BAHIA, GERAL

Bahia prorroga decreto de suspensão das aulas até 14 de fevereiro

O Governo do Estado prorrogou, até 14 de fevereiro, a suspensão das aulas nas redes públicas e privadas na Bahia. A alteração do Decreto nº 19.586, de 27 de março de 2020, que trata do assunto, foi publicada no Diário Oficial do Estado, deste sábado (6).

>>> Acesse o decreto aqui <<<
 
A decisão foi anunciada pelo governador Rui Costa, na sexta-feira (5), depois de debate com prefeitos e a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), por videoconferência, sobre os critérios para o retorno às aulas presenciais. Os secretários da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e da Saúde, Fábio Vilas Boas, participaram da reunião.

LEIA MAIS

Padrão
ESPÍRITO SANTO, GERAL

Começa ano letivo 2021 nas escolas da Rede Estadual do Espírito Santo

Os alunos da Rede Estadual retomaram às atividades nas escolas da Rede Estadual de Ensino, nesta última quinta-feira-feira (04). Seguindo todos os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19, com distanciamento e uso de máscara por todos os alunos e profissionais, as aulas seguem nos modelos híbrido ou remoto, respeitando também o Mapa de Risco do Governo do Estado. Durante visita de boas-vindas nas Escolas Estaduais Agenor Roris e Francelina Setubal, em Vila Velha, o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, abriu simbolicamente o ano letivo da Rede Estadual. 

“Quero dar as boas-vindas aos nossos alunos e desejar um bom trabalho para os nossos profissionais. Nossas escolas estão preparadas, nós cuidamos do planejamento escolar, transferimos recursos para cada uma delas para comprar os insumos e as máscaras, além de organizar o ambiente escolar para que a gente pudesse, devidamente e com segurança, receber profissionais e alunos. Desejo um excelente ano letivo para todos”, disse o secretário.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, TOCANTINS

Educação do Tocantins apresenta ações de biossegurança para o retorno das atividades educacionais presenciais

Aberta a toda comunidade escolar, a live ‘Segurança e Monitoramento da Covid-19 em espaços escolares’, que será transmitida pelo canal TV Seduc, no YouTube, nesta quinta-feira, 4, a partir das 9h, integra as ações desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) para atender ao eixo de biossegurança, referente ao retorno das atividades educacionais presenciais.

Durante a live, serão apresentadas as medidas de biossegurança que estão sendo adotadas nos ambientes escolares, assim como serão repassadas orientações sobre a obrigatoriedade da adoção de medidas sanitárias individuais e coletivas para prevenção da Covid-19, em conformidade com o Protocolo de Segurança em Saúde, estabelecido pela Portaria Conjunta nº 2/2020/SES/GASEC/SEDUC/UNITINS, de 21 de novembro de 2020.

LEIA MAIS

Padrão
ACRE, GERAL

Governo do Acre dará continuidade ao Programa Escola em Casa em 2021

Dezessete de março de 2020. Exatamente nessa data, o governo do Acre decretava a suspensão das atividades nos órgãos públicos, principalmente nas escolas, cujo ano letivo havia iniciado no dia 10 de fevereiro. Era a pandemia que começava a fazer suas vítimas, inclusive no Acre.

Mas o governo não ficou parado. A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Diretoria de Ensino, logo procurou meios para que se continuasse com o ano letivo. E foi assim que surgiu a ideia criar um programa para que os alunos, remotamente, pudessem continuar estudando e aprendendo.

Assim, foi criado na SEE o Departamento de Mídias Digitais, cuja finalidade maior era contribuir com a gravação de vídeos e audioaulas que seriam, posteriormente, retransmitidas aos estudantes, inclusive nos recantos mais remotos do estado. Nascia o programa Escola em Casa.

As gravações se iniciaram logo no mês de abril, e no dia 22 de junho o primeiro programa ia ao ar pela AmazonSat, filiada à Rede Amazônica de Televisão. Disponível em 18 municípios acreanos, a emissora pode ser acessada, em Rio Branco, pelo canal 31.1.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, GOIÁS

Programa do Governo de Goiás equipa escolas para aulas não presenciais

As aulas remotas e o atendimento on-line de estudantes tornaram essencial a disposição de equipamentos tecnológicos nas escolas. Na rede pública estadual de ensino de Goiás, as unidades escolares puderam utilizar recursos do programa Equipar para adquirir computadores, televisões e outros equipamentos de suporte às aulas remotas.

Entre outubro e dezembro de 2020, o Governo de Goiás repassou R$ 157,5 mil para cada escola comprar equipamentos, de forma direta e descentralizada, e contratar serviços de manutenção, higienização e desinsetização. O objetivo é acelerar o processo de aquisição e atender necessidades específicas de cada unidade.

O Colégio Estadual Pedro Ludovico Teixeira, de São João D’Aliança, por exemplo, deu um verdadeiro “up” na sua estrutura, para melhorar as condições de trabalho dos professores e garantir ensino de qualidade aos alunos.

LEIA MAIS

Padrão
ACRE, GERAL

Aulas remotas no Acre retornarão no dia 8 de fevereiro

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), retornará com as aulas remotas das escolas da rede no próximo dia 8 de fevereiro. A informação foi dada pelo secretário Mauro Sérgio Ferreira da Cruz. “Estamos concluindo a formação das nossas equipes para que elas possam repassar as orientações às escolas”, disse.

O retorno das aulas remotas será para concluir o ano letivo de 2020. De acordo com o secretário Mauro Cruz, embora o governo do Estado tenha sido pego de surpresa com a pandemia no ano passado, foi realizado todo um planejamento, inclusive com a criação do Programa Escola em Casa, para garantir o ensino aos alunos em todo o Estado.

“Em 2020 realizamos três bimestres e fizemos a opção em concluir o quarto bimestre agora no início de 2021 porque a nossa expectativa era de que a situação da pandemia estivesse amenizada, mas o atual cenário nos impossibilita em retornar com os encontros presenciais”, disse.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, TOCANTINS

Governo do Tocantins autoriza retomada das aulas presenciais em escolas públicas e privadas

O Governo do Tocantins, por meio do Decreto nº 6.211, autorizou a retomada gradativa das atividades educacionais presenciais, a partir de 8 de fevereiro de 2021, para toda a Educação Básica e Superior, ofertados pelas redes públicas ou particulares em todo o Estado, sendo facultado aos estabelecimentos de ensino a oferta de aulas na modalidade não presencial ou no sistema híbrido. O Decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição desta sexta-feira, 29, ainda mantém a jornada de 6 horas para os servidores públicos estaduais.

Para o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, o início da vacinação em todos os municípios e a adoção de medidas de segurança em saúde possibilitam o retorno das aulas presenciais de forma gradativa. “De forma muito responsável, optamos pelo retorno das aulas presenciais, observando cada realidade local, com revezamento de turmas, podendo adotar o sistema híbrido e, claro, uma vez que o aluno esteja na escola, toda a comunidade escolar deve estar atenta aos protocolos de saúde. A vacina já é uma realidade no Estado, aos poucos as pessoas dos grupos prioritários estão sendo imunizadas, mas o uso da máscara, do álcool em gel e o distanciamento social ainda devem continuar sendo adotados por todos”, reiterou o Governador.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, PIAUÍ

Piauí dá início as aulas da rede estadual de forma remota

A acolhida, momento de recepção aos estudantes ao ambiente escolar, coordenada pelos gestores e professores aconteceu de forma diferente neste início de 2021. De forma virtual, o ano letivo nas escolas que ofertam o Ensino Fundamental, o Ensino Médio, Educação Profissional e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Rede Estadual de Ensino do Piauí teve início nesta segunda-feira (01).

Seguindo a orientação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para o início do semestre letivo no formato exclusivamente remoto, o Centro de Educação de Tempo Integral (CETI) Francisca Pereira de Sousa Morais, localizado no município de Fronteiras, realizou a acolhida dos alunos pela plataforma Google Meet.

A escola reuniu coordenadores, professores e os 143 alunos para apresentar os projetos desenvolvidos no Ceti e o funcionamento referente às atividades de ensino remoto. A diretora do Ceti, Marilene Carvalho, relata que o último ano foi desafiador e repleto de aprendizados que continuarão em prática neste ano.

LEIA MAIS

Padrão
GERAL, RIO DE JANEIRO

Resolução regulamenta quantitativo de alunos por escola após decreto que torna educação atividade essencial no Rio de Janeiro

As diretrizes para uma retomada segura das aulas presenciais de alunos, professores e funcionários no estado foram publicadas no Diário Oficial da última terça-feira (26/01). A Resolução conjunta das secretarias de Educação e de Saúde estabelece normas para as unidades escolares estaduais e orienta as redes municipais e privadas, vinculadas à Seeduc-RJ, para que, em casos de bandeiras roxa ou vermelha no município, não haja ensino presencial. Nos casos de bandeiras de risco laranja, amarela e verde, foram estabelecidos quantitativos máximos de atendimento presencial, levando em consideração a capacidade da unidade escolar.

A resolução regulamenta o decreto 47.454, publicado em edição extra do D.O de quinta-feira (21/01), que incluiu as escolas no grupo de serviço essencial, enquanto durarem as medidas restritivas contra a Covid-19.

As bandeiras classificatórias de risco de todos os municípios serão atualizadas semanalmente, às sextas-feiras, até as 14h, pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio do link: http://painel.saude.rj.gov.br/monitoramento/covid19.html.

LEIA MAIS

Padrão
DISTRITO FEDERAL, GERAL

Governo do Distrito Federal lança programa Virando o Jogo na Educação

As atividades na rede pública de ensino serão retomadas no dia 8 de março, “provavelmente com o modelo híbrido”, nas palavras do secretário de Educação, Leandro Cruz. O que significa que metade da turma terá aula presencial e a outra metade, virtual. Na semana seguinte, os papéis se invertem. Quem ficou em casa vai para escola, quem foi a escola fica em casa.

Essa, porém, não é a maior novidade para 2021. Numa coletiva de imprensa nesta quinta, 28, último dia do ano letivo de 2020, o secretário informou que anunciará nos próximos dias o programa Virando o Jogo na Educação. Será, segundo disse, um grande número de ações simultâneas em todas as etapas do ensino básico – com destaque para integração do modelo pedagógico com prática esportiva, cultura e ações de promoção do protagonismo estudantil.

Ao todo, são 15 programas e projetos, que buscam, principalmente, melhorar a qualidade do processo de ensino e de aprendizagem, bem como aproximar estudantes, comunidade escolar e sociedade.

“A gente entende que o ano de 2020 vai deixar graves sequelas na educação de Brasília, do Brasil e do mundo. O programa Virando o Jogo começa em 2021, mas não acaba em 2021, é um programa para uma década. É um programa para acompanhar e para resgatar cada estudante, cada conteúdo, tratar cada dano, emocional ou pedagógico, que teve esse nosso estudante”, disse o secretário. “A educação se faz de forma completa dentro da escola, isso é muito importante. O melhor lugar para se educar uma criança, é dentro da escola.”

LEIA MAIS

Padrão