GERAL, MARANHÃO

Mãe de estudantes da rede estadual do Maranhão comemora volta às aulas

Dona Fátima Ferreira é mãe de Alisson Ferreira e Felipe Ferreira, ambos estudam no Centro de Ensino João Evangelista Serra dos Santos, no bairro Ilhinha, em São Luís, uma das mais de mil unidades escolares da rede pública estadual do Maranhão que retornaram, nesta segunda-feira (2), às atividades em formato híbrido. A dona de casa esteve na escola durante o retorno dos filhos e disparou: “Quem somos nós sem educação? Já estava na hora de voltar, nossos filhos precisavam. É muito boa a forma como estão fazendo, melhor do que ficar em casa”, revelou.

Cerca de 1,1 mil escolas da rede iniciaram o retorno às aulas presenciais, com formato híbrido, em todo o estado. Destas, 128 escolas estão localizadas na capital maranhense. O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, acompanhou a retomada das aulas em algumas escolas e destacou que o momento é histórico para a educação.

“Há um sentimento de esperança de que as coisas estão voltando ao normal, e com a vacinação, estamos conseguindo retornar com segurança, muita solidariedade e empatia. Temos certeza que vamos conseguir recuperar toda a aprendizagem que, eventualmente, tenha ficado prejudicada nesse período. Nossa comunidade escolar está muito engajada nesse retorno, professores esperançosos e no olhar de cada estudante a alegria ao retornar, principalmente, para as escolas dignas reformadas e entregues durante a pandemia”, revelou.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Aproximadamente 72 mil profissionais da Educação são vacinados no Maranhão

É de 71.566 o total de profissionais da Educação Básica e Superior em todo o Maranhão que já foram vacinados contra a Covid-19, desde o último dia 20 de abril. A vacinação, que começou a ser aplicada em trabalhadores a partir dos 55 anos ou mais, segue acelerada e, em vários municípios maranhenses, já chegou a trabalhadores das faixas etárias dos 20 e 30 anos. No estado, estão sendo vacinados todos os profissionais da Educação em atividade, abrangendo as redes públicas federal, estadual, municipal e privada. 

Números da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) apontam que, entre os estados, o Maranhão é o 2º colocado em número de doses de vacinas aplicadas em profissionais da Educação.

Na capital maranhense, nesta última semana, começaram a ser vacinados profissionais a partir dos 25 anos ou mais, das redes estadual e federal, no IEMA Rio Anil (Cintra) e em drive-thru no São Luís Shopping. Para os profissionais da rede municipal e privada, a vacinação na capital maranhense já está acontecendo a partir dos 18 anos. 

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Tv Educação ajuda a vencer os desafios da pandemia em comunidades quilombolas do Maranhão

Em Alcântara, cidade predominantemente quilombola, alunos do ensino médio estão utilizando a TV Educação – Caminho para o Saber como reforço para os estudos durante a pandemia.

Com o ensino remoto por causa da crise do coronavírus, o corpo docente do Centro de Ensino Educa Mais Professor Aquiles Batista Vieira, está indicando o canal aberto de televisão, lançado em março pelo Governo do Maranhão, para complementar as atividades dos estudantes.

Segundo a coordenadora geral Léa Mamede, a pandemia acelerou o processo de adaptação dos professores no ensino à distância. No Batista Vieira, única escola estadual do município, são 320 alunos do ensino médio divididos em oito turmas.

“2020 foi como se nós tivemos aprendido, e realmente aprendemos. Este ano nós fizemos um planejamento para o ensino remoto desde o ato da matrícula, para estarmos sempre em contato com o aluno e com a família, fomos proativos imaginando justamente que a pandemia não iria ser resolvida tão rápido, e infelizmente não está sendo”, diz a gestora.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Governo do Maranhão disponibiliza a TV Educação – Caminho para o Saber para auxiliar estudantes

A segunda-feira (08) começou com mais um passo importante do Governo do Estado, no sentido de minimizar os efeitos da pandemia da Covid-19 na educação de meninos e meninas do Maranhão. Desde as 7h, está no ar a TV Educação – Caminho para o Saber, um espaço para difusão de conteúdos educacionais, inicialmente produzidos pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O canal foi arrendado pelo Governo do Maranhão com o intuito de disponibilizar mais uma ferramenta para auxiliar os estudantes no acesso às aulas remotas, durante a pandemia da Covid-19.  O canal só está disponível na TV aberta e, para sintonizá-lo, em alguns televisores, basta pegar o controle remoto, teclar em menu, configuração e em seguida sintonizar novos canais, aguardar o fim do escaneamento e salvar à lista dos novos canais. Em outros aparelhos, esse escaneamento já é feito automaticamente. Inicialmente o sinal da TV chega a 11 municípios maranhenses, sendo eles São Luís, Alcântara, AXixá, Bacabeira, Bacurituba, Icatu, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, São Bento e São José de Ribamar. E a previsão é de que o sinal seja ampliado para demais Regiões do estado.A programação foi aberta com mensagens do governador Flávio Dino e do Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão. Os dois destacaram a importância desse esforço para que nenhum estudante fique de fora.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

ARTIGO – O Enem na pandemia

O Enem chegou! Desde que foi criado, em 1998, essa é a primeira vez em que o Exame Nacional do Ensino Médio será aplicado no ano seguinte, após um difícil período letivo pandêmico, marcado por incertezas e impactos negativos para a educação. Um cenário desafiador, porém, enfrentado com protagonismo pelo Governo do Maranhão, que decidiu, ainda nos primeiros dias de suspensão das aulas presenciais, em 2020, reunir todos esforços possíveis para minimizar perdas e desigualdades educacionais de acesso e oportunidades aos estudantes da rede pública estadual de ensino.

Embora a posição do Governo do Maranhão, na pessoa do governador Flávio Dino, e minha, como secretário de Educação, seja pela não realização do exame, neste momento, o Estado trabalhou incessantemente para democratizar e tornar acessível as aulas remotas e preparatórias para essa edição do Enem. O governador Flávio Dino determinou que a Secretaria de Estado da Educação empreendesse uma série de ações como a aquisição pioneira de 90 mil chips com pacote de internet, renovável a cada mês, aos estudantes da 3ª série do Ensino Médio; a produção e veiculação de videoaulas pela TV Assembleia, aulas pelas rádios Timbira e Mirante AM, e no canal da Seduc no Youtube, diariamente, com conteúdo para o Ensino Médio e específicos do terceirão. Nos meses de julho e agosto, os estudantes maranhenses contaram com a edição online do “Terceirão Não Tira Férias”, com aulões em lives semanais e distribuição de apostilas impressas aos estudantes, um trabalho aprimorado e executado por uma equipe de professores experimentados em pré-vestibulares.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Escolas do Maranhão realizam Busca Ativa de alunos durante a pandemia

De norte a sul do Maranhão, gestores escolares, professores e estudantes continuam mobilizados na busca de alunos que deixaram de assistir as aulas remotas e de realizar as atividades educacionais, nesse contexto de pandemia, em que as aulas seguem à distância.

Em Timon, na sexta-feira (13), gestores, professores, pais e alunos do Centro de Ensino Dr. João Lula fizeram uma carreata que juntou carros, motos e bicicletas. Usaram um carro de som para chamar a atenção de alunos e pais, e conscientizá-los de que o ano letivo não terminou e que os estudantes precisam continuar estudando, porque ‘Fora da Escola, Não Pode’, como diz o slogan do Busca Ativa 2020.

“Divulgamos nas redes sociais a nossa carreata da busca ativa e conseguimos adesão de professores, alunos e pais de alunos. Percorremos os bairros que envolvem a nossa comunidade escolar. A missão é trazer nossos alunos para as atividades escolares, para que eles não percam o ano letivo. Na busca, nós também entregamos as apostilas que a escola está oferecendo aos alunos que não dispõe de celular, e distribuímos os chips com internet para aqueles que tem celular,  mas, não tem internet suficiente para assistirem às aulas”, explicou o professor Júnior Geo, gestor da escola.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Educação do Maranhão inicia nova pesquisa sobre volta às aulas presenciais

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) iniciou, na última sexta-feira (25), uma nova pesquisa para saber a opinião das comunidades escolares acerca da volta às aulas presenciais nas escolas ligadas à rede pública estadual do Maranhão. Podem participar estudantes matriculados em escolas da rede estadual, seus familiares e professores.

A votação ficará aberta até as 23h59 da próxima quarta-feira (30) e, para participar, os interessados devem acessar o link disponível no site da Seduc (www.educacao.ma.gov.br) e responder aos questionamentos.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Parcerias no Maranhão disponibilizam conteúdo educacional

A suspensão das aulas escolares, por conta da quarentena imposta pela pandemia do Covid-19, tem levado Secretarias de Educação, escolas e professores a buscar soluções para manter algum vínculo das crianças com a rotina escolar, e, consequentemente, o aprendizado. Diante dessa realidade, a Secretaria de Estado de Educação do Maranhão (Seduc) fechou parceria com a ONG Laboratório de Educação, que desenvolve com a Eneva o Projeto Aprender dentro e fora da escola, para produzir conteúdo educacional voltado às famílias de crianças das escolas de Educação Infantil do Estado durante a quarentena. A ideia é aproveitar o tempo em que as crianças estão em casa para potencializar dimensões do desenvolvimento infantil que poderão trazer ganhos cognitivos, afetivos e de sociabilidade.

A partir da próxima segunda-feira (11/05) até o dia 17 de julho (10 semanas) serão disponibilizados pelos canais de redes sociais da Seduc (Instagram, Youtube e Twitter) e do Laboratório de Educação (Facebook), uma série de vídeos, áudios e peças gráficas que têm como objetivo transformar os momentos cotidianos em casa em espaços de interação e aprendizagem.

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Escola do Maranhão produz desinfetantes e distribui para comunidade

Durante o período de isolamento social de prevenção ao Covid-19, uma série de iniciativas de solidariedade e ajuda ao próximo estão ocorrendo em escolas da rede pública estadual do Maranhão, como a produção de álcool em gel, máscaras, protetores faciais e outras ações. Nesta semana, o Centro Educa Mais Newton Bello, localizado no município de Santa Helena, distribuiu, para a comunidade, desinfetantes produzidos por um professor da escola.

O professor de Química, o químico industrial José Maria Corrêa, que produziu o sanitizantes para as mãos, explicou a ação. “A ideia surgiu quando percebi a necessidade de as pessoas mais carentes terem acesso ao sanitizantes [desinfetantes] com um preço mais acessível. Quando eu vi o alto valor do álcool em gel em Santa Helena, então pensei: como posso ser útil? Daí, desenvolvi uma ideia bem simples à base de iodo fórmico, que é um sanitizante muito bom, e detergente comum”, detalhou o professor.

O professor José Maria ressaltou que a produção do material é uma forma de retribuir à comunidade a ajuda que recebeu durante sua formação acadêmica. “Me sinto muito feliz e útil, porque não estou me aproveitando do momento para vender. Em momento algum isso passou por minha cabeça, mas fiz para ajudar. Porque a minha comunidade me ajudou quando fui para São Luís estudar Química Industrial e depois quando fiz licenciatura. É uma forma de eu retribuir aquilo que a comunidade me deu”, revelou.

Padrão
GERAL, MARANHÃO

Alunos do Maranhão poderão realizar simulado online no domingo (26)

O simulado online será realizado neste domingo (26), com inicio previsto para as 9 horas (horário de Brasília) e o encerramento às 12h30. As provas poderão ser feitas por estudantes das redes públicas federal, estadual ou municipais, além de estudantes de escolas particulares, interessados em testar seus conhecimentos.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destaca que a alteração no dia e horário deu-se para não prejudicar os estudantes que são adventistas.

Os estudantes da rede estadual do Maranhão terão um incentivo a mais para participar do novo Simulado Online, promovido pelo Governo do Estado. Os 5 melhores classificados receberão um notebook cada um.

Durante 3 horas e 30 minutos, os candidatos responderão a 60 questões, envolvendo conhecimentos sobre as áreas de Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática. As questões estarão disponíveis na Plataforma Google Forms.

O link para a realização da prova será divulgado no site da Seduc: http://www.educacao.ma.gov.br

LEIA MAIS

Padrão