GERAL, PARÁ

Sergipe promove live de lançamento da Consulta Pública da Proposta Preliminar do Currículo para o Ensino Médio

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, por meio do Serviço de Ensino Médio, do Departamento de Educação (DED/SEDUC), realizará na próxima segunda-feira, 20, a live de lançamento da Consulta Pública da Proposta Preliminar do Currículo de Sergipe para o Ensino Médio. A transmissão será feita às 16h, pelo canal do Youtube Educação Sergipe (https://www.youtube.com/educacaosergipe). A Consulta Pública será feita por meio de uma plataforma que será divulgada durante a live.

O evento online contará com a participação da coordenadora estadual do Currículo de Sergipe, professora Ana Lúcia Lima; da presidente do Conselho Estadual de Educação, Luana Silva Boamorte de Matos; da coordenadora de Etapa do ProBNCC Ensino Médio e chefe do Serviço de Ensino Médio da Seduc, professora Isabella Santos, e das coordenações de Área de Conhecimento.

A consulta pública acontecerá no período de 20 de julho a 23 de agosto. Segundo a coordenadora Ana Lúcia Lima, uma das metas neste ano de 2020 é a conclusão do Currículo do Ensino Médio, e por isso, se faz necessária a realização de consultas públicas. A primeira foi realizada em dezembro do ano passado, momento em que a coordenação estadual do Currículo de Sergipe recebeu contribuições para a Formação Geral Básica.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARÁ

Ensino remoto é alternativa para alunos da rede estadual do Pará

Manter os alunos com uma rotina básica de estudos tem sido um grande desafio para as escolas da rede estadual de ensino, desde a suspensão das aulas presenciais, em 18 de março. Tudo isso ocorreu por conta da pandemia do novo coronavírus. Quatro meses depois, diretores, professores e alunos avaliam as diversas alternativas encontradas para amenizar o efeito da pandemia na educação pública estadual.

A garantia da alimentação escolar, a formação dos professores e as estratégias pedagógicas desenvolvidas neste período compõem o movimento ‘Todos em Casa pela Educação’, criado pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc) para garantir ao aluno o direito mínimo à aprendizagem mesmo no isolamento social. 

O uso da tecnologia e da criatividade têm sido o principal desafio para a maioria dos profissionais da educação na busca pela aproximação com os alunos. Segundo a titular da Seduc, Elieth de Fátima Braga, o movimento foi a forma encontrada para dar continuidade ao processo de aprendizagem do alunado, pautado na utilização de ferramentas digitais e atividades offline.

“Visando dinamizar o trabalho pedagógico do corpo docente, a Seduc proporcionou vários cursos de formação, entre eles o curso de utilização de ferramentas digitais em sala de aula, além de tantas outras iniciativas. Com isso, reiteramos o compromisso do governo do Estado de ofertar a todos a qualidade na educação, independentemente do momento que estamos vivendo”, afirma.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARÁ

Educação do Pará e Polícia Civil fecham parceria no combate às drogas nas escolas

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Polícia Civil do Pará se reuniram nesta quinta-feira (9) na Delegacia Geral, em Belém, para firmarem parceria na implementação do Projeto Polícia Civil nas Escolas. O objetivo é combater o uso e o tráfico de drogas no ambiente escolar. O projeto piloto deve ainda esclarecer o papel da Polícia Civil e aproximar a comunidade escolar da instituição. Com previsão de iniciar no mês de agosto, a parceria deve abranger, primeiramente, sete escolas de Belém, que foram escolhidas por conta da presença do tráfico de drogas na comunidade.

Na primeira fase do “Polícia Civil nas Escolas”, os alunos serão levados à Delegacia Geral para assistirem palestras sobre dicas de Biossegurança pós pandemia, risco do tráfico e consumo de drogas, bullying e crimes cibernéticos nas redes sociais. Na segunda fase os policiais vão às escolas com atividades aos alunos, orientação sobre o trabalho da Polícia e emissão de RG. A terceira e última fase envolve reuniões entre os diretores das delegacias e seccionais e a comunidade escolar. Até o final do ano o projeto deve atingir 350 jovens, na faixa etária de 11 a 14 anos.

Para que as medidas de segurança durante a pandemia da Covid-19 e o decreto governamental, que limita a reunião de pessoas num mesmo ambiente, sejam cumpridos, haverá um protocolo de medidas de segurança para compor os eventos na Delegacia Geral. “Limitaremos a 50 pessoas no auditório, 45 alunos e cinco professores, uso de máscaras, álcool gel nas mãos e distanciamento são algumas das medidas que adotaremos durante a realização desse evento”, explica a delegada Claudilene Maia, coordenadora de Polícia Comunitária.

A secretária adjunta de ensino da Seduc, Regina Pantoja, considera a ação muito importante para desenvolver um trabalho de prevenção nas escolas. “Nessa parceria vamos mostrar que a polícia não é um órgão repressor e que serve também para educar. Vamos ensinar o que é certo e errado, envolvendo todos os atores educacionais para minimizar a vulnerabilidade dentro das escolas”, detalha a secretária. Regina destaca que o projeto é inédito e que deve ser levado a mais escolas. “Já havíamos feito ações pontuais com polícia nas escolas, mas algo institucional como esse, não. O termo de cooperação entre Seduc e PC deve ser assinado semana que vem. É algo grandioso que devemos levar pra todas as escolas estaduais”.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARÁ

Enem Pará vai garantir aulas gratuitas aos alunos da rede pública

Os alunos do Pará que vão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passam a contar a partir de agora com uma nova ferramenta de preparação para a prova. O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), lançam nesta segunda-feira (29) o Enem Pará. 

Com uma equipe de mais de 30 professores, a plataforma vai disponibilizar aulas ao vivo e videoaulas com o conteúdo preparatório do Exame. Segundo a secretária de estado de educação, Elieth de Fátima Braga, o objetivo é minimizar as perdas de aprendizagem ocasionadas pela paralisação das aulas provocadas pela pandemia de Covid-19.

Já o titular da Sectet, Carlos Maneschy, ressalta que o Enem Pará vai auxiliar os estudantes da rede pública, proporcionando que tenham preparação compatível com os alunos da rede privada, que têm utilizado os recursos tecnológicos e o ensino a distância para manter a rotina de estudo mesmo com a suspensão das aulas presenciais.

A Seduc vai ministrar o conteúdo ao vivo através do canal da Secretaria no youtube. As aulas vão servir de subsídio e verificação de aprendizagem para as videoaulas fornecidas pela Sectet. “As aulas ao vivo conduzidas pelos professores da rede estadual serão a oportunidade para que os alunos possam interagir, fazer perguntas e resolver exercícios no momento em que a aula acontece”, destaca o professor Diego Maia. Ele antecipa que a Seduc vai disponibilizar ainda um guia de estudos e materiais didáticos para alunos do ensino médio sem acesso à internet.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PARÁ

Governo do Pará inicia segunda etapa da entrega do vale-alimentação escolar

O Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação, liberou no último sábado (6) a segunda recarga do cartão de vale-alimentação escolar aos alunos da rede estadual de ensino. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (05) pelo governador do estado, Helder Barbalho. 

O auxílio é uma forma de não deixar os alunos desassistidos durante a suspensão das aulas presenciais ocasioanda pela Covid-19. A primeira etapa foi entregue em abril. Inicialmente, o recarga desta segunda etapa atenderá os alunos de nove regiões do Pará. Já os demais alunos das outras três regiões irão ganhar um novo cartão a partir desta quarta-feira (10). 

O valor é de R$ 80 para cada aluno, totalizando 575 mil estudantes a serem beneficiados. O investimento nesta segunda etapa é de R$ 44 milhões assegurados com recursos do Tesouro Estadual. “Além disso, vamos fazer a terceira carga até o final de junho, totalizando o investimento de cerca de R$ 130 milhões para ajudar os alunos e suas famílias”, anunciou Helder.

Padrão
ALAGOAS, GERAL, PARÁ

Alagoas e Pará também suspendem aulas presenciais

No final da tarde desta terça-feira (17), os estados de Alagoas e Pará anunciaram a suspensão das aulas presenciais por causa do avanço do coronavírus. Agora, todos os estados e o DF já se manifestaram sobre a questão. Com exceção do Amazonas, que restringiu a suspensão à Manaus, e da Bahia, que suspendeu as aulas apenas nas cidades de Salvador, Prado, Porto Seguro e Feira de Santana, todas as demais escolas das redes públicas estaduais do país terão as aulas afetadas pela pandemia.

Padrão