AMAPÁ, GERAL

Profissionais da educação do Amapá participarão de imersão e apoio psicológico on-line

Diretores, diretores-adjuntos, secretários e coordenadores pedagógicos das escolas públicas estaduais irão participar nos dias 3 e 4 de agosto de uma imersão promovida pela Secretaria de Estado da Educação.

A iniciativa busca levar a equipe gestora à reflexão das ações estratégicas de aprendizagem nas unidades escolares no período de pandemia, além de orientar as possibilidades de atividades pedagógicas não presenciais que irão auxiliar cada escola à fortalecer a sua estratégia para a retomada das aulas não-presenciais.

As ações envolvendo as equipes gestoras de Macapá e Santana serão organizadas pelas coordenadorias de Educação Básica e Educação Profissional (Cebep) e de Desenvolvimento e Normatização das Políticas Educacionais (Codinope). Nos demais municípios e suas zonas rurais, as coordenadorias de Gestão e Apoio aos Municípios (Cogeami) e a de Educação Específica (Ceespe) farão o atendimento.

O cronograma com os horários da imersão será encaminhado para cada gestor por meio dos coordenadores.

LEIA MAIS

Padrão
AMAPÁ, GERAL

Educação do Amapá e Ministério Público alinham ações de acolhimento a estudantes em vulnerabilidade social

Na manhã desta sexta-feira, 31, representantes da Secretaria de Educação (Seed) e do Ministério Público do Amapá (MP-AP) reuniram para debater e alinhar as metas, ações e objetivos para a atuação conjunta em projetos de assistência e acolhimento aos estudantes da rede estadual.

O encontro, que aconteceu no auditório do Ministério Público, contou com a participação da procuradora-geral, Ivana Cei, a promotora, Sílvia de Souza Canela, e a secretária de Educação, Goreth Souza.

A parceria entre os órgãos já existe e foi debatido como serão desenvolvidas as atividades do programa E-paz, que envolve as ações do projeto Escola Restaurativa – um projeto que trabalha proporcionando assistência às escolas através de práticas pedagógicas de acolhimento.

No município de Santana cerca de 30 escolas contam com esse apoio, que refletem resultados positivos como: melhorias no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb); diminuindo o número de casos de violência nas escolas; colaborando com melhorias no processo de ensino-aprendizado dos estudantes.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARANÁ

Escolas do Paraná têm modelo de “sala pós-pandemia” e retorno só com autorização da Saúde

A Secretaria de Estado da Educação do Paraná (Seed-PR) já tem o modelo de como ficarão as salas de aulas nas escolas. Entre as medidas estão o distanciamento de 1,5 metros, dispenser de álcool em gel, espaços de higienizações de mão, termômetros, equipes de limpeza, que serão usadas nas 2.143 escolas estaduais no Paraná.

A estimativa de retorno é em setembro. No entanto, a data pode ser mudada caso os infectologistas da Secretaria da Saúde considerem haja algum  risco, em função do cenário da pandemia do novo corononavírus. 

“Após amplo debate com todas as entidades que integram a Educação do Paraná, foi criado um modelo que garante a melhor segurança sanitária para nossos alunos, adotando os melhores modelos do Brasil e do mundo”, disse o diretor-geral da Seed, Gláucio Dias. Dias reforça que o retorno das aulas só acontecerá quando houver um ambiente seguro, estabelecido pela Secretaria de Saúde.

Medidas –  O protocolo prevê um distanciamento de 1,5m em todos os espaços, incluindo na sala de aula. Será feita também a aferição de temperatura de todos que entrarem a escola, tendo como limite 37º.

LEIA MAIS

Padrão
DISTRITO FEDERAL, GERAL

Secretário de Educação e presidente do FNDE se reúnem para tratar de projetos no Distrito Federal

O secretário de Educação, Leandro Cruz, recebeu em seu gabinete, nesta quarta-feira, 29/7, o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Lopes da Ponte. A reunião foi uma oportunidade de estreitar laços e de tratar de projetos desenvolvidos pelo FNDE que podem trazer benefícios a milhares de estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal.

“Foi uma honra receber o presidente do FNDE, que é um importante parceiro e grande instrumento do governo federal para apoiar os governos estaduais e do Distrito Federal. Tenho certeza de que teremos um novo marco entre a relação do FNDE e da Secretaria de Educação, e o beneficiário de tudo isso será o futuro do Brasil e as gerações futuras do Distrito Federal”, ressaltou Leandro Cruz.

O presidente do Fundo esteve acompanhado de sua equipe técnica para debater os projetos implementados no DF.  “Nossa parceria tem que ser efetiva e prática em relação às demandas do GDF. Temos muitas obras aqui para desenvolver e inaugurar. Estamos estreitando os laços para que, o mais rápido possível, possamos realizar as entregas necessárias que o FNDE e o governo federal precisam fazer”, disse Marcelo Lopes da Ponte.

Também participaram da reunião o secretário executivo da SEEDF, Fábio Sousa, e os diretores do FNDE, Renata Mesquita D’Aguiar, de Gestão de Fundos e Benefícios (DIGEF/FNDE), e de Tecnologia e Inovação (DIRTI/FNDE), Paulo Roberto Aragão Ramalho.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Vale-alimentação reforça a segurança alimentar das famílias dos estudantes Bahia

O benefício da terceira parcela do Programa Vale-alimentação Estudantil, no valor de R$ 55 por estudante, além de garantir uma alimentação de qualidade, está servindo para complementar a renda das famílias que, muitas vezes, possuem algum integrante com dificuldades financeiras, especialmente neste período de pandemia do novo Coronavírus. Nos 417 municípios baianos, os estudantes estão adquirindo alimentos prioritários, como feijão, arroz, macarrão, leite, ovos e carne, que são consumidos não só por eles, mas por todos em suas casas, reforçando a segurança alimentar. A iniciativa conta com um investimento de R$ 44 milhões que, somados às duas primeiras parcelas, totaliza R$ 132 milhões de recursos próprios do Estado.

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, sendo que a aquisição dos alimentos é de livre escolha dos estudantes. A Secretaria da Educação do Estado reforça a orientação para que se dirija ao supermercado apenas um membro da família, seguindo todas as normas de segurança, como o uso de máscaras de proteção individual.

Para o lavrador e ajudante de pedreiro, pai de quatro filhos, Erisvaldo Carvalho Curaçá, 35, o benefício está ajudando muito nas despesas de casa. Ele é pai dos estudantes Mateus, 13, e Eloisa, 15, que estudam no 8º e 9º ano, respectivamente, no Colégio Estadual José da Silva Marques, no município de Campo Formo, além dos caçulas Atoniel, 11, e Daniel Carlos, 10, que estudam na rede municipal. Como são dois estudantes na rede estadual, a família recebeu R$ 110 em cada uma das três parcelas do programa.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Estudante de 62 anos do Programa Universidade para Todos realiza sonho de cursar Direito

O sonho do estudante Sandoval dos Santos Azevedo, 62, do Programa Universidade Para Todos (UPT), de ingressar no Ensino Superior, para cursar Direito, já é uma realidade. O caminhoneiro autônomo é um exemplo de superação, dedicação e persistência, pois nunca desistiu de aprender e acreditar no seu potencial. Ele está cursando o segundo semestre no Centro Universitário Estácio da Bahia – Campus Fratelli Vita, em Salvador, após conquistar uma bolsa de 50% no Programa Universidade para Todos (PROUNI), por meio do seu bom desempenho e nota no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). 

Sandoval participou do UPT em 2018 e 2019, no Polo UPT da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), que funciona no Colégio Estadual Nelson Mandela, localizado no bairro de Periperi, em Salvador. Quem o conhece e convivia com ele sabe o quanto esta aprovação significa, visto que sempre dizia que seria aprovado em Direito. 

Sandoval disse que a vida toda se identificou com a área de Direito, se imaginando um advogado. “Eu sempre quis fazer uma faculdade de Direito, pois gosto de defender as questões e sei que é necessário que a gente tenha conhecimento e habilidade para lidar com as adversidades da vida. Acabei de realizar este sonho para me tornar um profissional honesto e prestativo”, disse, emocionado. 

O mais novo universitário baiano era um frequentador assíduo dos aulões de revisão para o ENEM, promovidos pelo programa UPT. “Este curso foi muito importante não só para mim, mas também para muitas pessoas que não têm condições de pagar um curso pré-vestibular. O UPT tem ótimos professores e eu gostava muito das aulas, tanto que participei de todos aulões. Recomendo este curso para todos, pois é muito bom e nos prepara muito bem para o ENEM. Estou muito feliz e realizado com esta aprovação. Na faculdade, sou bem elogiado e estou tirando muitas notas boas, inclusive dez”, revelou. 

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Em Bom Jesus da Lapa e Aporá estudantes participam de atividades on-line sobre o ENEM

Com o objetivo de auxiliar os estudantes  para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM),  o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, localizado no município de Bom Jesus da Lapa, e o Colégio Estadual Professora Áurea dos Humildes Oliveira, localizado em Aporá, estão realizando uma  série de atividades virtuais.

O projeto “Entre nó e laços, o ENEM é nosso” está em andamento no Colégio Modelo. Na primeira atividade, realizada nesta semana, o tema foi  “Arte e suas linguagens”. A interação acontece  através da plataforma Google Meet, pelo Google Classroom, com abordagem de conteúdos da área de Linguagens e suas Tecnologias. Também serão realizados simulados no Google Forms e disponibilizados links, livros didáticos e atividades práticas.

A estudante Joyce Soares, 17, 3º ano, aprovou a iniciativa. “Em tempos difíceis, como o que estamos vivendo, é de extrema importância estarmos juntos e unidos com o propósito de dar continuidade à nossa vida estudantil. Acho muito importante esse intensivo para o ENEM, pois é uma nova forma de nos ajudar a seguir em frente de uma maneira diferente. Este projeto, com certeza, irá fortalecer o nosso aprendizado, pois todo esforço e dificuldade enfrentados agora serão lembrados futuramente por todos nós”.

Já no Colégio Estadual Professora Áurea dos Humildes Oliveira, localizado em Aporá, os estudantes estão participando do projeto “ENEM virtual”, que, além dos professores da escola, também conta com o apoio de professores parceiros da comunidades. As aulas virtuais acontecem em datas pontuais, através da plataforma Google Meet, e são abertas para estudantes egressos. Os estudantes recebem roteiros de estudos para estudar durante toda a semana, além de indicações de videoaulas, filmes, referências bibliográficas e artigos. Outra ação é o “Plantão de dúvidas”, por meio do qual os professores tiram dúvidas dos estudantes através de grupos de WhatsApp, separados por áreas.

LEIA MAIS

Padrão
AMAZONAS, GERAL

Amazonas define data de retorno de aulas presenciais na rede estadual, com escalonamento de turmas

Dez de agosto é a data definida pelo Governo do Amazonas para o retorno das aulas presenciais na rede pública estadual de ensino, em Manaus. O governador Wilson Lima fez o anúncio nesta terça-feira (28/07), no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, no Jorge Teixeira, zona leste da capital. A escola foi adaptada aos protocolos de saúde que vão nortear o funcionamento das demais unidades da rede no retorno das atividades.

A volta às salas de aula será de maneira gradativa e escalonada em 123 escolas da capital, totalizando cerca de 110 mil alunos. Os primeiros a retornarem – no dia 10 de agosto – são os estudantes do Ensino Médio regular e da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

No dia 24 de agosto, retornam os alunos do Ensino Fundamental (anos iniciais e finais). Ainda não há previsão para retorno das aulas no interior do estado.

Segundo Wilson Lima, o planejamento vem sendo feito desde o dia 1º de abril e recebeu o aval das autoridades de saúde, que apontam uma estabilização dos casos de Covid-19 no estado. Também foram realizadas consultas públicas com a comunidade escolar para definir as melhores estratégias para o retorno.

LEIA MAIS

Padrão
AMAZONAS, GERAL

Corpo docente das escolas estaduais do Amazonas será qualificado para retorno das aulas presenciais

Professores, pedagogos, gestores e pessoal administrativo terão formações voltadas para o período de retorno às aulas presenciais – que acontece a partir do dia 10 de agosto – e sobre como proceder nesta nova realidade. Em sua maioria, os cursos são voltados para a saúde mental e pública, gerenciamento de protocolos pós-pandemia, gestão administrativa e pedagógica e relações interpessoais, que agora exigem mais tato, devido às novas experiências vividas durante a pandemia.

“Iniciaremos, na próxima semana, dia 3 de agosto, a nossa formação com os professores para que, no dia 10 de agosto, eles estejam preparados para o retorno seguro. E mais do que isso, para alavancar a qualidade da educação no Amazonas e resgatar os índices de qualidade da educação que esse estado um dia já teve”, ressaltou o secretário de Educação, Luis Fabian Barbosa, durante anúncio da retomada das aulas presenciais, na manhã desta terça-feira (28/07), no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, no bairro Jorge Teixeira.

Os cursos foram votados pelo próprio público, em pesquisa on-line realizada pela Secretaria de Educação, no mês de junho. Nos questionários – foram quatro, no total -, servidores administrativos, professores, pedagogos e gestores puderam optar por uma ou mais formações que lhes interessassem. A partir da tabulação de dados, os cursos foram definidos pela pasta.

“Fizemos formação para gestores, passamos por processo de formação com psicólogos, assistentes sociais, justamente pensando no retorno dos nossos alunos. A parte pedagógica é diferenciada, os alunos estão há quase quatro meses assistindo a aulas em casa. Os professores vão passar por planejamentos diferenciados e o acompanhamento da coordenadoria tem sido fundamental. A Seduc saiu da sede e veio para dentro da escola trabalhar nossos professores, o aluno vai sentir essa mudança e vai sentir segurança em voltar para as escolas”, garantiu Maria do Carmo Fonseca, diretora do Ceti Elisa Bessa Freire.

LEIA MAIS

Padrão
BAHIA, GERAL

Em todas as regiões da Bahia estudantes vão às compras com a terceira parcela do vale-alimentação

Em todos os 417 municípios da Bahia, os estudantes da rede estadual de ensino estão indo às compras com o vale-alimentação, referente à terceira parcela do benefício. Com os R$ 55 de crédito no cartão, os estudantes optam por estabelecimentos perto de casa e, com isso, movimentam a economia local. A iniciativa conta com um investimento de R$ 44 milhões que, somados às duas primeiras parcelas, totaliza R$ 132 milhões de recursos próprios do Estado, direcionados para a segurança alimentar dos estudantes e de suas famílias.

A estudante quilombola Suzana dos Santos, 17, 3º ano, do Colégio Estadual do Campo de São Tomé, localizado no município de Campo Formoso, já foi às compras e falou da importância do benefício. “Este valor disponibilizado no cartão é muito importante não só para mim, mas para muitas famílias, pois algumas não possuem condições e, com esta pandemia, fica ainda mais difícil trabalhar e este benefício ajudou bastante”.

Para Raiane Pereira da Silva, 18, 3º ano, do Colégio Estadual de Ourolândia, localizado em Ourolândia, todas parcelas foram essenciais para a renda familiar. “As duas primeiras ajudaram muito neste período difícil de quarentena, com a renda baixa de minha família. Moro com minha mãe, irmã e meu padrasto, mas a renda dele não ajuda muito. Minha mãe trabalha, porém não ganha muito bem. Então, esta terceira parcela veio em uma boa hora, tanto que já comprei alimentos, como arroz, feijão, óleo, café, macarrão e outros”.

LEIA MAIS

Padrão