GERAL, MARANHÃO

Tv Educação ajuda a vencer os desafios da pandemia em comunidades quilombolas do Maranhão

Em Alcântara, cidade predominantemente quilombola, alunos do ensino médio estão utilizando a TV Educação – Caminho para o Saber como reforço para os estudos durante a pandemia.

Com o ensino remoto por causa da crise do coronavírus, o corpo docente do Centro de Ensino Educa Mais Professor Aquiles Batista Vieira, está indicando o canal aberto de televisão, lançado em março pelo Governo do Maranhão, para complementar as atividades dos estudantes.

Segundo a coordenadora geral Léa Mamede, a pandemia acelerou o processo de adaptação dos professores no ensino à distância. No Batista Vieira, única escola estadual do município, são 320 alunos do ensino médio divididos em oito turmas.

“2020 foi como se nós tivemos aprendido, e realmente aprendemos. Este ano nós fizemos um planejamento para o ensino remoto desde o ato da matrícula, para estarmos sempre em contato com o aluno e com a família, fomos proativos imaginando justamente que a pandemia não iria ser resolvida tão rápido, e infelizmente não está sendo”, diz a gestora.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Governo do Maranhão disponibiliza a TV Educação – Caminho para o Saber para auxiliar estudantes

A segunda-feira (08) começou com mais um passo importante do Governo do Estado, no sentido de minimizar os efeitos da pandemia da Covid-19 na educação de meninos e meninas do Maranhão. Desde as 7h, está no ar a TV Educação – Caminho para o Saber, um espaço para difusão de conteúdos educacionais, inicialmente produzidos pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O canal foi arrendado pelo Governo do Maranhão com o intuito de disponibilizar mais uma ferramenta para auxiliar os estudantes no acesso às aulas remotas, durante a pandemia da Covid-19.  O canal só está disponível na TV aberta e, para sintonizá-lo, em alguns televisores, basta pegar o controle remoto, teclar em menu, configuração e em seguida sintonizar novos canais, aguardar o fim do escaneamento e salvar à lista dos novos canais. Em outros aparelhos, esse escaneamento já é feito automaticamente. Inicialmente o sinal da TV chega a 11 municípios maranhenses, sendo eles São Luís, Alcântara, AXixá, Bacabeira, Bacurituba, Icatu, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, São Bento e São José de Ribamar. E a previsão é de que o sinal seja ampliado para demais Regiões do estado.A programação foi aberta com mensagens do governador Flávio Dino e do Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão. Os dois destacaram a importância desse esforço para que nenhum estudante fique de fora.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

ARTIGO – O Enem na pandemia

O Enem chegou! Desde que foi criado, em 1998, essa é a primeira vez em que o Exame Nacional do Ensino Médio será aplicado no ano seguinte, após um difícil período letivo pandêmico, marcado por incertezas e impactos negativos para a educação. Um cenário desafiador, porém, enfrentado com protagonismo pelo Governo do Maranhão, que decidiu, ainda nos primeiros dias de suspensão das aulas presenciais, em 2020, reunir todos esforços possíveis para minimizar perdas e desigualdades educacionais de acesso e oportunidades aos estudantes da rede pública estadual de ensino.

Embora a posição do Governo do Maranhão, na pessoa do governador Flávio Dino, e minha, como secretário de Educação, seja pela não realização do exame, neste momento, o Estado trabalhou incessantemente para democratizar e tornar acessível as aulas remotas e preparatórias para essa edição do Enem. O governador Flávio Dino determinou que a Secretaria de Estado da Educação empreendesse uma série de ações como a aquisição pioneira de 90 mil chips com pacote de internet, renovável a cada mês, aos estudantes da 3ª série do Ensino Médio; a produção e veiculação de videoaulas pela TV Assembleia, aulas pelas rádios Timbira e Mirante AM, e no canal da Seduc no Youtube, diariamente, com conteúdo para o Ensino Médio e específicos do terceirão. Nos meses de julho e agosto, os estudantes maranhenses contaram com a edição online do “Terceirão Não Tira Férias”, com aulões em lives semanais e distribuição de apostilas impressas aos estudantes, um trabalho aprimorado e executado por uma equipe de professores experimentados em pré-vestibulares.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Escolas do Maranhão realizam Busca Ativa de alunos durante a pandemia

De norte a sul do Maranhão, gestores escolares, professores e estudantes continuam mobilizados na busca de alunos que deixaram de assistir as aulas remotas e de realizar as atividades educacionais, nesse contexto de pandemia, em que as aulas seguem à distância.

Em Timon, na sexta-feira (13), gestores, professores, pais e alunos do Centro de Ensino Dr. João Lula fizeram uma carreata que juntou carros, motos e bicicletas. Usaram um carro de som para chamar a atenção de alunos e pais, e conscientizá-los de que o ano letivo não terminou e que os estudantes precisam continuar estudando, porque ‘Fora da Escola, Não Pode’, como diz o slogan do Busca Ativa 2020.

“Divulgamos nas redes sociais a nossa carreata da busca ativa e conseguimos adesão de professores, alunos e pais de alunos. Percorremos os bairros que envolvem a nossa comunidade escolar. A missão é trazer nossos alunos para as atividades escolares, para que eles não percam o ano letivo. Na busca, nós também entregamos as apostilas que a escola está oferecendo aos alunos que não dispõe de celular, e distribuímos os chips com internet para aqueles que tem celular,  mas, não tem internet suficiente para assistirem às aulas”, explicou o professor Júnior Geo, gestor da escola.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Educação do Maranhão inicia nova pesquisa sobre volta às aulas presenciais

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) iniciou, na última sexta-feira (25), uma nova pesquisa para saber a opinião das comunidades escolares acerca da volta às aulas presenciais nas escolas ligadas à rede pública estadual do Maranhão. Podem participar estudantes matriculados em escolas da rede estadual, seus familiares e professores.

A votação ficará aberta até as 23h59 da próxima quarta-feira (30) e, para participar, os interessados devem acessar o link disponível no site da Seduc (www.educacao.ma.gov.br) e responder aos questionamentos.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Parcerias no Maranhão disponibilizam conteúdo educacional

A suspensão das aulas escolares, por conta da quarentena imposta pela pandemia do Covid-19, tem levado Secretarias de Educação, escolas e professores a buscar soluções para manter algum vínculo das crianças com a rotina escolar, e, consequentemente, o aprendizado. Diante dessa realidade, a Secretaria de Estado de Educação do Maranhão (Seduc) fechou parceria com a ONG Laboratório de Educação, que desenvolve com a Eneva o Projeto Aprender dentro e fora da escola, para produzir conteúdo educacional voltado às famílias de crianças das escolas de Educação Infantil do Estado durante a quarentena. A ideia é aproveitar o tempo em que as crianças estão em casa para potencializar dimensões do desenvolvimento infantil que poderão trazer ganhos cognitivos, afetivos e de sociabilidade.

A partir da próxima segunda-feira (11/05) até o dia 17 de julho (10 semanas) serão disponibilizados pelos canais de redes sociais da Seduc (Instagram, Youtube e Twitter) e do Laboratório de Educação (Facebook), uma série de vídeos, áudios e peças gráficas que têm como objetivo transformar os momentos cotidianos em casa em espaços de interação e aprendizagem.

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Escola do Maranhão produz desinfetantes e distribui para comunidade

Durante o período de isolamento social de prevenção ao Covid-19, uma série de iniciativas de solidariedade e ajuda ao próximo estão ocorrendo em escolas da rede pública estadual do Maranhão, como a produção de álcool em gel, máscaras, protetores faciais e outras ações. Nesta semana, o Centro Educa Mais Newton Bello, localizado no município de Santa Helena, distribuiu, para a comunidade, desinfetantes produzidos por um professor da escola.

O professor de Química, o químico industrial José Maria Corrêa, que produziu o sanitizantes para as mãos, explicou a ação. “A ideia surgiu quando percebi a necessidade de as pessoas mais carentes terem acesso ao sanitizantes [desinfetantes] com um preço mais acessível. Quando eu vi o alto valor do álcool em gel em Santa Helena, então pensei: como posso ser útil? Daí, desenvolvi uma ideia bem simples à base de iodo fórmico, que é um sanitizante muito bom, e detergente comum”, detalhou o professor.

O professor José Maria ressaltou que a produção do material é uma forma de retribuir à comunidade a ajuda que recebeu durante sua formação acadêmica. “Me sinto muito feliz e útil, porque não estou me aproveitando do momento para vender. Em momento algum isso passou por minha cabeça, mas fiz para ajudar. Porque a minha comunidade me ajudou quando fui para São Luís estudar Química Industrial e depois quando fiz licenciatura. É uma forma de eu retribuir aquilo que a comunidade me deu”, revelou.

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Alunos do Maranhão poderão realizar simulado online no domingo (26)

O simulado online será realizado neste domingo (26), com inicio previsto para as 9 horas (horário de Brasília) e o encerramento às 12h30. As provas poderão ser feitas por estudantes das redes públicas federal, estadual ou municipais, além de estudantes de escolas particulares, interessados em testar seus conhecimentos.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destaca que a alteração no dia e horário deu-se para não prejudicar os estudantes que são adventistas.

Os estudantes da rede estadual do Maranhão terão um incentivo a mais para participar do novo Simulado Online, promovido pelo Governo do Estado. Os 5 melhores classificados receberão um notebook cada um.

Durante 3 horas e 30 minutos, os candidatos responderão a 60 questões, envolvendo conhecimentos sobre as áreas de Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática. As questões estarão disponíveis na Plataforma Google Forms.

O link para a realização da prova será divulgado no site da Seduc: http://www.educacao.ma.gov.br

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Governo do Maranhão emite novo decreto prorrogando suspensão das aulas até o dia 12 de maio

O Governo do Estado emitiu novo decreto (n° 35745) que determina que as aulas nas escolas das redes públicas estadual e municipais, e na rede privada da Educação Básica, assim como nas instituições de Ensino Superior públicas e privadas permanecem suspensas até o dia 12 de maio.

A suspensão das aulas nas diversas instituições de ensino no estado integra um conjunto de esforços que estão sendo realizados pelo Governo do Estado, assim como toda a sociedade, para conter a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão.

Confira o decreto

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Escolas do Maranhão elaboram plano de estudos durante a quarentena

Escolas da rede estadual têm ofertado guia de estudos para auxiliar os alunos durante o período de isolamento social, forma mais eficaz, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de conter a proliferação do coronavírus (Covid-19). Um bom exemplo de auxílio aos estudantes vem do Centro Educa Mais Deputado Remy Soares, localizado no município de Presidente Dutra.

A agenda semanal de estudos, desenvolvida pela escola, consiste em um plano personalizado por turma e contém informações essenciais para orientação dos estudantes que estão no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e, especialmente, àqueles que não têm acesso à plataforma de ensino. Na agenda, estão disponibilizados o horário de estudos e acompanhamento dos professores por sala; conteúdos a serem estudados, páginas dos livros didáticos, adotados pela escola, que atende 100% dos estudantes, entre outras informações.

A utilização do WhatsApp para o compartilhamento de informações diárias sobre as atividades não presenciais facilitou o contato por se tratar de uma ferramenta popular. A escola criou grupo por turma, grupo de líderes, grupo dos pais/mães e responsáveis, de forma que todas as informações planejadas pela equipe escolar foram imediatamente compartilhadas.

A escola utilizou ainda outras ferramentas como o AVA, aderiu ao Google Sala de Aula (Google Classroom), onde cada estudante tem acesso a uma sala de aula por disciplina da sua série. É possível compartilhar documentos, links, vídeo aulas, e orientar os estudantes em suas atividades. Na primeira semana, a escola teve adesão de 85% dos estudantes e com a necessidade de atendimento aos outros 15%, o que resultou na criação da Agenda Semanal de Estudos.

Padrão