maio vocês já vão entrar na vacinação, para voltar a ter uma vida normal nas escolas no segundo semestre”, declara.

O anúncio foi feito em Goianira, ao assinar ordem de serviço para a construção da quadra de esportes do Colégio Estadual José Rodrigues Naves. “Daqui uns dias, todo mundo na sala de aula”, projetou Caiado. Com o avanço da imunização de idosos, é possível contemplar novos grupos prioritários, conforme determinação do Ministério da Saúde e as diretrizes previstas no Plano Nacional de Imunização (PNI). Trabalhadores da saúde, servidores da segurança pública e de salvamento, bem como forças armadas também foram contemplados.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Aulas remotas serão mantidas nas escolas da rede pública estadual de Goiás

Mesmo diante da publicação de um novo decreto do Estado, que autoriza a realização de aulas presenciais respeitando a orientação Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública para Enfrentamento ao Coronavírus (COE), as unidades escolares da rede estadual de educação vão manter o Regime Especial de Aulas Não Presenciais (Reanp). O sistema, implementado em 2020, foi muito elogiado.

Mesmo em Reanp, as escolas estaduais permanecerão com 30% do quadro administrativo nas unidades em sistema de revezamento. A intenção é garantir atendimento à comunidade escolar e possibilitar a entrega dos kits de alimentação.

Os profissionais com 60 anos ou mais, com imunodeficiências ou com doenças preexistentes crônicas ou graves, gestantes ou lactantes com filhos de até 12 meses, deverão ser mantidos em regime de teletrabalho.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Governo de Goiás inicia nova entrega de kits de alimentação

A segurança alimentar dos estudantes goianos é uma das principais preocupações do Governo de Goiás nesse período de pandemia. Por isso, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) inicia, nesta quinta-feira (25/03), a segunda entrega de kits de alimentação do ano letivo de 2021, dessa vez referente ao mês de março. Todos os estudantes da rede pública estadual de ensino vão receber os kits, que serão distribuídos pelas unidades escolares. 

Com a suspensão das aulas presenciais devido a Covid-19, a merenda escolar foi substituída pela entrega de alimentos aos alunos. Os kits são compostos por 2kg de arroz (tipo 1), 1 kg de feijão (tipo 1), 1 molho de tomate de 340 g, 1 kg de macarrão e 3 kg de frutas, verduras e legumes variados. 

Todos os itens dos kits de alimentação são adquiridos pelas escolas, de forma descentralizada, por meio de licitação ou chamada pública. Os recursos usados para a compra foram destinados pelo Governo de Goiás, por meio do Fundo Protege, e somam aproximadamente R$ 15 milhões somente neste mês.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Programa de ensino por mediação tecnológica do Governo de Goiás atende 4 mil alunos da rede estadual

Lançado no início de 2020, o programa da rede pública estadual de ensino GoiásTec oferta Ensino Médio por mediação tecnológica para estudantes de regiões de difícil acesso. Hoje, a ação beneficia 4.143 estudantes, de 86 municípios, que antes enfrentariam falta de professores e dificuldade de cursar um Ensino Médio de qualidade.

O programa da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) consiste na transmissão de aulas ao vivo, via satélite, para estudantes residentes na zona rural, em distritos e regiões de difícil acesso ou que tenham falta de professores habilitados em áreas específicas do conhecimento.

Nessa modalidade de ensino, o aluno continua indo à escola, mas as aulas são interativas por meio de transmissão via satélite. Os alunos são monitorados por um professor mediador, que fica na sala de aula para auxiliar os educandos e garantir a comunicação deles, via chat, com o professor do estúdio de gravação.

LEIA MAIS

Padrão