GERAL, SERGIPE

Parceria capacitará 1,7 mil professores do Ensino Médio em Sergipe

Uma parceria entre o Sebrae e a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) vai garantir a formação de cerca de 1,7 mil professores do ensino médio para disseminar conceitos de empreendedorismo e cultura digital. Durante dois meses esses profissionais terão a oportunidade de participar de diversos cursos à distância por meio da plataforma EAD Sebrae.

A iniciativa vai beneficiar os docentes que lecionam nas turmas do ensino médio tradicional, ensino médio em período integral e educação profissional. Para ter acesso aos conteúdos eles devem acessar o Portal Estude em Casa (www.seed.se.gov.br), clicar na área destinada aos professores e em seguida selecionar a opção Formação Continuada.

Todas as atividades contarão com o apoio de um tutor para tirar dúvidas sobre os conteúdos apresentados e um coordenador de sala, que terá o papel de acompanhar as avaliações e o desempenho dos inscritos. O prazo para conclusão das capacitações é 31 de agosto.

A educação empreendedora para o Ensino Médio está estruturada para colaborar no desenvolvimento integral dos jovens, procurando estimular o protagonismo juvenil, sensibilizar e preparar os estudantes para os desafios do mundo do trabalho, instigando-os a identificar oportunidades e planejar seu futuro por meio de atitudes empreendedoras.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Escolas de Sergipe que ofertam Educação de Jovens e Adultos se adequam às aulas não presenciais

As unidades de ensino da Rede Estadual que ofertam a Educação de Jovens e Adultos (EJA) estão se dedicando frente às adaptações para a oferta do ensino não presencial neste período de distanciamento social. Para chegar aos estudantes, as escolas utilizam de uma série de recursos tecnológicos. Exemplos disso são o Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos Prof. Severino Uchôa e o Colégio Estadual 24 de Outubro, ambos em Aracaju.

No Severino Uchôa, a coordenação encaminhou propostas utilizando grupos do Whatsapp da escola para auxiliar a comunicação e aproximação entre professores e equipe diretiva. Esta ação teve o intuito de promover o alinhamento das ações pedagógicas.

A diretora Rosigleide Andrade relata que foram criados grupos com alunos também, separados por turmas, e com apoio dos professores, coordenadoras e intérpretes de Libras. Ela explica que, ao montar as aulas e atividades, os professores pensaram no tempo em que os alunos se dedicariam aos estudos. Então foram planejados horários predefinidos para estudos de duas a três horas de aulas por dia. Desta forma, o planejamento leva em consideração a quantidade de aulas que as disciplinas têm por semana.

Ela conta também que os professores pensaram no perfil de seus alunos na hora de planejar e adotar diferentes estratégias para disponibilizar conteúdos, realizar atividades e sanar dúvidas. Os conteúdos estão sendo disponibilizados por meio de recursos digitais e físicos, como videoaulas, jogos, vídeos, filmes, podcasts, livros didáticos, leituras de livros paradidáticos, imagens, textos em PDF, entre outras atividades que auxiliam os trabalhos dos professores e tornam o aprendizado mais dinâmico. Os professores enviam um objeto de conhecimento uma vez por semana e solicitam as atividades com explicações e encaminhamentos para que sejam feitos os exercícios. Alguns utilizam questionários através da ferramenta Google Forms. 

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Jornada online trará cuidados em saúde mental para alunos, professores e pais

Alunos das escolas públicas e pais de alunos estão convidados a participar da Jornada de Saúde Emocional, uma iniciativa da psicóloga clínica e escolar Lavínia Andrade, com as redes pública e particular de Sergipe. O evento online, inicialmente, foi realizado com os alunos do Centro de Excelência Atheneu Sergipense, mas em comum acordo será estendido para todas as escolas públicas, no período de 7 a 9 de julho, com transmissão feita pelo canal do Youtube “Mais Atheneu”, sempre a partir das 15h.

A jornada tem como objetivo favorecer a discussão das temáticas relevantes para o desenvolvimento socioemocional de alunos, profissionais da educação e pais. Trata-se de um serviço voluntário que conta com a doação de tempo e expertise de profissionais renomados que compreendem a função da escola pública e se dispõem a contribuir com essa atividade. Nesta quarta-feira, 1º, houve a Pré-Jornada, com a participação do psicólogo cognitivo comportamental Ricardo Gonzaga, e o tema do debate será “A data do Enem e a ansiedade da prova”.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Educação de Sergipe intensifica ações de acompanhamento pedagógico das aulas não presenciais

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Núcleo de Acompanhamento Pedagógico (NAP), vinculado ao Departamento de Educação (DED), intensifica as atividades de acompanhamento pedagógico e formação continuada de gestores e coordenadores das Diretorias Regionais de Educação.

O núcleo instituído em 2019 existe para apoiar a formação continuada em serviço dos gestores e coordenadores. Desta feita, o NAP tem realizado encontros formativos presenciais, e, agora, de forma online em virtude do distanciamento social que todos estão vivendo.

Na última terça-feira, 30, um encontro formativo foi realizado com o objetivo de refletir sobre o papel das equipes do NAP no processo de Acompanhamento Pedagógico das Atividades Escolares Não Presenciais, instrumentos de Acompanhamento Pedagógico e definir um Plano de Ação para o trabalho do grupo.

Participaram do encontro virtual 52 pessoas, dentre elas, as técnicas pedagógicas do núcleo, coordenadores e técnicos responsáveis pelo acompanhamento pedagógico das Diretorias Regionais de Educação, além da participação da professora Elaine Melo, gestora da Diretoria Regional de Educação 7, e do professor Erbson Rodrigues, assessor do gabinete do Departamento de Educação. O encontro formativo foi mediado pela coordenadora do Núcleo de Acompanhamento Pedagógico-NAP, a professora Josevânia Fonseca.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Educação de Sergipe e Sebrae lançam cursos de formação para professoras na área de Empreendedorismo

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lançou nesta quarta-feira, 1º de julho, cursos de formação para professores que atuam no Ensino Médio, tanto no convencional, quanto no integral e no profissional. O objetivo da parceria é disseminar ações propostas para implementação de componentes curriculares e estudos voltados para Projeto de Vida, Educação Empreendedora e Financeira, com vistas à preparação básica de alunos e professores do ensino fundamental (convencional e EJA) e ensino médio da rede pública estadual.

Para se inscrever e acessar o curso, o professor deve acessar o Portal Estude em Casa, através do link: http://www.seduc.se.gov.br/estudeemcasa/cursossebrae. Com essas formações, a Seduc e o Sebrae oferecem suporte pedagógico aos professores para ampliar seus conhecimentos e sentirem-se seguros no desenvolvimento dos seus trabalhos em cultura empreendedora junto aos seus estudantes.

Os conteúdos ofertados são trabalhados a partir do estímulo de competências relacionadas a autoconhecimento, criatividade, resiliência, persistência, flexibilidade, comprometimento, cooperação em equipes, liderança e a autoconfiança. “São diversos novos cursos que estão sendo abertos para os professores, todos com uma carga horária específica para a competência geral da BNCC Cultura Digital, que tanto vai nos ajudar neste momento de distanciamento social”, explicou a diretora do Departamento de Educação (DED/Seduc), professora Ana Lúcia Lima.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Projeto de videoaulas contribui para o aprendizado de estudantes da Educação Profissional da Bahia

Os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Médio Sudoeste da Bahia, localizado em Itororó, estão ampliando os seus conhecimentos através do projeto de videoaulas desenvolvido pelos professores da unidade escolar. Nas aulas, que acontecem diariamente, sempre a partir das 18h30, são transmitidas ao vivo, por meio da plataforma Google Meet, são abordados diversos conteúdos relacionados às temáticas trabalhadas nos cursos presentes em cinco eixos pedagógicos. Os links das videoaulas são compartilhados nos grupos de WhatsApp de cada eixo e os estudantes acompanham através de computadores, notebooks, celulares ou tablets.

Segundo o professor Allan Sousa, que idealizou o projeto, juntamente com a professora Carolina Viana, as videoaulas foram iniciadas no início do mês de junho, de forma experimental, com os estudantes do anexo do CETEP,  de Nova Canaã e, agora, a iniciativa é estendida para todos os estudantes da unidade de ensino. Cada eixo tem o seu dia específico para a participação no projeto. Além disso, o CETEP firmou uma parceria com o Instituto Instituto de Alta Performance Integrado e Sistêmico (IAPIS), com o qual estão sendo realizadas  várias palestras com o tema “Como gerir emoções”, ministradas pela especialista em inteligência emocional, Tatiane Paes. Ao final do ciclo de palestras, os estudantes receberão certificados do instituto.

“As videoaulas consistem em uma ferramenta pedagógica, totalmente gratuita e participativa. Além das videoaulas ministradas pelos professores, contamos com a participação de diversos convidados palestrantes. O projeto se mostrou um sucesso e de suma importância para a comunidade escolar como um todo, pois temos a oportunidade de discutir assuntos relevantes com os estudantes e professores, além de promover uma maior integração entre os diversos segmentos da escola, com estudantes de cidades e cursos variados, que fazem parte da realidade de nossa instituição de ensino de caráter territorial”, explicou o professor Allan Sousa.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Educação da Bahia e APLB Sindicato dialogam sobre protocolos de volta às aulas

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu, nesta terça-feira (30), uma reunião virtual com dirigentes da SEC e representantes da APLB Sindicato, para dialogar sobre protocolos que podem ser implantados no retornos às aulas. As propostas estão voltadas para as áreas pedagógicas e de infraestrutura das escolas e, principalmente, para a garantia da saúde dos estudantes, professores e funcionários no acesso presencial às unidades escolares.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, reforçou que não há uma data definida para o retorno às aulas, mas que a SEC busca o diálogo frequente com os segmentos da Educação. “Temos que sempre realizar este exercício de avaliar os diversos cenários e propor alternativas que possam contribuir para a construção destas propostas. Por isso, o diálogo com a APLB, conselhos e fóruns de Educação, sindicatos, movimentos estudantis, secretários estaduais e universidades ajudam na construção coletiva”, explicou.

O secretário Jerônimo Rodrigues ainda destacou as ações que vêm sendo realizadas. “Estamos no trabalho de execução dos protocolos de infraestrutura, com a recuperação e implantação de vasos sanitários e lavatórios, e com as primeiras testagens para o Coronavírus em escolas de Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca, para avaliar a situação da comunidade escola.  Uma proposta pedagógica também está sendo desenvolvida e que queremos compartilhar nesta discussão com as entidades. Não podemos ficar parados, porque, em algum momento, vamos voltar”, afirmou.

O presidente da APLB, Rui Oliveira, falou sobre este diálogo com a SEC. “É louvável o trabalho que o governador está fazendo no combate ao Coronavírus. Por isso, precisamos ter este diálogo com a SEC para que o retorno às aulas seja feito da maneira correta, sempre priorizando a vida”, disse.

Padrão
GERAL, SERGIPE

Educação de Sergipe implanta Sistema de Gerenciamento do Livro Didático

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), instituiu, por meio da Portaria nº 2592, de 30 de junho de 2020, o Sistema Gerenciador do Livro Didático (SGLD), como instrumento de registro e monitoramento das ações relacionadas ao livro didático no âmbito das Escolas Públicas Estaduais de Sergipe, complementando os procedimentos definidos no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), disponibilizados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O novo sistema foi desenvolvido pela Coordenadoria de Informática (Codin/SergipeTec) com o suporte do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase). Por meio dele, os diretores das escolas acessam o SIAE/SIGA e lá encontram o ícone do Sistema de Gerenciamento do Livro Didático e as telas necessárias ao cadastro.

Dentre as ações da ferramenta estão o cadastro do Livro Didático recebido em todas as encomendas do FNDE; Registro de distribuição do livro didático ao estudante; Registro do recolhimento do livro didático, ao final do ano letivo; Registro do remanejamento efetuado, a partir do cadastro no PDDE Interativo; e o Registro do desfazimento dos livros inservíveis.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, SERGIPE

Professora de Sergipe lança concurso de desenho sobre o coronavirus e o mundo

A partir do projeto “Criatividade em tempos de isolamento”, a professora Luana Felizarda Macedo Barbosa, que leciona as disciplinas de Língua Portuguesa e Arte, nas Escolas Estaduais Tobias Barreto e João Antônio César, situadas no município de Tobias Barreto, lançou um concurso de desenho para seus alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. Abordando a temática “O que o coronavírus mostrou ao mundo?”, a disputa escolar tem como finalidade estimular a criatividade dos estudantes durante a suspensão das aulas presenciais.

A partir do projeto “Criatividade em tempos de isolamento”, a professora Luana Felizarda Macedo Barbosa, que leciona as disciplinas de Língua Portuguesa e Arte, nas Escolas Estaduais Tobias Barreto e João Antônio César, situadas no município de Tobias Barreto, lançou um concurso de desenho para seus alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. Abordando a temática “O que o coronavírus mostrou ao mundo?”, a disputa escolar tem como finalidade estimular a criatividade dos estudantes durante a suspensão das aulas presenciais.

Sobre o projeto, a professora Luana Felizarda enfatiza que a ideia é fazer com que os alunos utilizem a arte para expressar suas ideias e sentimentos, assim como proporcionar interação mesmo que a distância. “O aluno verá atividades e desafios que desenvolvam a sua criatividade, e por acreditar que ela acontece nos momentos mais inesperados, ou seja, em contexto não habitual ao deles, é que surgiu a ideia de explorar o lado artístico de cada um”.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Escolas estaduais no Sul da Bahia atendem estudantes da Educação Inclusiva na testagem da COVID-19

Os estudantes da Educação Inclusiva da Bahia receberam um atendimento especial para a testagem do Coronavírus nas escolas estaduais em Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca. A aplicação, que começou na quinta-feira da semana passada, objetiva ampliar a prevenção e o combate ao vírus, além de proporcionar as primeiras avaliações para a garantia da integridade da comunidade escolar no processo de retorno às aulas. Acompanhados dos pais, os estudantes com deficiência foram assistidos por profissionais da Educação e da Saúde. 

Em Ipiaú, o Centro de Apoio Pedagógico (CAP) concentrou este  atendimento. “A unidade foi direcionada para todos os estudantes da Educação Especial no município. Houve uma ampla mobilização para que todos pudessem participar das testagens, seguindo todos os protocolos de saúde, com os quais tentamos conscientizar a importância da realização dos testes”, ressaltou a assessora pedagógica do Núcleo Territorial Médio Rio de Contas (NTE 22), Erlândia Santos.

Segundo o estudante do CAP, Edilson Alves, 55, que tem deficiência visual, foi uma grande oportunidade realizar o teste na unidade escolar. “Com a pandemia, ficamos um pouco aflitos sobre o que pode acontecer, por isso é importante  a escola nos oferecer esta aplicação do teste para o Coronavírus. Assim, ficamos mais tranquilos, até porque temos estudantes de diversas idades no CAP. Espero que este trabalho das secretarias da Educação e da Saúde consiga proporcionar logo a volta às aulas”, disse.   

Em Uruçuca, a diretora Ieda Almeida, do Colégio Estadual Carneiro Ribeiro, ressaltou que, além do atendimento já realizado, a escola continuará fazendo uma busca para atender aos estudantes com deficiência. “Mesmo com a mobilização junto aos pais, acontece dos estudantes não virem por diversos fatores. Por isso, após o fim da programação nas escolas, iremos planejar a busca desse público que se encontra, também, na zona rural ou em locais mais distantes do centro”.

LEIA MAIS

Padrão