GERAL, SANTA CATARINA

Santa Catarina monta força-tarefa para garantir que alunos recebam atividades impressas

Entregar as atividades para todos os alunos foi encarada como uma missão para Elizelaine Salete Salmoria Gomes, a diretora da EEB Carlos Fries, localizada no município de Ipira, no Meio-Oeste de Santa Catarina. Como a família de muitos alunos não têm acesso a internet ou carro para deslocamento, ela recorreu a vizinhos, parentes ou até mesmo a professores da rede que passam próximos à casa de algum desses estudantes para fazer a entrega do material impresso durante o período de suspensão das aulas presenciais.

“Temos o privilégio de conhecer as famílias de nossos alunos, por sermos um município pequeno, e acabamos mergulhando na realidade de cada um. Não deixamos de entregar atividades para nenhum aluno. Isso tudo se dá através de um esforço conjunto de toda a equipe da escola. Fazemos semanalmente uma reunião on-line para expor todas as dificuldades da semana e assim vão surgindo possibilidades de soluções com o grupo”, destaca Elizelaine.

O mesmo esforço para entregar as atividades impressas para alunos sem acesso à internet está sendo feito por vários gestores escolares e professores da rede estadual. Como em muitos casos não há possibilidade de deslocamento da família do aluno até a escola, vizinhos ou colegas que auxiliam na entrega são orientados a seguirem as orientações sanitárias da Secretaria de Estado da Saúde, como o uso de máscaras, ao retirar o material na unidade de ensino e entregar ao estudante.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Formações on-line para professores de Santa Catarina somam 830 mil acessos

As formações on-line feitas com os professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina durante o período de atividades não presenciais, no mês de abril, chegam a 830 mil acessos na plataforma YouTube. Desde o dia 2 de abril, a Secretaria de Estado da Educação (SED) promoveu 21 capacitações com os docentes, incluindo nas temáticas orientações sobre o uso da plataforma Google e abordagens pedagógicas durante o distanciamento social.

As capacitações, em vídeos com duração entre 40 minutos e duas horas, são transmitidas ao vivo e permanecem disponíveis para a consulta dos professores. Os docentes da rede estadual que realizaram a formação receberão futuramente um certificado de 40 horas, após a conclusão do ciclo e a confirmação de presença por parte da SED.

As próximas formações disponibilizadas pela SED devem ter temáticas específicas, como relatos de experiências dos professores que lecionam em diferentes disciplinas. Nesta dinâmica, os docentes podem conversar sobre as abordagens de aprendizagem adotadas e os principais desafios durante o período de atividades não presenciais. As formações são separadas para cada modalidade de ensino, do Fundamental ao Ensino Médio, da Educação Profissional à Educação de Jovens e Adultos e outras modalidades.

O planejamento da SED é manter as capacitações ao longo do período de isolamento social, diminuindo a frequência, neste novo ciclo, para que os professores possam conciliar os cursos com as atividades de ensino. Além de formar o professor, há previsão de organizar capacitações focadas no suporte ao aluno e família.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Educação de Santa Catarina entrega alimentos a alunos beneficiados pelo programa Bolsa Família

A Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina (SED) está realizando a primeira etapa de entregas do kit alimentação para estudantes da rede estadual de ensino, em que são contemplados alunos com familiares cadastrados no programa federal Bolsa Família. Por meio do cadastro oficial do programa e, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (SDS), famílias nesta condição estão sendo chamadas por região, desde o dia 16 de abril, para receberem o kit.

A primeira etapa de entregas vai até 30/4 e os alunos beneficiados devem aguardar o chamado da escola. São 50 mil kits de alimentos destinados a estes estudantes, de acordo com o critério de carência, devido ao período de isolamento social e suspensão de aulas no combate ao coronavírus.

Estoques de alimentação escolar que já haviam sido adquiridos pela SED, disponíveis em seis centrais de distribuição pelo estado de Santa Catarina, atendem a esta primeira etapa da logística. A segunda etapa será a maior em número de atendimentos, extensiva a toda a rede, hoje com 540 mil estudantes matriculados nas escolas estaduais, incluindo todas as modalidades de ensino.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Educação de Santa Catarina apresenta modelo de ensino não presencial a professores em evento do Sebrae

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, participou de um seminário on-line do Sebrae a convite do Consed nesta quarta-feira, 22, e apresentou a professores e gestores escolares de todo o país o modelo de atividades não presenciais que vem sendo desenvolvido em Santa Catarina durante o período de suspensão de aulas em prevenção contra o coronavírus. Com o tema “Como usar o Google Classroom nas Atividades Escolares”, o webinar chegou a reunir 4,5 mil pessoas assistindo à transmissão simultaneamente.

Uggioni abriu o encontro comentando os detalhes da adaptação de alunos e professores à plataforma do Google Sala de Aula após a suspensão das aulas presenciais em Santa Catarina. O secretário explicou algumas vantagens da plataforma e ações feitas na rede de educação estadual catarinense, como a criação de um grupo de apoio técnico, destacando que tais ferramentas tecnológicas devem ser incorporadas de forma natural ao estudo do alunos.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Educação de Santa Catarina disponibiliza 0800 para atender pais e alunos da rede estadual de ensino

A Secretaria de Estado da Educação (SED) disponibiliza a partir desta quarta-feira, 15, mais um canal de atendimento a pais e alunos da rede estadual de ensino de Santa Catarina. O telefone 0800 644 7890 foi criado para orientar e tirar dúvidas de estudantes e responsáveis no horário entre 12h30 e 19h, seguindo a jornada de trabalho das coordenadorias regionais de educação.

O principal objetivo do 0800 é atender o público que não possui internet ou tem acesso restrito. Os pais e alunos receberão neste número orientações de como e quando buscar as atividades impressas disponibilizadas pela escola e também podem fazer outras solicitações pelo canal.

O atendimento será feito por uma equipe formada por cerca de 100 pessoas, divididas em atendimentos nas coordenadorias regionais. As ligações de telefone fixo serão direcionadas diretamente para a região do aluno, enquanto as chamadas de celular serão encaminhadas para Chapecó, Joinville ou Florianópolis. Os profissionais auxiliarão as pessoas com informações repassadas pelas escolas, por tutoriais e pela página Tira-Dúvidas da SED.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Santa Catarina irá investir R$4 milhões mensais na alimentação de alunos da rede estadual

O Governo do Estado, em conjunto com a Secretaria de Estado da Educação, a Secretaria de Estado da Agricultura, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e a Epagri, preparam a distribuição de kits de alimentação escolar para os alunos da rede estadual de ensino de Santa Catarina. A medida está de acordo com o projeto de lei federal No 13.987/2020, sancionada pelo presidente da República, que autoriza a distribuição da alimentação escolar às famílias dos estudantes da educação básica que tiveram as aulas suspensas em razão de situação de emergência ou calamidade pública.

Com a sanção publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira, 7, o Governo do Estado aguarda a decisão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para iniciar a operação de entrega dos kits. Os produtos distribuídos aos alunos serão integralmente adquiridos da agricultura familiar, com o investimento de R$ 4 milhões (valor mensal estimado) por mês no período em que as aulas presenciais estiverem suspensas por conta da pandemia da Covid-19.

A entrega dos kits aos alunos e familiares será feita em escolas situadas nos pontos estratégicos, determinados pela SED juntamente com as coordenadorias regionais de educação, e seguirá os padrões necessários de higienização e distanciamento entre as pessoas, de acordo com o protocolo da Secretaria de Estado da Saúde contra o contágio por coronavírus. O kit de alimentação será composto por arroz, feijão, farinha, leite UHT, suco integral, biscoitos, entre outros produtos não perecíveis.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Santa Catarina estabelece sistema de trabalho para atividades escolares não presenciais

A Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina (SED) estabeleceu o sistema de trabalho para que professores e alunos da rede estadual de ensino possam realizar atividades não presenciais durante a suspensão das aulas nas escolas para prevenir o contágio pelo novo coronavírus. As ações coordenadas compõem uma plataforma com diferentes canais de comunicação, ferramentas pedagógicas e procedimentos para alcançar, com a maior abrangência possível, o universo dos 540 mil alunos de escolas estaduais.

O planejamento foi detalhado pelo governador Carlos Moisés e pelo secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, em entrevista coletiva online nesta segunda-feira, 6. “Nosso plano prevê a retomada da educação dos catarinenses de forma segura. Estamos trabalhando todos os dias para preservar a saúde e as vidas, ao mesmo tempo em que preparamos o convívio seguro com a Covid-19”, explicou o governador.

Padrão
GERAL, SANTA CATARINA

Santa Catarina disponibiliza recursos de aprendizagem no site para orientar pais e alunos

Os alunos da rede estadual de ensino poderão usar o tempo fora da sala de aula durante o combate à pandemia do coronavírus (Covid-19) para aprender com a página de Recursos Digitais de Aprendizagem. A nova área do site foi elaborada pelos técnicos da Secretaria de Estado da Educação (SED) com atividades, orientações e estímulo à aprendizagem em família.

A página é dividida entre anos iniciais do Ensino Fundamental, anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, com materiais específicos para os estudantes de cada uma dessas etapas escolares. Os conteúdos incluem dicas para prevenção ao coronavírus, brincadeiras para aprendizagem em família, acervo para leitura, sugestão de canais educativos nas mídias sociais, indicação de filmes e informações sobre a preparação para o vestibular.

A proposta é fornecer alternativas de estudo para orientar os pais e atender os estudantes durante o período de distanciamento social, complementando o que é trabalhado em sala de aula. As atividades propostas têm como objetivo complementar os conteúdos previstos nos planos de ensino dos professores e não serão consideradas como horas-aula no calendário letivo de 2020.

Padrão