ALAGOAS, GERAL

Educação de Alagoas transporta diariamente alunos da rede estadual para pontos de vacinação

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) continua a mobilizar os alunos da rede estadual para que recebam a vacina contra a Covid-19 que, no mês de agosto, chegou ao público adolescente. Desde o último dia 26, o órgão disponibiliza, diariamente, sua frota de ônibus escolares do programa Meu Transporte Novo, lançado pelo Governo de Alagoas, para levar os jovens ao ponto de vacinação do Maceió Shopping, na capital.

 “Ao alocarmos nossa frota para transportar estes jovens para vacinação, temos em mente duas missões: a primeira, imunizar e proteger nossos alunos. A segunda, fazer com que eles levem essa mensagem para os colegas que, por ventura, ainda não despertaram para a importância da vacina ou tenham receio da aplicação. A iniciativa tem sido um sucesso com grande adesão dos nossos alunos”, avalia o secretário de Estado da Educação, Rafael Brito.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, 28.559 alagoanos de 12 a 17 anos já foram imunizados com a primeira dose. Em Maceió, onde 22.032 adolescentes dessa mesma faixa etária já receberam a primeira dose, a Seduc, diariamente, transporta alunos das escolas da 1ª e 13ª Gerências Regionais de Educação (Geres) até o local de vacinação. 

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Ensino híbrido combina atividades presenciais e remotas com revezamento de alunos em Alagoas

Com o retorno das aulas no formato presencial nas escolas da rede estadual, um dos termos mais ouvidos foi ensino híbrido. Essa proposta, que se adequa à realidade de pandemia, traz consigo a possibilidade de resgatar e fortalecer a aprendizagem dos alunos sem descuidar dos protocolos sanitários de combate a COVID-19 e tendo a tecnologia como aliada. Para saber como ele funcionará na prática, é preciso entender a sua organização.

Neste primeiro momento, as escolas voltam com 50% de sua capacidade, com os alunos de cada turma fazendo “um rodízio” onde metade comparece presencialmente na primeira semana e o outro grupo, na segunda. Para ambos, os professores trabalharão de forma articulada a partir de roteiros de estudos quinzenais, conciliando atividades presenciais e não presenciais.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Educação de Alagoas abre ciclo de formação pedagógica para modelo híbrido

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) continua investindo na qualificação do ensino da rede estadual através da capacitação de seus profissionais. Considerando o retorno previsto para o dia 16 de agosto, ainda no modelo híbrido, a Superintendência de Políticas Educacionais preparou um Ciclo de Formações para estimular o engajamento dos professores e alunos no novo formato. 

“Dentre as várias ações elaboradas pela Seduc, a formação continuada é uma perspectiva muito clara de desenvolvimento e apoio à qualidade da educação em Alagoas. Nesse momento, na iminência do retorno ao ensino presencial e remoto, é extremamente importante preparar as escolas, alunos e professores com essa série de encontros voltados para formação e capacitação do corpo docente”, afirma o superintendente de Políticas Educacionais, Ricardo Lisboa. 

A primeira formação foi lançadana última quinta-feira (22), em parceria com o Instituto Gesto da Fundação Lemann. O curso “Mathema e Porthema” é voltado para todos professores de Língua Portuguesa e Matemática do Ensino Fundamental da rede estadual e tem o objetivo de discutir as práticas dos professores para melhorar a aprendizagem dos alunos, ampliando as estratégias de aulas híbridas. O curso será realizado pela plataforma Mathema e terá certificado e carga horária de 20 horas semanais.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Escolas estaduais de Alagoas fazem simulação para retorno seguro às aulas presenciais

Com o anúncio de que as escolas da rede estadual poderiam voltar às atividades presenciais no dia 16 de agosto, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), tem tomado todas as medidas necessárias para garantir uma retomada segura para toda a comunidade escolar: além do repasse de R$ 40 milhões do programa Rumo às Aulas, para que as escolas adequem sua estrutura física, a Seduc enviou para cada escola um protocolo com orientações para a retomada segura das aulas. 

O documento, disponível neste link, traz orientações de segurança sanitária, nutricional e alimentar, delimitação de espaços e o quantitativo de pessoas permitido em um espaço fechado. Higienização constante, uso de máscaras e distanciamento social são algumas das recomendações para essa nova realidade. Cada unidade de ensino também vai elaborar um plano de retorno que consta de três etapas: preparação da equipe, reestruturação da nova rotina no ambiente escolar e monitoramento de todos os espaços.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Alagoas prevê retorno a aulas presenciais em 16 de agosto

Com os profissionais da Educação Básica de Alagoas imunizados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e a previsão de que, até agosto, todos tenham recebido a segunda, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), nesta terça-feira (6), portaria que prevê a retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino para o dia 16 de agosto. 

De acordo com a portaria, o retorno será inicialmente no formato híbrido – com atividades presenciais e não presenciais –, com 50% dos estudantes devidamente matriculados em cada turma. Ainda segundo o documento, cada escola promoverá ampla divulgação sobre o retorno híbrido junto à comunidade escolar, bem como a preparação dos espaços físicos com base em todos os protocolos e normas preventivas estabelecidas pelos órgãos sanitários.

“Os alunos voltarão a frequentar a escola ainda no modelo híbrido, respeitando os protocolos sanitários já estabelecidos por portaria. A crise da Covid-19 foi devastadora na educação e é importante que a sociedade, os pais, alunos, servidores e toda comunidade escolar deem as mãos. Eu acredito muito nessa geração e acredito muito na capacidade dos nossos servidores em acelerar o aprendizado e recuperar o tempo perdido. Vamos juntos construir uma nova educação no pós-pandemia, para que a gente possa, de uma vez por todas, dar aos nossos alunos e aos nossos jovens a condição de estudar que eles merecem e precisam”, ressaltou o secretário da Educação, Rafael Brito. 

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Alagoas já tem mais de 60 mil profissionais da Educação imunizados com a 1ª dose

Alagoas já tem mais de 60 mil profissionais da Educação (Básica e Superior) imunizados com a primeira dose de uma das vacinas contra a Covid-19. Os dados são do site do Ministério da Saúde e são relativos à campanha de vacinação para os educadores iniciada em 10 de maio. Se levado em conta o fato de que um percentual de educadores já haviam sido vacinados previamente por idade, comorbidade e como profissionais de saúde (no caso dos professores da Educação Física com dupla habilitação), esse número é ainda maior.

“Temos 95% dos servidores da Educação Básica de Alagoas já imunizados com pelo menos a primeira dose e isso é um aspecto extremamente positivo, visto que muitos estados do Brasil ainda nem iniciaram a vacinação dos servidores da Educação. Este é um ponto fundamental para começarmos a preparar a rede estadual para a futura retomada das atividades presenciais”, comemora o secretário de Estado da Educação, Rafael Brito.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Educação inicia preparação para retomada às aulas presenciais em Alagoas

A preparação para a retomada das aulas presenciais de forma segura avança em Alagoas. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) inicia a adaptação aos protocolos sanitários e regras de distanciamento social em todas as 310 escolas da rede pública estadual, que receberão sinalização padronizada nos ambientes de sala de aula, corredor, refeitório e setores administrativos, a fim de garantir a máxima segurança da comunidade escolar no retorno às atividades.

O projeto acontece de forma paralela e como reforço a duas iniciativas de retorno às aulas presenciais com segurança no Estado. Aliada à sinalização, o Governo de Alagoas lidera a ampla vacinação dos profissionais da Educação em todas as regiões e começa a operacionalizar o programa Rumo às Aulas, recém-lançado no último dia 8 de junho, que prevê o repasse financeiro para as unidades de ensino e as Gerências Regionais da Educação (Geres) realizarem melhorias de infraestrutura e aquisição de bens necessários para a volta presencial.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Aulas na rede estadual de Alagoas começam em 10 de março em formato remoto

O ano letivo 2021 vai começar em 10 de março em formato remoto na rede estadual de ensino. O anúncio foi feito em portaria publicada no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (26/02).

De acordo com a Portaria 3019/2021, artigo 2º, fica estabelecido, inicialmente, o modelo organizacional de ensino remoto, podendo, gradativamente, avançar para o ensino híbrido e presencial, caso o cenário da COVID-19 em Alagoas apresente um diagnóstico favorável, baseado nas avaliações das autoridades sanitárias. No ensino remoto, as atividades podem ser realizadas com ou sem a mediação tecnológica, com a entrega de conteúdo impresso para os estudantes sem acesso a internet.

O centenário de Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira (título estabelecido pela Lei 12.612 de abril de 2012), será o tema norteador do ano letivo 2021. As atividades acontecerão por meio de laboratórios de aprendizagem – onde os professores trabalham de forma interdisciplinar, integrando várias disciplinas – e roteiros de estudos – com instruções para o trabalho quinzenal dos estudantes – para as turmas do 1º ano do ensino fundamental até a 2ª série do ensino médio. Já as turmas da 3ª série do ensino médio participarão do Foca no Enem, onde terão apoio para se prepararem para a edição 2021 do exame de acesso ao Ensino Superior.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Alagoas reduz taxas de analfabetismo e aumenta matrículas de estudantes com deficiência e EJA

Alagoas registrou redução nas taxas de analfabetismo e aumento nas matrículas de Educação Infantil, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Especial e oferta de Ensino Integral. O estado também aumentou a inclusão de estudantes com deficiência em classes comuns – associado ao Atendimento Educacional Especializado, o AEE. Os dados são, respectivamente, da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e do Censo Escolar 2019 publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com dados do PNAD, o estado registrou redução nas taxas de analfabetismo a partir dos 15 anos de idade entre os anos de 2016 e 2019, passando de 19,4% para 17,1% para pessoas a partir de 15 anos; 20,9% para 18,3% para pessoas acima de 18 anos; 24,6% para 21,2% para os maiores de 25 anos; 33% para 28,9% para pessoas acima de 40 anos e de 46,1% para 41% para os maiores de 60 anos.

EJA e Educação Infantil – Concomitantemente à redução das taxas de analfabetismo, o estado também teve aumento das matrículas da EJA, com a retomada dos estudos para um público que estava afastado da sala de aula. Segundo dados do Censo Escolar 2019, o número de matrículas da EJA cresceu 7,2% de 2015 a 2019, saindo de 113.228 em 2015 para 121.408 matrículas no ano passado. No que concerne à distribuição das matrículas, as redes municipais concentram 91,4% das matrículas do EJA Fundamental, seguido por 7,8% da rede estadual, enquanto, na etapa de nível médio, a rede estadual reúne 97,5% das matrículas seguidas por 1,4% da rede federal.

LEIA MAIS

Padrão
ALAGOAS, GERAL

Escolas de Alagoas se mobilizam para levar atividades para alunos da zona rural

A pandemia do coronavírus fez escolas adotarem a tecnologia para dar continuidade à missão de levar educação a estudantes em todo o país. No entanto, para muitos, o acesso a uma internet de qualidade ainda não é uma realidade. E, para que essas crianças e jovens não fiquem de fora do processo de ensino-aprendizagem, muitos gestores tem buscado alternativas para alcançá-los, fortalecendo ainda mais seus laços com a comunidade.

Zona rural – Um exemplo é a Escola Estadual Padre Téofanes, de São José da Laje. Seu gestor, Erivaldo Valério da Silva, mobilizou professores, pais e alunos para não interromper os estudos de cerca de 70 alunos que vivem em povoados rurais. De carro, ele percorre quatro sítios: Boa Vista, há 7,9Km do município, Campo Novo, com 13,8Km, Transval, 7,2Km e Valparaízo 9,6Km.

De acordo com o gestor, o primeiro contato foi para levar os kits de alimentos disponibilizados pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), onde toda a comunidade escolar foi mobilizada. Agora, a missão continua: quinzenalmente ele visita os sítios, desta vez para levar e recolher as atividades impressas aos alunos. 

LEIA MAIS

Padrão