GERAL, PIAUÍ

Escolas da rede estadual do Piauí retomam aulas presenciais

As aulas presenciais da rede estadual de educação retornaram nesta terça-feira (20) e o chão da escola volta a ser uma realidade para os estudantes da 3ª série do Ensino Médio e VII etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA). 

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, confirma que pelo menos 155 escolas da rede pública de ensino deverão retornar com as aulas presenciais até o final do mês de outubro. 

A retomada das aulas é um processo gradativo e para isso as escolas da rede estadual precisam apresentar um plano pedagógico, além de seguir todas as orientações previstas nos protocolos sanitários de prevenção ao coronavírus, já estabelecidos pelas autoridades em saúde. 

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Escolas do 3º ano do Ensino Médio se preparam para retorno gradual no Piauí

O retorno às atividades pedagógicas presenciais na 3ª série do Ensino Médio (regular, integral e VII Etapa-EJA) será realizado buscando a promoção da igualdade de acesso e condições do estudante para a Educação Superior, a garantia da aprendizagem a todos os estudantes, intensificação das ações e estratégias com foco no ENEM, o fortalecimento de vínculos da comunidade escolar e dos estudantes da 3ª série do ensino médio, o cumprimento de no mínimo 800 horas previstas na Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação).Segundo o estudante Felipe José dos Santos, do Colégio Liceu, as aulas presenciais são essenciais. “Não tenho receio de voltar à sala de aula. Pra mim, presencialmente tem mais atenção entre professores e alunos, é mais interativo. Eu sigo todas as orientações de saúde e a escola está repleta de cartazes e álcool em gel, acessível para todos. Aqui me sinto seguro como se estivesse em casa”, afirma o estudante.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Aulas remotas no Piauí retornam nesta quarta (05) com mudanças

Após um pouco mais de 3 semanas de recesso, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) retorna com as aulas remotas nesta quarta-feira (05/08). As aulas terão início às 8h para as turmas do ensino médio. Nos turnos tarde e noite serão contempladas as turmas do ensino fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), cursos técnicos e Preparatório Enem.

As aulas, que são exclusivamente on-line por meio do YouTube do Canal Educação, obedecem às recomendações de isolamento social devido à pandemia da Covid-19. Além disso, sofreram algumas mudanças em relação ao primeiro semestre de 2020.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Piauí adapta ensino para alunos com necessidades especiais

A pandemia do novo coronavírus provocou mudanças em toda a rede estadual de ensino, incluindo os alunos da Educação Especial. Se antes os estudantes aprendiam na sala de aula, agora usam a criatividade e o suporte de ferramentas tecnológicas para estudar com acompanhamento dos docentes.

Cada aluno da educação especial tem uma necessidade específica. Com o isolamento social, a Seduc montou um plano estratégico para atender esse público. Uma das estratégias foi o docente de cada área do conhecimento selecionar os conteúdos e as competências que devem ser desenvolvidas pelo estudante, o professor analisa se é necessário fazer adaptações, além de planejar outros recursos e materiais para que o estudante possa compreender o conceito lecionado e concluir a atividade. Em muitas situações, o  professor elabora um passo a passo para auxiliar o estudante a resolver a atividade e, em conjunto com os familiares, avalia se o aluno compreendeu ou não a atividade proposta.

A comunicação entre pais e professores é ainda mais importante neste período de atividades não presenciais. A orientação é que os pais relatem semanalmente as facilidades na execução, eventuais dificuldades e dúvidas do estudante para que o professor identifique as melhores formas de aprendizagem e defina as estratégias mais adequadas para o aluno nas atividades seguintes.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Mais de mil alunos acompanham aulas remotas da Universidade Aberta do Piauí

A Universidade Aberta do Piauí – UAPI é um programa de ensino voltado para o desenvolvimento da modalidade de educação à distância com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no Estado do Piauí. Como faz uso das ferramentas tecnológicas, não está tendo problemas para dar continuidade às atividades mesmo durante o período de isolamento social decorrente do novo Coronavirus.

Funcionando por meio de estratégias de inovação tecnológica e atuando na oferta de cursos superiores, tecnológicos, de graduação e de pós-graduação, apoiados em metodologias que utilizam as tecnologias de informação e comunicação, as aulas da UAPI acontecem aos sábados, na sede do Canal Educação e são transmitidas ao vivo, via You Tube, para os alunos que assistem em suas residências.

“Para aqueles alunos que não têm computador com acesso à internet, disponibilizamos a estrutura dos laboratórios de informática dos nossos polos, tudo seguindo as orientações e protocolos dos órgãos da área de saúde, como o uso permanente e correto de máscara descartável ou de tecido, enquanto estiver nas dependências do polo; priorizar agendamentos de horários para evitar a aglomeração e para distribuir o fluxo de pessoas; os coordenadores deverão orientar todos que tiverem acesso ao polo sobre prevenção de contágio pelo coronavírus (COVID-19) e a forma correta de higienização das mãos e demais medidas de prevenção; manter distância segura entre os presentes, considerando as orientações das autoridades de saúde, e respeitando os decretos municipais sobre a limitação do número de pessoas em um mesmo local; outras medidas de limpeza, ventilação e segurança de equipamentos e ambientes. Em caso de qualquer suspeita ou sintomas de contaminação o aluno não deve se dirigir ao polo UAPI”, disse a superintendente de Ensino Superior da Seduc, Maria de Lourdes Lopes.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Professora do Piauí incentiva redação nota mil durante Preparatório Enem virtual

Matemática, Linguagens, Biologia e Redação são algumas das disciplinas ofertadas pelo Preparatório Enem Canal Educação. Durante todas as tardes, os professores preparam conteúdos interativos com foco na principal prova de acesso ao Ensino Superior do país. O projeto é ofertado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e transmitido ao vivo, desde o final o mês de maio, para todos os estudantes do Piauí.

Para chamar atenção dos alunos que estão em casa devido a pandemia da Covid-19, a professora de Redação do Preparatório, Patrícia Lima, proporciona durante as aulas a “Live Nota Mil”. “Criei esse nome pensando numa forma do aluno participar e interagir mais nas aulas, além de fazer perguntas de acordo com o conteúdo que o professor está ministrando”, conta.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Educação do Piauí realiza parceria para o projeto ‘Ler para Escrever Melhor’

A prática da leitura  é uma forma dos alunos manterem-se conectados com os estudos durante o período de distanciamento social, em que as atividades presenciais nas escolas encontram-se suspensas. Para além do ganho cognitivo, cultivar o hábito de ler pode auxiliar e manter a mente em equilíbrio, expandir as ideias, desenvolver a imaginação, o raciocínio e o pensamento crítico. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), percebendo a importância desse processo, tem articulado, junto com os profissionais da rede estadual, maneiras para trabalhar a leitura com seus estudantes.

Exemplo, foi a parceria firmada entre Seduc e vários Autores Piauienses. A iniciativa faz parte do projeto Ler para Escrever Melhor, que foi lançado neste domingo (07), no Canal Educação, durante a 7ª edição da Revisão Pré-Enem Live, que tem objetivo de favorecer o aprendizado de obras literárias, em especial as de autores piauienses.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Estudante cega do Piauí acompanha atividades escolares em casa

O significado do seu nome já diz muito: alguém que não admite superficialidade e covardia. Muito produtiva e eficiente, faz de sua bandeira a prudência e a disciplina. Nascida em Açúde Novo, interior de Cocal de Telha, Maria do Desterro dos Santos, 63 anos, deficiente visual desde um ano e três meses de idade, aluna do Centro Educacional de Jovens e Adultos – CEJA Professora Mulata Lima, da cidade de Campo Maior (Pi), não mede esforços para continuar estudando nesse momento de pandemia.

“Eu acordo cedinho, passo meu café, arrumo minha casa e quando tem aula, espero a professora que me acompanha para fazer as minhas atividades. Gosto muito de estudar, estou aprendendo mais a cada dia”. Desterro mora sozinha e realiza suas atividades de casa, também, sozinha. Aluna do terceiro ano do Ensino Médio da escola, ela conta que apesar do momento, não perdeu a vontade e nem o esforço em manter os trabalhos escolares em dia. O sonho dela é ser juíza.

As atividades da Desterro são elaboradas pelas professoras do CEJA e repassadas para as professoras da ADVIC (Associação dos Deficientes Visuais de Campo Maior), entidade beneficente sem fins lucrativos, que atua na modalidade de atendimento de ensino especializado e presta atendimento a deficientes visuais e baixa visão.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Ensino Remoto chega a 100% das escolas da rede estadual do Piauí

O ensino remoto se tornou a melhor opção para as instituições de ensino darem continuidade às aulas, por conta do isolamento social, recomendado pelos órgãos de saúde pública e estado, que levou à suspensão temporária das aulas. Com o intuito de manter as atividades e disciplinas, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) recorreu a plataformas virtuais, em um modelo de ensino à distância.

Sabendo que a aula remota não é uma modalidade de ensino, e sim uma solução rápida e acessível para muitas instituições, e devido à medida preventiva contra a disseminação da doença Covid-19, a Seduc adotou o modelo como regime especial de aulas, durante a vigência do decreto emergencial que as suspende no ambiente escolar, com a elaboração de um plano de ação pedagógica que apresentou vários resultados positivos.

A mudança, que levou as aulas presenciais para um ambiente virtual, levantou muitas dúvidas, que rapidamente foram solucionadas. As escolas tiveram total autonomia para planejar e implementar novas estratégias de acordo com suas especificidades. Uma das ferramentas é o programa de mediação tecnológica, Canal Educação. Por meio dessa plataforma, a Seduc disponibiliza os links das aulas e material de todas as disciplinas.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Alunos da EJA no Piauí recebem conteúdo impresso em casa

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) vem executando uma série de ações para garantir que o estudante da rede pública estadual continue o processo de aprendizagem em casa, mesmo em tempos de pandemia. Quem tem acesso às plataformas digitais e aplicativos, dispõe de uma vasta programação de aulas diariamente via internet, que são transmitidas pelo Programa de Mediação Tecnológica – Canal Educação. Para aqueles que não têm acesso à internet, as escolas fazem a entrega semanal de material pedagógico impresso com conteúdos correspondentes à série do aluno. O estudante que tem algum problema de saúde ou não pode se deslocar recebe o material impresso em casa, seja na zona urbana ou rural.

O Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Professora Maria Rodrigues das Mercês, localizado na zona sul de Teresina, faz esse trabalho de distribuição de material impresso na escola e também na casa dos discentes. Os estudantes da 3ª etapa da EJA são, em sua maioria, idosos e, por fazerem para do grupo de risco para a Covid-19, recebem os conteúdos em casa.

Com 60 anos de idade, Cícera Costa é uma das estudantes do CEJA Professora Maria Rodrigues das Mercês. Recém alfabetizada, ela comemora o fato de poder continuar aprendendo durante o período de aulas remotas, graças a ação da escola em entregar em casa o seu material de estudo. “É muito gratificante ver o trabalho da escola e de toda a equipe que, mesmo com riscos do coronavírus, saem de suas casas para garantir que a gente possa continuar o ritmo de estudos. A minha rotina mudou e agora me divido entre os afazeres do lar e a prática das lições que a escola traz. A minha filha me orienta nos estudos”, disse a aluna.

LEIA MAIS

Padrão