GERAL, SANTA CATARINA

Governo de Santa Catarina vai testar estudantes e profissionais da Educação com suspeita de Covid-19

O Governo de Santa Catarina anunciou de forma oficial nesta quinta-feira, 29, que dará início a um projeto piloto para testar estudantes, professores e servidores com suspeita de Covid-19. A medida foi comunicada pelo secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, durante reunião do Comitê de Retomada das Aulas Presenciais no início da tarde. Outra novidade aprovada foi a atualização do distanciamento entre os estudantes em sala de aula de 1,5 m para 1 m.

Luiz Fernando Vampiro explica que a aplicação de testes será estabelecida por um Termo de Cooperação Técnica entre as Secretarias de Estado da Educação (SED) e da Saúde (SES). “Tivemos várias conversas e entendemos que precisamos colocar o que há de mais moderno para a educação. Se alunos e professores forem afastados por suspeita de contaminação, será possível acelerar o retorno às atividades presenciais com os testes. Santa Catarina será protagonista novamente, com um processo de biossegurança moderno.”

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RORAIMA

Governo de Roraima estuda retomar ensino presencial no formato híbrido escalonado a partir de setembro

O ano letivo 2021 segue com o formato ensino remoto nas escolas da Capital, interior e áreas indígenas, porém, o Governo do Estado sinaliza para uma retomada de aulas presenciais no formato híbrido escalonado a partir do mês de setembro.

“Esta não será uma decisão unilateral da Secretaria de Educação, mas sim uma decisão coletiva, com a participação do Comitê de Crise que monitora a situação epidemiológica no Estado, dos dirigentes municipais de educação e do Sindicato dos trabalhadores em educação”, esclareceu o secretário adjunto de Gestão da Educação Básica da Secretaria de Educação e Desporto, Semaias Alexandre Silva.

O formato híbrido é aquele que mescla o ensino presencial e on-line ao mesmo tempo e a forma escalonada quer dizer um retorno em escala, ou seja, por ano, turma, série e ou dias da semana, a ser organizado pelas escolas.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, TOCANTINS

Educação do Tocantins realiza reunião de alinhamento com diretores regionais para retorno das atividades pós-férias

No planejamento para o retorno das atividades letivas do segundo semestre, após as férias escolares, a titular da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, recebeu nesta quarta-feira, 28, os 13 diretores Regionais de Educação, Juventude e Esportes. As aulas estão previstas para retornarem na próxima segunda-feira, 2, com a realização do acolhimento.

Na reunião, foi apresentada a proposta do Acolhimento, que marcam a continuidade das aulas após as férias. As atividades ocorrerão de forma híbrida. Para isso, foi apresentado um plano de retomada que contempla as atividades presenciais e não presenciais, assim como a organização dos espaços das unidades de ensino e do transporte escolar para garantir a segurança e a saúde dos estudantes e profissionais que estudam nas escolas da rede estadual.

A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou a importância de se considerar a realidade de cada município que integram as regionais. “Temos um alinhamento comum, que é a oferta de educação de qualidade para os estudantes dos 139 municípios tocantinenses, porém esse retorno considera a realidade local, os decretos vigentes. O ensino será híbrido para atender às diferentes realidades. Para isso, temos um Guia de Orientações Pedagógicas”, explicou.

LEIA MAIS

Padrão
ESPÍRITO SANTO, GERAL

Aulas presenciais voltaram a ser obrigatórias na Rede Estadual do Espírito Santo desde segunda-feira (26)

A partir desta segunda-feira (26), os alunos da Rede Estadual de Ensino voltam a ter a obrigatoriedade da presença nas aulas em escolas estaduais. Nesse mesmo contexto, o rodízio dos alunos foi alterado, passando de semanal para diário. A cada dia, haverá um grupo de alunos revezando com outro grupo que permanecerá nas atividades remotas, enquanto perdurar a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Lembrando que, apesar dessas mudanças, o protocolo de biossegurança continua válido para toda a rede.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, lembrou que para as demais redes de Ensino no Estado, sejam públicas ou privada, o governador do Estado, Renato Casagrande, recomendou que seguissem a mesma orientação da Rede Estadual de Ensino. “Nessa decisão, estão excepcionalizados os estudantes que têm comorbidades, por exemplo. Já foi anunciado pelo secretário de Estado da Saúde há alguns dias que os estudantes acima de 12 anos serão vacinados, mas aqueles que não forem vacinados e aqueles que ainda não tiverem sido contemplados com a vacina, todos esses estarão excepcionalizados desta medida, enquanto perdurar a pandemia da Covid-19”, salientou.

As escolas da Rede Estadual estão preparadas para enfrentar a pandemia da Covid-19 desde o ano passado, quando retornaram as atividades presenciais em outubro. “Então, de lá para cá, o planejamento foi só aprimorado no sentindo de atender, cada vez mais, aos protocolos de biossegurança, estabelecidos ainda em meados do ano passado”, acrescentou o secretário Vitor de Angelo.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MATO GROSSO

Governo de Mato Grosso investe mais de R$ 170 milhões para retorno híbrido das aulas dia 3 de agosto

As aulas na rede estadual de ensino de Mato Grosso serão retomadas no dia 3 de agosto, na modalidade híbrida. Após investimentos que superam os R$ 170 milhões nos últimos seis meses, uma força-tarefa da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) constatou que quase 90% das 728 escolas, localizadas nos 141 municípios, estão totalmente preparadas para o retorno seguro, considerando a infraestrutura, protocolos de biossegurança, planos de contingência e comunicação entre pais e professores.

Todos os protocolos e os investimentos para o retorno seguro foram apresentados à imprensa na manhã desta segunda-feira (26.07), durante uma coletiva concedida pelo governador Mauro Mendes e pelos secretários da Casa Civil, Mauro Carvalho, e de Educação, Alan Porto.

“Vamos retomar as aulas no dia 3 de agosto. Praticamente 100% das atividades econômicas já voltaram. O serviço público não parou. Mantendo todos os mecanismos de biossegurança, temos todas as condições de reestabelecer as atividades nas escolas”, enfatizou o governador.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Escolas da Bahia recebem dois milhões de máscaras para distribuição aos estudantes no ensino híbrido

Mais de dois milhões de máscaras de proteção individual foram entregues às escolas da rede estadual de ensino para a distribuição aos estudantes, nesta segunda fase do ano letivo continuum 2020/21, que começa nesta segunda-feira (26), exclusivamente, para os estudantes do Ensino Médio e suas diferentes ofertas e modalidades. As máscaras foram adquiridas em parceria com a Secretaria de Planejamento do Estado (SEPLAN) e mais 1,8 milhão de máscaras serão adquiridas, com o investimento de R$ 5,1 milhões para ampliar a distribuição por aluno. O objetivo é reforçar ainda mais a segurança de toda a comunidade escolar neste novo momento de aulas semipresenciais. 

O  superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Calazans, ressaltou que além das máscaras, as escolas estaduais receberam recursos para a compra de materiais e adequação aos protocolos sanitários estabelecidos. “As escolas estaduais receberam equipamentos de biossegurança com destaque para as máscaras que, após a pandemia da Covid-19, tornou-se de uso obrigatório no convívio social. As merendeiras e equipes de apoio também receberam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A palavra de ordem é reforçar a higienização de todos os espaços”, afirmou. 

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, MATO GROSSO DO SUL

Reunião estratégica de volta às aulas é realizada com prefeitos e secretários municipais de Mato Grosso do Sul

A Secretária de Estado de Educação, Cecilia Motta esteve participando, na tarde da última sexta-feira (23.07), no auditório da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (ASSOMASUL), juntamente com prefeitos e secretários municipais de educação de MS, de reunião estratégica de volta às aulas, transmitido pelo canal do YouTube da Assomasul.

Secretária Cecilia Motta mencionou que no dia 2 de agosto está previsto o retorno das atividades presenciais nas unidades escolares da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (REE). Lembrando que de 19 a 23 de junho os professores realizam o planejamento das atividades de retorno e até o dia 30 de junho as aulas ainda acontecem de forma remota.

Com a decisão, mais de 200 mil alunos retornarão de forma alternada, respeitando o Protocolo de Volta às Aulas, lançado em novembro de 2020. No dia 02 de agosto será o retorno às atividades no formato presencial para os estudantes, com alternância, respeitando os indicadores (bandeiras) do Comitê Gestor do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir).

Padrão
GERAL, GOIÁS

Rede estadual de Goiás retomará as aulas presenciais no dia 2 de agosto em regime híbrido

O retorno será realizado com a ocupação de até 50% da capacidade da escola, conforme as deliberações do Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus.

Em sistema de revezamento de alunos, haverá aulas presenciais e não presenciais, de forma complementar, para alcançar todos os estudantes. A prioridade de retorno presencial é para os estudantes sem acesso à internet, com dificuldades de aprendizagem e em vulnerabilidade social.

Para regulamentar a volta às aulas presenciais na rede estadual, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançou, um julho de 2021, o Guia de Implementação do Protocolo de Biossegurança e Medidas Pedagógicas para Retorno às Atividades Presenciais, que dá orientações de higiene e segurança, organização física das escolas e atuação pedagógica no regime híbrido de ensino.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Escolas estaduais da Bahia são adequadas com protocolos sanitários para as aulas semipresenciais

As escolas da rede estadual de ensino, da capital e interior, passaram por adequações com os protocolos sanitários para o início das aulas semipresenciais, nesta segunda-feira (26), exclusivamente com os estudantes do Ensino Médio das diferentes ofertas e modalidades. Foram investidos recursos da ordem de R$ 305 milhões na requalificação das unidades escolares e as equipes escolares estarão apostos para orientar os estudantes neste novo processo de adaptação.

No Colégio Estadual Pinto de Aguiar, em Salvador, a diretora Ana Paula Ramos falou que tudo foi preparado com maior cuidado e atenção para receber a comunidade escolar. “A escola passou por uma reforma no ano passado com os recursos enviados pela SEC. Temos pias, dispensores de álcool em gel por toda unidade e máscaras para os alunos e funcionários. O pedagógico vem funcionando no remoto com atividades on-line e impressas quinzenais entregues na escola para os alunos sem acesso à internet. A volta às aulas no formato híbrido vai fechar um ciclo de trabalhos necessários ao momento e será um retrato de como funcionamos nesse período”.

No Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins, no município de Valença, a diretora Mara Adriane Gonçalves, falou sobre as expectativas do ensino híbrido. “Acabamos de concluir a reforma do colégio. Foram trocados o telhado, a parte elétrica, o revestimento das paredes e pintamos toda a unidade. Além disso, instalamos novas pias, dispersores e totens de álcool em gel para a higienização das mãos. Contamos também com termômetros para aferição da temperatura e banners informativos sobre os protocolos de segurança”, afirmou.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARÁ

Governo do Pará apresenta o Plano de Retomada das aulas presenciais da rede pública estadual

As aulas presenciais da rede pública estadual retornarão no próximo dia 2 agosto de 2021, de forma híbrida e gradativa. A retomada presencial obedecerá todos os protocolos sanitários para a segurança da comunidade escolar. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Helder Barbalho, junto com os secretários estaduais de Educação (Seduc), Elieth de Fátima Braga; de Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, na manhã desta sexta-feira (23). 

“Este é um momento de muita felicidade, de poder comunicar a comunidade paraense a retomada das aulas presenciais depois de uma decisão profundamente difícil tomada no dia 16 de março de 2020. Portanto, há um ano e quatro meses tivemos a necessidade de tomar esta medida de suspender as aulas presenciais para proteger os nossos alunos, a comunidade escolar e os profissionais da educação”, destacou o chefe do executivo estadual.

Helder Barbalho evidenciou as medidas sanitárias que embasaram a decisão pela retomada das aulas. Ele ponderou que a decisão é fruto da avaliação epidemiológica no estado, que demonstra uma redução importante no contágio, na busca por leitos e atendimentos no sistema de saúde, mas acima de tudo, destacou a importância da adesão à vacina.

LEIA MAIS

Padrão