GERAL, RORAIMA

Plataforma digital será implementada em mais oito escolas estaduais de Roraima

O Governo do Estado de Roraima iniciará a segunda etapa de treinamentos da plataforma digital EducaRR. As práticas ocorrerão nesta segunda e terça-feira (13 e 14 de julho) no laboratório de informática da Univirr (Universidade Virtual de Roraima) da Avenida São Sebastião, das 8h às 12h.

Participarão do treinamento secretários escolares das escolas estaduais Professora Maria das Dores Brasil, Professora Francisca Elzika de Souza Coelho, Presidente Costa e Silva, General Penha Brasil, Vitória Mota Cruz, Oswaldo Cruz, São José e Euclides da Cunha.

Durante o treinamento, os participantes realizarão a inserção de dados no sistema, em forma de simulação. “Os participantes irão conhecer e operar o sistema de forma prática em uma simulação. Essa é uma forma deles se familiarizarem com o sistema e conhecer de fato como funciona”, explicou o gerente de Tecnologia da Informação e Comunicação da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Samuel Castro.

O treinamento atenderá às recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) como o uso de máscaras faciais, álcool em gel 70% para esterilizar as mãos e objetos, distanciamento, entre outras medidas. “A escolha do local também foi pensada para garantir a segurança dos participantes e técnicos que irão participar do treinamento. O laboratório tem capacidade para 40 pessoas, mas participarão apenas 15”, ressaltou Castro.

Além dos secretários escolares, participará a equipe de apoio da Seed e técnicos do Governo Digital, que ministrarão o treinamento.

EDUCARR – É um sistema de gestão educacional que vem para revolucionar a educação em Roraima. Cumprindo com uma política pública de Governo, o sistema foi criado para ser ambiente virtual que conectará as escolas, a Seed e a comunidade em um compartilhamento de informações, com comodidade e transparência.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Escola de Roraima realiza Concurso de Fotografia

Ainda em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Escola Estadual Hildebrando Ferro Bitencourt está realizando o 1° Concurso de Fotografia do Meio Ambiente com o tema “O Meio Ambiente em tempo de pandemia”. O concurso é voltado para estudantes do Ensino Médio e tem como objetivo esclarecer e sensibilizar os alunos sobre os acontecimentos dos últimos anos em relação ao meio ambiente.

“A Educação Ambiental é para ser trabalhada o ano todo pelos professores. Mas, é intensificada no final do mês de maio e início de junho, quando é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente”,  explicou a coordenadora do projeto, Dilacy Sales, professora de Biologia.

A iniciativa surgiu após observar o comportamento dos estudantes, principalmente nas redes sociais, onde eles se expressam na maioria das vezes através de fotos. “Eu tenho alguns alunos nas minhas redes sociais e percebi que eles postam fotos da natureza e se interessam por esse assunto. Então, decidi criar o projeto e inseri no meu planejamento de aula para dar continuidade nos próximos anos”, esclareceu Dilacy.

As fotos devem ser tiradas pelos próprios alunos, acompanhadas de uma frase que represente a fotografia e enviadas através do aplicativo de mensagens WhatsApp. As primeiras fotografias enviadas foram de paisagens como pôr do sol, cachoeiras, cactos, flores, hortas feitas em tempo de pandemia, entre outras. “Temos tido muito envolvimento dos alunos e até mesmo dos professores, que começaram a se interessar pela temática e fazer registros do meio ambiente”, disse Dilacy.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Governo de Roraima adquire mais de 12 mil kits para atender sistema prisional e escolas indígenas

Em continuidade ao processo de reestruturação da educação de Roraima, o Governo do Estado adquiriu mais de 12 mil kits de material escolar para atender aos estudantes da rede estadual de ensino. O material foi entregue nesta segunda-feira, 1°, no depósito do DAE (Departamento de Apoio ao Educando) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Foram entregues 12.599 kits escolares, sendo 3.678 para atender estudantes dos anos iniciais (1° ao 5° ano), 5.417 kits para os anos finais (6° ao 9° ano) e 3.504 kits para alunos do Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos). O investimento dos kits é na ordem de R$ 988.875,65. Os recursos são do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), que só foram disponibilizados por meio do empenho da atual gestão em destravar o PAR (Plano de Ações Articuladas), instrumento de planejamento de ações da Seed.

“Essa é mais uma ação do Governo, que mesmo em tempo de pandemia, não para de trabalhar em favor do Estado. Depois de décadas sem a aquisição de kits de material escolar, a Seed, através de recurso do FNDE, adquiriu esse material”, explicou o secretário adjunto do Sistema Educacional da Seed, Aerton Dias.

Os kits serão destinados para atender estudantes das escolas estaduais indígenas, alunos do CSE (Centro Socioeducativo Homero de Souza Cruz Filho) e da Escola Professora Crisotelma Francisca de Brito Gomes, que funciona na Pamc (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo).

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Governo de Roraima inicia segunda etapa de distribuição de gêneros alimentícios

As escolas estaduais de Roraima estão sendo abastecidas com gêneros alimentícios que seriam utilizados para o preparo da merenda escolar. Agora, os produtos serão entregues para famílias de estudantes de baixa renda cadastrados no programa Bolsa Família.

A ação integra uma das medidas do Governo de Roraima no enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19), auxiliando inicialmente 26.676 famílias de estudantes em situação de vulnerabilidade social. A distribuição das 98 toneladas de gêneros alimentícios é coordenada pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Os alimentos distribuídos são os que estavam no estoque do DAE (Departamento de Apoio ao Educando) e foram adquiridos antes da pandemia. Desde a suspensão das aulas, a Seed não realizou nenhuma outra aquisição de gêneros alimentícios.

O secretário adjunto de gestão da Educação Básica da Seed, Semaias Alexandre, explicou que a ação trata-se de uma política pública de Governo e que, a exemplo de outros estados da Federação, a distribuição dos alimentos em estoque vai auxiliar as famílias neste período de pandemia do Coronavírus.

“Não se trata de cesta básica e sim de gêneros destinados ao preparo da merenda escolar. São quantidades menores, não é um cardápio inteiro, mas são gêneros que vão fortalecer e dar segurança alimentar e auxiliar ao aluno que está em casa sem poder ir para a escola neste período”, esclareceu Semaias Alexandre.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Educação de Roraima participa de consulta pública sobre flexibilização dos dias letivos

O CEE/RR (Conselho Estadual de Educação de Roraima) está promovendo uma consulta pública referente a minuta de parecer que trata sobre a flexibilização dos dias letivos e na última sexta-feira, 22 foi realizada uma web conferência para discutir o tema.

A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, o secretário adjunto Semaias Alexandre (que também é conselheiro do CEE/RR)), e a assessora técnica da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e conselheira, Isabel da Costa Lima, participaram da reunião virtual.

Excepcionalmente em 2020, as escolas da Educação Básica de todo o Brasil estão dispensadas de cumprir os 200 dias letivos conforme previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9394/96). 

A dispensa está prevista na MP (Medida Provisória) nº 934, editada pelo presidente da República no dia 1º de abril, como uma das medidas adotadas em função da pandemia do Coronavírus. A MP libera o cumprimento dos 200 dias letivos, mas mantém o cumprimento da carga horária mínima, que é de 800 horas.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Governo de Roraima e Estácio disponibiliza plataforma para estudantes

Os estudantes da rede pública estadual de Roraima vão ganhar mais um reforço nos estudos preparatórios para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Por meio de uma parceria entre o Governo do Estado de Roraima e a Estácio, está sendo disponibilizada de forma gratuita a plataforma de estudo Resolve Sim.

A parceria foi firmada por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto). Na manhã desta quinta-feira, 21, foi realizada uma reunião virtual entre a secretária de Educação, Leila Perussolo; secretário adjunto, Semaias Alexandre; professores e gestores escolares, com a Reitora da Estácio, Brena Linhares, e sua equipe para consolidar a parceria e apresentar a plataforma.

Apesar do anúncio do adiamento das provas do Enem, os conteúdos estão sendo disponibilizados aos estudantes da rede para que possam estudar e se preparar para as provas. É mais um recurso à disposição dos alunos neste período de pandemia do Coronavírus (COVID-19) e de aulas não presenciais para a continuidade do processo educacional.

Na plataforma Resolve Sim estão disponíveis aulas, exercícios, simuladores, dinâmica de jogos, poadcasts e videoaulas em quatro áreas do conhecimento: Ciências Humanas, Linguagem e Códigos, Matemática e Ciências da Natureza. O acesso é totalmente gratuito aos alunos, bastando que tenham acesso à internet. A plataforma pode ser acessada pelo computador, notebook, ou celular.

“Nós fomos procurados pela Estácio, que é já uma parceira do Estado, que nos apresentou uma ação social, a plataforma Resolve Sim. A plataforma possibilita que os estudantes possam continuar estudando e fazendo revisão para o Enem. Consideramos essa parceria mais um avanço, mais uma possibilidade para que os alunos estejam conectados e estudando nesse período de distanciamento social”, destacou a secretária Leila Perussolo.

Como acessar a plataforma Resolve Sim

Para ter acesso aos conteúdos da plataforma, o aluno deve acessar o site www.resolvesim.com.br e no campo “Login”, fazer um cadastro, informando dados pessoais como CPF, endereço, e-mail, município que reside e instituição que estuda. A partir daí será liberado o acesso do aluno à plataforma e iniciar a navegação. São 48 aulas completas com conteúdos do Grupo Eleva Educação com a metodologia EAD Estácio, em um ambiente virtual dinâmico e atrativo para os jovens. A plataforma já está disponível.

“Nós estamos vivendo um momento delicado, fomos pegos desprevenidos e a Estácio, preocupada com o lado social e com os estudantes que estavam se preparando para fazer o Enem, lança, em parceria com o Eleva, o Programa Resolve Sim. É um serviço gratuito para os alunos da rede pública. É o tempo de olhar para o próximo e a Estácio está ajudando a comunidade escolar nesse momento”, ressaltou Brena Linhares.

Padrão
GERAL, RORAIMA

Educação e Rádio Roraima lançam programa educacional

O rádio é o meio de comunicação mais antigo e acessível, que atinge a população mais distante. Por conta disso, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a Rádio Roraima AM 590 firmaram  uma parceria e lançou, nesta segunda-feira, 18, o programa educacional “Ondas do Saber”. O programa irá ao ar todos os dias, no horário das 10h e 16h, com reprises aos fins de semana. O objetivo é garantir a continuidade da aprendizagem escolar aos estudantes, principalmente dos que moram no interior do Estado.

Ondas do Saber será de caráter educativo, com dicas de conteúdo em caráter complementar às atividades desenvolvidas no decorrer do período de pandemia do Coronavírus (COVID-19), estando os objetivos vinculados à implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

Os conteúdos serão ministrados por professores da rede estadual da capital e interior. A professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Lobo D’Almada, Lorena Dourado, é uma das participantes e destacou a importância do rádio no ensino-aprendizagem.

Padrão
GERAL, RORAIMA

Roraima começa a distribuir gêneros da merenda escolar para estudantes

Por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), o Governo do Estado de Roraima vai realizar a distribuição dos gêneros alimentícios da merenda escolar adquiridos antes da suspensão das aulas e que estão no depósito do DAE (Departamento de Apoio ao Educando). Os critérios estão estabelecidos na Portaria nº 0657/2020, publicada no Doerr (Diário Oficial do Estado) do dia 4 de maio.

Terão preferência os 26.676 estudantes matriculados na rede estadual de ensino que fazem parte do Programa Bolsa Família e os que estiverem em situação de maior vulnerabilidade social.

O DAE será responsável pela distribuição dos gêneros alimentícios nas escolas. Também serão distribuídos folders informativos sobre os cuidados e prevenção ao Coronavírus (COVID-19).  Os alimentos que serão distribuídos foram adquiridos com recursos do Tesouro Estadual, por meio do Processo nº 017101.000724/19-47, antes da pandemia.

Padrão
GERAL, RORAIMA

Desafios e transformações frente à pandemia do Coronavírus marcam Dia da Educação em Roraima

As mudanças no processo de ensino aprendizagem e os desafios que surgiram devido à pandemia do Coronavírus marcam em 2020, o Dia da Educação, celebrado nesta terça-feira, 28 de abril.

A pandemia mudou e transformou hábitos ao redor do mundo e a Educação também precisou se reinventar. Gestores públicos de todo o Brasil iniciaram discussões a respeito de como enfrentar o novo e como garantir a continuidade do processo educacional.

Muitas estratégias surgiram para atender os estudantes da Educação Básica, que no Brasil hoje chegam a 47,9 milhões matriculados em 180 mil escolas. Em Roraima, de acordo com o Censo Escolar 2019, são 75.386 estudantes matriculados em 374 escolas, tanto na Capital, Interior e Área Indígena.

Nesse sentido, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) elaborou um ‘Plano de Implementação de atividades não presenciais’ e está atuando com duas frentes de trabalho.

Após um recesso escolar antecipado de 15 dias, as aulas na rede estadual de ensino iniciaram na forma não presencial no dia 06 de abril, conforme Decreto Governamental Nº 28.663-E, de 31 de março de 2020.  Para estudantes com acesso à internet, os conteúdos são ministrados por meio das redes sociais, (whatsapp, facebook), vídeo aulas por meio de canais YouTube e plataformas educacionais, como Google Classroom, por exemplo.

Para atender alunos que não dispõem do recurso de internet, os professores elaboraram cartilhas, apostilas e exercícios que foram impressos para serem entregues aos pais ou responsáveis.  As escolas estão funcionando em regime de plantão, na Capital e Interior, com escalas e rodízio de servidores para atender a comunidade, obedecendo protocolos de segurança em saúde. 

No Interior e Comunidades Indígenas, os materiais elaborados pelos professores também estão chegando aos alunos que moram em regiões distantes e de difícil acesso, por meio do transporte escolar e do esforço e compromisso de professores, gestores e profissionais da Educação. 

Os professores das salas de recursos multifuncionais, também estão produzindo material e atendendo estudantes público alvo da educação especial. Todas as ações adotadas pela Seed seguem normativas federais e as orientações emanadas pelos Conselhos de Educação, Nacional e Estadual. 

A secretária de Educação e Desporto Leila Perussolo destacou que a Educação é uma mola propulsora que transforma vidas, que faz com que sejamos pessoas melhores, capazes de aprender algo novo  e de se reinventar, mesmo em condições adversas, como essa situação frente à pandemia.

Padrão
GERAL, RORAIMA

Recursos do MEC para ações de combate ao Coronavírus chegam a 63 escolas de Roraima

O MEC (Ministério da Educação) está antecipando recursos do PDDE Básico (Programa Dinheiro Direto na Escola) para as escolas públicas em todo o Brasil. Os recursos são para auxiliar nas ações de prevenção ao Coronavírus (COVID-19) e demais investimentos necessários nas instituições de ensino.

Em Roraima, 97 escolas estaduais estão aptas a receberem os recursos e, destas, 63 já estão com os valores nas contas das APMs (Associações de Pais e Mestres). Os recursos recebidos variam entre R$ 3.520,00 e R$ 41.200,00.

As escolas estão recebendo recursos de custeio e de capital. Com os recursos de custeio, as escolas podem investir na compra de material de higiene, como álcool em gel, papel toalha, sabonete líquido, entre outros produtos para ajudar na prevenção do Coronavírus, além de materiais didáticos.

Já com os recursos de capital, a escola pode investir na compra de bens duráveis, ou seja, em máquinas e equipamentos, como computadores, impressoras, notebooks, máquina de lavar a vapor (importante para higienização do ambiente escolar), entre outros.

Todas as aquisições devem ser realizadas observando os critérios estabelecidos pelo programa, com atenção especial à prestação de contas de todos os gastos. As escolas estão recebendo os recursos desde o mês de março e foram adiantadas parcelas referentes aos meses de abril e setembro.

Padrão